Últimas

Terça-Feira, 13 de Fevereiro de 2007, 10h:47 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

EXECUTIVO

Deputado Pivetta compara o Estado a um jabuti

Para empresário, a máquina estatal é mau prestadadora de serviço, inoperante e incapaz

    O empresário e deputado Otaviano Pivetta (PDT), em seu primeiro discurso da tribuna da Assembléia, comparou o Estado a um jabuti, réptil de movimentos lentos. Defendeu mais investimentos e recursos para os municípios e enfatizou o lema 'menos ao Estado e mais aos municípios'. Para Pivetta, o Estado é virtual. Reclama do fato das pessoas encontrarem dificuldades de atendimento junto aos órgãos da administração estadual. Na sua avaliação, a máquina se revelou ao longo do tempo uma mau prestadadora de serviço, inoperante e incapaz. Conclamou os demais deputados a atuarem como municipalistas, no sentido de ajudar a oferecer aos municípios 'aquilo que precisam para tratar bem os cidadãos".

     "O Estado, como é virtual, deve ter menos porque o custo é mais baixo. Aliás, o Estado é parecido com um jabuti, aquele bichinho cascudo, que anda muito devagar e tem seus órgãos muito bem protegidos debaixo da casca", comparou. Ex-prefeito de Lucas do Rio Verde por dois mandatos, Pivetta observa que "as pessoas têm dificuldades de chegar nos órgãos do Estado que, por sua vez, não vai até os cidadãos". Destaca que todos moram nos municípios, onde as coisas acontecem e entende que há desrespeito, menosprezo e humilhação para com os administradores municipais. "Como prefeito, vivi isso na pele".

     Pivetta lembra que na campanha para deputado defendeu que a Assembléia deve lutar para eliminar os entraves entre prefeituras e o Estado. Para tanto, propõe mudança no sistema. "Meu sonho é ter um Estado onde o cidadão, através de seu representante legítimo, que é o prefeito e os vereadores, não tenha que sair de pires na mão pedindo esmolas, tendo que apelar para deputado para abrir uma porta", enfatizou o parlamentar pedetista, ao endossar a queixa dos demais colegas sobre o mau atendimento no poder público.

     Para Pivetta, o Estado é alvoraz para arrecadar e não tem a mesma disposição para servir. Avalia que o atual sistema tributário deixa os gestores municipais presos e dependentes. Pondera que para desenvolver ações na saúde pública, por exemplo, são necessários recursos. Conta que em Lucas conseguiu implantar um 'modelo eficiente muito acima da média'. Desenvolveu o programa saúde da família e toda a população passou a ser atendida por um PSF, que coordena e atua numa área de influência de aproximadamente mil residências. Quanto a esse projeto, Otaviano Pivetta fez elogios ao ex-ministro da Saúde José Serra e ao então secretário de Estado de Saúde, Júlio Muller, a quem chamou de 'grande personalidade deste Estado'.  "Fizemos com que a saúde pública abrangesse 100% da população de Lucas".

     Hospital regional

    Da tribuna, o deputado defendeu também a construção do hospital regional de Sinop. Lembrou que presidiu por cinco anos o Consórcio Teles Pires, em torno do hospital de Sorriso e que abrange 13 municípios, cuja população chega a 300 mil habitantes. A região, destacou Pivetta, teve um crescimento demográfico anual acima de 10%, representando 30 mil mato-grossenses a mais a cada ano, ao passo que o hospital de Sorriso continuou do mesmo tamanho. "Não é possível comportar todo atendimento da região". Pivetta destaca que é preciso construir um hospital regional em Sinop com qualidade. Segundo ele, o grande problema da unidade hospitalar de Sorriso, que começou a ser construído na década de 80 e teve continuidade com o consórcio a partir de 95, são as instalações precárias. "Isso gera muito custo, baixa a eficiência e dificulta o trabalho".

     O ex-prefeito auto-elogiou o sistema de alimentação escolar, que conferiu a sua administração, por três anos consecutivos, o prêmio de 'Melhor Gestor da Merenda Escolar do Centro-Oeste', destacado pelo Ministério da Educação e pela Fundação Fome Zero. "A alimentação é farta, de qualidade, com controle nutricional para todas as crianças do ensino público municipal".

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Pedido para TSE definir data da eleição

sebastiao carlos 400 curtinha   Na última quarta (2), um dia após a Câmara aprovar a PEC que adia as eleições municipais para 15 de novembro, André de Albuquerque Teixeira, advogado de Sebastião Carlos, que concorreu ao Senado e um dos que denunciaram Selma Arruda por crimes eleitorais, já...

Uma das apostas do PP para vereador

alex rodrigues 400 curtinha   O PP já tem no rol de possíveis eleitos a vereador em Cuiabá o jovem Alex Rodrigues (foto), de 31 anos. Filho do empresário Valúcio Rodrigues e sobrinho do secretário de Obras Públicas da Capital, Wanderlúcio Rodrigues, Alex criou uma comunidade com mais de mil...

Prefeito, efeito pandemia e a reeleição

ze do patio 400 curtinha   Mesmo com o poderio da máquina, considerada preponderante para cooptar partidos e aliados por causa da oferta de cargos e do assistencialismo, o prefeito Zé do Pátio (foto), de Rondonópolis, terceira em população e segunda no ranking da economia estadual, terá muitos...

Servidores sem pagar os empréstimos

adevair cabral curtinha 400   A Câmara de Cuiabá rejeitou o veto total do prefeito Emanuel e promulgou a Lei 6.547, que suspende por 90 dias o pagamento de parcelas de contrato de crédito consignados tanto dos servidores públicos ativos e inativos da prefeitura quanto da própria Câmara Municipal. A...

Eleição ao Senado junto com municipal

carlos favaro 400 curtinha   A eleição suplementar para uma vaga ao Senado deve ocorrer em MT junto com o pleito municipal, em 15 de novembro. A definição oficial partirá do TSE até o final deste mês. Em princípio, a suplementar estava marcada para abril, mas, por causa da pandemia, foi...

Wellington tem 47 lotados no Senado

wellington 400 curtinha   Com dois meses e meio na cadeira de senador, Carlos Fávaro tem hoje 18 assessores lotados no gabinete, muito aquém do quadro dos colegas Jayme Campos e Wellington Fagundes. O chefe de gabinete de Fávaro é o advogado Irajá Rezende de Lacerda, filho do primeiro-suplente Zé Lacerda....

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.