Últimas

Sexta-Feira, 12 de Outubro de 2007, 13h:49 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

RUMO A 2010

Deputado defende uma "dobradinha" Jaime-Riva

Maksuês diz que chapa com Jaime ao governo e Riva ao Senado representaria a volta ao poder da classe política, hoje humilhada pela turma da botina 

  O deputado e apresentador de TV, Maksuês Leite (PP), pré-candidato a prefeito de Várzea Grande, já tem pronta sua chapa majoritária para 2010. Mesmo a três anos do pleito, ele defende Jaime Campos ao governo do Estado, José Riva à senatória e ainda à reeleição do senador Jonas Pinheiro. Dessa forma, aposta numa aliança do PP com DEM tanto para as urnas do próximo ano quanto para 2010. "Seria uma chapa ideal e vou trabalhar para isso", destacou o parlamentar, em entrevisa nesta sexta (2). Para Maksuês, que se articula para ter apoio dos Campos na corrida à prefeitura, o retorno do senador Jaime ao Palácio Paiaguas e a eleição do deputado Riva à senatória representaria a reconquista do poder e a valorização da classe política.

    Na sua avaliação, o governador Blairo Maggi, no comando do Estado desde janeiro de 2003, "humilha e ignora os políticos". "Ele (Maggi) não foi eleito para ser empresário. Ele está num cargo político. Tem um sojicultor no governo que não dá a mínima para a classe política, que é tratada com menosprezo".  Maksuês Leite afirma que deputados não conseguem viabilizar uma obra junto ao governo, mesmo com abertura para apresentação de emenda parlamentar. Reclama também que, às vezes, é preciso esperar até dois meses para se ter uma audiência com o governador.

    Na sua ótica, uma vitória em 2010 de Jaime e Riva "consolidaria a volta da classe política e dos Poderes. Hoje, existe um baixa estima entre os políticos por causa da postura do atual governo". O deputado do PP afirmou ainda que Maggi "abandonou a Baixada Cuiabana" e considera que a violência explodiu na zona urbana e já está chegando no campo. "Esse governo dos botinudos só tem um olhar: agricultura", critica Maksuês, para quem outros setores precisam ser priorizados.

   Perguntado sobre as razões de já sair em defesa dos nomes de Jaime e Riva para a disputa majoritária, o deputado progressista argumenta que "Jaime fez um bom governo quando esteve à frente do Palácio Paiaguás (91/94), foi prefeito de Várzea Grande por três mandatos e vem mostrando competência e trabalho no Senado". Sobre Riva, Maksuês o tem como um parlamentar municipalista, trabalhador e "rei do interior".

Postar um novo comentário

Comentários (29)

  • gilmar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Dep. Maksuês você recebeu o CD com todos os processos que o MPE move contra o "REi". qual providência tomada pelo Nobre Parlametar, por Se tratar de dinheiro publico se nada fez, esta prevaricando. Ou esqueceu o Juramento de Cumprir a Constituição. A força do Duodécimo faz a diferença.
    O grande erro de Maggi foi sim aliança com os ´politiqueiros profissionáis exloradores das necessidades de grande parte da sociedade. Me perdoe pela Sinceridade jovem parlamentar.

  • Nilson Freitas | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Com todo respeito e admiração só me resta alertar ACORDA MAKSUES. Já foi o tempo de Jaime. Você acha que o povo esqueceu o péssimo governador que esse senhor foi. O próximo governador chama-se PAGOT. Eu dúvido que o Riva se arrisque a perder o mandato dele como dep. estadual. Se ele perder o mandato ele vai pular miudinho na mão do Julier. Uma vaga no Senado é do Blairo e outra vai ser disputada e a Serys e o Jonas tem mais condição de se reelegerem. Espero que você em sendo eleito realmente se lembre do povão que mora nos arrebaldes de Vajú.

  • paulo henrique | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    pobre Varzea Grande entregar a Prefeitura a esse menino maluquinho, demagogo e irreponsavel.Se já não bastasse Murilo agora veem essa versão macaqueada de Walter Rabelo de Vg. Que mau Vg fez a Deus?????

  • Agnaldo da Silva Campos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É triste a constatação de que a politica não tem jeito. Renova-se, mas a pratica é antiga. Quem diria que o compativo Dep. Maksues que tanto criticou Jaime Campos agora o afaga. E, pasmem! Ele que tanto critica a corrupção defende a candidatura do Dep. Riva ao Senado (não devemos esquecer que o Dep. Riva é acusado de várias irregularidades a frente do Legislativo Estadual).A verdade é que muda-se os nomes, mas a pratica, infelizmente, é a mesma.

  • ANA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ETA, PILITIQUINHO, TA CEDO PARA COMEÇAR DETONAR...
    OLHA, VOU GUARDAE ESTA ENTREVISTA COM CARINHO, TENHO CERTEZA QUE PODE ESTAR FALANDO DIFERENTEMENTE NO FUTURO.
    SÓ AS PALAVRAS SUAS HOJE, DEMONSTRAM ISSO
    VOCE PODE APRENDER POLITICA ÉTICA, VOSSA EXCELENCIA AINDA TEM TEMPO. DEIXA DEMAGOGIA PARA OS OUTROS.
    SE ESPELHE NO WALTER RABELO, QUANTO MAIS ELE FALA DO PREFEITO, O DEPUTADO SERGIO RICARDO SOBE NAS PESQUISAS, O POVO JA SABE IDENTIFICAR D E M A G O G O

  • Ricardo Felipe paranhos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse maksues é o maior blefe na política, foi eleito com a pecha da renovação na política, para novo comportamento e novas ações em prol de uma politica renovada e aliada aos interesses populares. No entanto, o que tem feito esse cidadão na assembléia legislativa? absolutamente nada, e pior, busca de todas as formas se aliar ao que há de mais atrasado na politica matogrossense, os autoritários, conservadores e prepotentes senhores do antigo PFL. Esse moço exemplifica aquele político jovem, que diz que vêm para renovar a politica e não é nada disso, é tudo discurso, na verdade por dentro ele é o que há de mais atrasado na político, além de muito ausente dos debates na parlamento estadual.

  • Jacinto Feitosa da Silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Maksues está certíssimo. Esse governador não respeita a classe política de Mato Grosso. E mais. O Maksues é esperto. Ele sabe que se conquistar o apoio do Campos, a fatura em Várzea Grande estará liquidada. Quanto ao Jaime e Riva, não concordo com os comentários acima. O Jaime foi eleito quase 1 milhão de votos, em 2006. Riva foi mais votado proporcionalmente do Brasil. Será que ele (Maksues) está errado?

  • patricia manfrini | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Politico velho e arcaico esse maksues. Começou mal na politica se aliando a aqueles que são os responsáveis pelo atraso econômico e politico de várzea grande, desgraçando a vida dos varzeagrandenses. Ora, não cola essa história de que deve se aliar aos campos para ganhar as eleições naquela cidade, afinal eles não são donos da cidade, e o povo está ansioso em votar no candidato que realmente representa o novo, o que não é o caso do maksues, que também nunca administrou nada na sua vida. Chega de votar em oportunistas, despreparados e aliados da politica velha.

  • Cansei | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Pedro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0



    ...meu amigo Maksuês! já tenho até o slogan para vocês:

    ..." Faremos de Mato Grosso, uma nova Várzea Grande"...

    ..."O que levamos 40 anos em Várzea Grande, faremos em 4 anos no Mato Grosso"...

Nobres chora a morte de ex-prefeito

flavio dalmolin 400   A pequena e turística Nobres, de 16 mil habitantes, parou neste Feriado de Tiradentes em comoção pela morte, por Covid-19, do ex-prefeito Flávio Dalmolin (foto). Um cortejo percorreu ruas e avenidas, parou em frente ao estádio municipal Balizão e à prefeitura, onde...

Derrotado ensaia disputa ao Governo

reinaldo morais 400 curtinha   O empresário Reinaldo Morais (foto), o rei dos porcos, está disposto a gastar mais uns milhões com nova candidatura majoritária, agora para governador. No ano passado, concorreu ao Senado e obteve votação decepcionante. Foi o penúltimo colocado numa corrida com 11...

Sicredi recua de comprar praça pública

enilson rios 400 prefeito araputanga   A diretoria do Sicredi nem esperou ser votado na Câmara Municipal o polêmico projeto sobre negociação de uma praça pública no centro de Araputanga para cancelar o negócio. A cooperativa havia "amarrado" entendimento com o prefeito Enilson de Araújo...

Sessão, voto e namoro com cantora

ulysses moraes 400   Na sessão virtual da Assembleia desta segunda, o deputado Ulysses Moraes (foto), do PSL, estava demorando para computar o voto na apreciação de um veto do governador. O presidente Max Russi (PSB), então, cobrou agilidade do colega e brincou, dizendo que agora ele só tem olhos para a Maraisa....

Misal é reeleito para o 10º mandato

misael galv�o 400 curtinha   Após dois anos fora do comando do Shopping Popular, período em que respondeu pela presidência da Câmara da Capital, o ex-vereador Misael Galvão (foto) voltou à direção do empreendimento, que abriga 500 lojas. E, sob forte...

Oscarlino, Pros e "nocaute" em Gisela

oscarlino 400   Na queda-de-braço dentro do Pros por espaço político, o ex-sindicalista Oscarlino Alves (foto) nocauteou a ex-superintendente do Procon-MT, Gisela Simona. Ele foi um dos filiados que não aceitaram apoio a Abílio na disputa de segundo turno para prefeito de Cuiabá, se aliou ao projeto de...