Últimas

Quarta-Feira, 16 de Maio de 2007, 01h:01 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

SEGURANÇA PÚBLICA

Deputado entrega dossiê-bomba ao governador

Relatório confidencial acusa militares de envolvimento em graves irregularidades e crimes  

    O deputado Walter Rabello, após reclamar que foi maltratado pelo comandante-geral da Polícia Militar, coronel Adaildon Evaristo de Moraes, comprou mesma "briga" com o alto comando da PM. Ele entregou nesta  terça (15) um dossiê-bomba confidencial ao governador Blairo Maggi. Com 64 páginas, o documento traz denúncias e detalhes de investigações, inclusive da Polícia Federal, que comprometeriam até o coronel Adaildon.

   Começa citando um ofício assinado por 10 coronéis PM, convocando o Conselho Superior da Polícia para ouvir o comandante-geral sobre um projeto de reengenharia operacional. Sugere participação de Adaildon em esquema ilegais, citando inclusive inquérito policial. O dossiê lista vários nomes de oficiais, inclusive de alguns que foram presos por integrar a máfia dos combustíveis.

    Denuncia supostos furtos com envolvimento de PMs em Pontes e Lacerda em 1997, denúncia em Cáceres e conteúdo de um relatório do Núcleo de Inteligência da Polícia Federal em MT sobre um major que, segundo o relatório, teria recebido R$ 150 mil para desocupar terras. Menciona até casos de pistolagem e usa a expressão "quadrilha". Denuncia também que alguns PMs teriam usado de agressão contra posseiros na região de São Félix do Araguaia.

     Por fim, o dossiê, já em poder do governador, traz os seguintes dizerem: "(...) Para nós, oficiais coronéis da PM/MT, trata-se de uma questão de responsabilidade com o nosso Estado, com o nosso governo, com a nossa Polícia Militar e, acima de tudo, com a nossa sociedade, impedir que tais atividades prosperem aos nossos olhos". Depois, emenda: "Ficamos ouvindo notícias de que somos malfeitores e os revoltosos que tentam impedir a implantação de um projeto salvador da pátria que não tivemos a competência para implementá-lo."

    O relatório pede providências ao governador: "Estamos certos que a proximidade desses oficiais não é mera coincidência. Representa um sinal de alerta que já tem trazido e pode produzir desgastes irreparáveis á PM/MT e ao Estado de Mato Grosso".

     Reação

     O comandante-geral da PM, coronel Adaildon, diz considerar estranho que esse fato torne público agora. Segundo ele, caberia ao comandante-geral da época apurar as acusações. Já Walter Rabello, que uma semana antes de entregar o dossiê para Maggi esteve reunido com um grupo de coronéis, alega que as denúncias são muito graves e que precisam ser apuradas.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

SD também deseja Taques ao Senado

pedro taques 400 curtinha   Empolgado com resultado de uma pesquisa interna, na qual estaria bem pontuado, aparecendo entre os preferidos ao Senado, mesmo após deixar o cargo de governador bastante desgastado, Pedro Taques (foto) passou a flertar não só com o Cidadania, conduzido no Estado pelo seu ex-secretário Marco...

Presidente do TJ-MT assume Codepre

carlos alberto tj 400 curtinha   O presidente do TJ-MT Carlos Alberto (foto) foi eleito presidente do Colégio de Presidentes dos Tribunais de Justiça (Codepre) do país. O cargo alça o membro de MT à liderança de discussões nacionais importantes. Dentre as atribuições do colégio...

Brecha pra futuro cassado ir à Justiça

kero kero curtinha 400   Wilson Kero-Kero (foto), ex-SD (socialista) que foi para ex-PSL (direita), anunciou ida para Podemos, mas permanecerá no partido direitista, é o relator do processo de cassação do colega Abílio Júnior, na CCJ da Câmara de Cuiabá. Na Comissão de Ética o...

Filho de Taborelli assume vaga em VG

Willy taborelli _ curtinha400   O pai coronel Taborelli está fora de combate, mas o filho Willy (PSC), suplente de vereador, vai assumir cadeira na Câmara de VG a partir de 2 de março. Vai atuar na vaga do correligionário Miguel Baracat, que se licencia para fazer tratamento de saúde. O filho do polêmico...

Sem acordo para ter apoio de Selma

otaviano pivetta 400 curtinha   O empresário e vice-governador Otaviano Pivetta, pré-candidato ao Senado, disse que, de fato, recebeu convite para se filiar ao Podemos, inclusive do deputado Medeiros, um de seus prováveis adversários nas urnas de abril, mas que segue firme no PDT. Destaca ser um admirador do senador...

Na expectativa para disputar Senado

nelson barbudo 400 curtinha   Se o TRE flexibilizar a data de filiação para quem quer concorrer ao Senado, na eleição suplementar de abril, a inflação de candidatos tende a ser ainda maior. Entrariam no páreo, além dos 10 que já se dizem pré-candidatos, o ex-governador Pedro...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.