Últimas

Sábado, 12 de Maio de 2007, 07h:16 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

JUDICIÁRIO

Deputado prepara 8 ações contra Estado de MT

   O deputado estadual Percival Muniz (PPS) contratou uma banca de advogados para ingressar ao menos com oito ações na Justiça, a maioria contra o Estado de Mato Grosso. Pleiteia reparação por danos materiais e morais. Para tomar as providências jurídicas, ele aguardou seis meses até a conclusão de um inquérito policial, no qual foi investigado como suposto beneficiário de um grupo de geradores de energia do Estado.

   Motivado por uma denúncia anônima, a delegada Fazendária, Maria Alice Barros Amorim, instaurou inquérito em novembro do ano passado. Por quatro meses, ela investigou se, de fato, procedia a acusação de que um grupo de geradores fornecidos pela secretaria de Estado de Educação, até então sob Ana Carla Muniz, esposa de Percival, teria sido desviado para a fazenda do casal na região do Xingu ao invés de chegar ao destino correto, que seria uma aldeia. Nesse ínterim, a delegada, com autorização da Justiça, fez busca e apreensão na fazenda de Muniz. Por fim, concluiu que a denúncia era improcedente.

   "Tentaram montar pra cima de mim, tudo para atingir a minha imagem e de minha esposa (então secretária Ana Carla). Foi grande o prejuízo moral e material, afirma Muniz, eleito deputado estadual com 41.719 votos, o mais votado da coligação PPS/PFL, que elegeu 10. "Agora, vou propor todas as ações necessárias de reparaçao de danos", enfatiza o presidente regional do PPS.

   Ex-prefeito de Rondonópolis, Percival Muniz afirma que o deputado José Riva (PP), com quem enfrenta divergências políticas, chegou a ir no município especialmente para cobrar providências quanto às acusações. Reclama também da ação da delegada Maria Alice. Segundo o deputado, ela omitira nomes dos investigados, manobra para obter deferimento da Justiça aos pedidos de busca e apreensão.

    "Fiquei mais de quatro meses sem um grupo de geradores na fazenda por causa da apreensão. Isso trouxe um prejuízos enormes. Tivemos problemas, inclusive, no preparo da alimentação para os bovinos", destaca Muniz, que, à época, batizou o caso de "Operação Tabajara".

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Misael nem espera janela e sai do PSB

misael partido 400 curtinha   Misael Galvão (foto), presidente da Câmara de Cuiabá, nem esperou chegar a janela partidária de março para oficializar a saída do PSB, onde esteve filiado por três anos. Para não colocar o mandato em risco, o parlamentar consultou a Justiça Eleitoral e obteve...

TCE-MT aprova e elogia gestão Binotti

binotti 400 curtinha   O conselheiro interino do TCE, Isaías Lopes, rasgou elogios ao primeiro ano de mandato do prefeito e empresário Luiz Binotti (foto), de Lucas do Rio Verde. Relator das contas do exercício de 2018 da prefeitura, com aprovação unânime pelo Pleno, Isaías destacou que os resultados...

Primavera fará 4 intervenções na BR

leonardo 400 curtinha   Com recursos próprios, a Prefeitura de Primavera do Leste fará quatro intervenções na BR-070, no perímetro urbano, com readaptação e construção de trevos para ajustar o trânsito a uma nova e moderna realidade do município com quase 100 mil...

Vice do DEM-Cuiabá elogia gestão EP

joao celestino 400 curtinha   O advogado João Celestino (foto), vice-presidente da comissão provisória do DEM de Cuiabá e ligado ao senador Jayme Campos, se mostra simpático à gestão Emanuel Pinheiro, do MDB. Aliás, na segunda, Celestino fez uma visita ao prefeito e elogiou a...

Prefeito Beto faz mistério sobre apoio

beto farias 400 curtinha   O prefeito de Barra do Garças, Beto Farias (foto), que está no segundo mandato e com a popularidade em alta, não revela quem apoiará para a disputa à sucessão, nem para aqueles aliados mais próximos. Quando perguntado, o emedebista costuma dizer que não está...

Filho de ex-prefeito, enfim, é cassado

thomaz 400 curtinha   Quase dois anos depois de cassado, enfim, o vereador tucano de Chapada dos Guimarães, Thomas Jefferson Xavier (foto), deixa efetivamente o cargo. O juiz Ramon Fagundes Botelho, da 34ª Zona Eleitoral, determinou, em decisão da última quinta (7), que a presidência da Câmara convoque de...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.