Últimas

Sábado, 06 de Junho de 2009, 15h:27 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:23

CÁCERES

Deputado-pastor busca reaproximação de Pátio com Silval

Flávia Borges e Andréa Haddad
Enviadas especiais a Cáceres

  
Deputado estadual Antonio Brito   Parcimonioso e com bom trânsito nos grupos rivais que compõem o PMDB em Mato Grosso, o deputado estadual Antonio Brito, o Pastor Brito, transformou-se num dos principais articuladores da reaproximação entre os correligionários Zé Carlos do Pátio e Silval Barbosa, prefeito de Rondonópolis e vice-governador do Estado, respectivamente. “Eu friso muito a importância da união. Acredito que o Pátio estará no palanque do Silval em 2010, tanto que os dois vão sentar para conversar”, disse. Nesta segunda (8), Silval se reúne com Pátio, em Rondonópolis, para discutir a situação da saúde no município.  A visita do vice-governador demonstra a intenção de Silval de se reaproximar de Pátio para evitar possíveis desgastes internos no momento em que se prepara para assumir a máquina do governo estadual e, posteriormente, encarar a possível disputa para permanecer à frente do governo do Estado.

   Na eleição de 2008, Pátio venceu o candidato do governador Blairo Maggi (PR), que pleiteava a reeleição, Adilson Sachetti (PR). A disputa foi acirrada e parte do PMDB deixou de apoiar publicamente Pátio para não desgastar o relacionamento do vice-governador com Maggi. Contrariado, o prefeito de Rondonópolis passou a ignorar a virtual candidatura de Silval ao governo. À época, Brito foi o único membro da bancada do PMDB na AL a subir no palanque e pedir apoio a Pátio. “Da mesma forma que apoiamos a candidatura do Pátio, que inclusive apoiaria novamente se fosse o caso, defendo agora o nome do Silval. Tenho apreço pelos dois”, afirmou Brito.

    Candidato à reeleição à Assembleia, Brito não conseguiu eleger-se em 2006. Ele teve 7.460 votos e ficou como segundo suplente do PMDB. Após a renúncia de Pátio da AL para assumir a Prefeitura de Rondonópolis, Brito assumiu em definitivo a cadeira de deputado.

    Cáceres

   No segundo encontro estadual do PMDB, realizado nesta sexta (5) em Cáceres, Brito disse que se identifica com Cáceres, apesar de ter recebido votação expressiva em todos os municípios mato-grossenses em função do trabalho evangélico. “Realmente tenho um apreço muito grande por esta região e quero ser o candidato de Cáceres. Para isso, vou montar uma base de trabalho no município”.

   Além da se identificar com a cidade, Brito destacou a falta de lideranças de Cáceres na Assembleia. “Esta região não elege um deputado estadual há mais de uma década. Eu concordo quando os moradores reclamam que Cáceres é uma cidade esquecida”, disse. Ele ponderou que Maggi e Silval não podem ser responsabilizados pela situação do município. “Não podemos culpar o governo, mas a falta de articulação política”. Questionado sobre a contradição no fato de Cáceres ter conseguido reeleger ao menos um deputado federal na última eleição e, ainda assim, ser carente de lideranças, Brito preferiu não tecer críticas ao deputado Pedro Henry (PP), bem como ao irmão Ricardo Henry (PP), reeleito prefeito do município em 2008, mas cassado por compra de votos. “Só sei que esta é a realidade de Cáceres: uma cidade abandonada”, desconversou para evitar confusão com os irmãos progressistas, já que o PP e PMDB fazem parte do arco de alianças que reelegeu Maggi em 2006. As duas siglas ainda não sabem se vão caminhar juntas em 2010. 

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Jorge Luiz | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Pasto, o Sr acha que Deus aprova os fins que justifica os meios que o Sr faz parte na Assembléia.

  • Murilo Mendonça | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Se religião foi e sempre será o ópio do povo, segundo sábia compreensão filosófica, imagine a mistura com política, que abriga seres de toda a estirpe - especialmente de corruptos -, como está mundialmente comprovado. Um pastor no meio político, no mínimo, quer encher o bolso. Ou usar a divindade para tirar dinheiro dos incautos.

  • josé carlos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    engraçado né não apoiou o zé e por que agora quer apoio olha senhor deputado josé brito nosso futuro governador de mato grosso chama-se wilson santos foi quem apoiou a candidatura do zé do patio por isso nós rondonópolitanos jamais vamos esquecer do wilson o sinval devia renunciar do pmdb e passar para o pr esqueça oo coitado deste pastor e deste sinval ja foram arvore que deu folha agora seus galhos irão secar kikikikiki

  • CARLOS ROBERTO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    JESUS CRISTO S/A. $$$$$$

Apelo dramático da Santa Casa de ROO

bianca talita 400 santa casa roo   A superintendente da Santa Casa de Rondonópolis, Bianca Talita (foto), fez um apelo dramático nesta terça, num grupo de WhatsApp, esperando sensibilizar o prefeito Zé do Pátio a repassar com urgência os recursos que estão repressados no Fundo Municipal de...

Emendas para todos os 24 deputados

Max 400 curtinha   O presidente da Assembleia, Max Russi (foto), em visita ao Grupo Rdnews, quando concedeu entrevista ao portal e à tv web Rdtv, defendeu as emendas impositivas, que são indicadas pelos deputados e pagas pelo governo, via orçamento. Lembra que são instrumentos importantes para fazer com que obras e...

Deputado defende cultos com até 600

sebastiao rezende 400   Num momento em que a segunda onda de contaminação pelo novo coronavírus avança em MT, levando o governo a retomar medidas restritivas para evitar colapso, já que cerca de 90% das UTIs estão lotadas, o deputado Sebastião Rezende (foto), da Igreja Assembleia de Deus, teve a...

"Batida" em apresentador por engano

ricardo martins 400   Durante a dupla operação deflagrada pela PF nesta terça em alguns municípios de MT, entre eles Cuiabá, agentes federais, por um equívoco no cumprimento de mandados, acabou batendo na porta do apresentador da TV Cidade Verde, Ricardo Martins (foto), que não tem a ver com o caso....

Paccola é cotado para diretor-geral

gianmarco paccola 400   O discreto e atuante delegado Gianmarco Paccola (foto), hoje diretor-geral-adjunto da Civil, já desponta nos bastidores como nome preferencial do Palácio Paiaguás para eventual substituição a Mário Demerval, que deve mesmo deixar o posto de diretor-geral para disputar as...

Luta pra isentar parte dos aposentados

eduardo botelho 400 curtinha   Primeiro-secretário da Assembleia, Eduardo Botelho (foto) disse que foi criada espécie de força-tarefa dos deputados para fechar um acordo com o governo, de modo a ajudar aposentados e pensionistas e portadores de doenças raras para isenção do pagamento da alíquota da...