Últimas

Terça-Feira, 24 de Novembro de 2009, 10h:05 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:24

CONCURSO

Deputado quer indenização e restituição aos candidatos

   O governo Blairo Maggi deve enfrentar novo desgaste e embate administrativo e político para manter a Unemat à frente da organização do maior concurso público da história de Mato Grosso. São mais de 10 mil vagas com 271 mil inscritos. Membros do Ministério Público, deputados e outras lideranças resistem à ideia da Universidade do Estado, responsável pelo fracasso do concurso no último domingo (22), conduzir o processo que resultará na aplicação das provas numa nova data, que será anunciada nesta quarta (25). O deputado Alexandre Cesar, por exemplo, vai apresentar nesta terça (23), durante a sessão ordinária vespertina, uma indicação e um requerimento ao governo estadual, à secretaria de Administração e à Unemat, propondo medidas que revertam os danos. Ele preside a Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura e Desporto da Assembleia Legislativa.

  Alexandre defende ressarcimento de prejuízos causados aos candidatos que saíram de outros Estados ou municipios mato-grossenses para realizar as provas nas cidades-pólos, como Cuiabá, Rondonópolis e Cáceres. A indenização, segundo a proposta, deve incluir as despesas de transporte, hospedagem, traslado e alimentação. Durante o anúncio do cancelamento das provas o secretário de Administração, Geraldo de Vitto, declarou que, "as pessoas que se sentissem lesadas deveriam procurar a Justiça para tomar as medidas cabíveis" e que os candidatos que não quiserem mais fazer o concurso terão o dinheiro da inscrição devolvido.

   O deputado petista, por sua vez, vai requerer que a devolução do dinheiro possa ser feito via internet. “Peço que a indenização seja rápida e não burocrática. É importante que os desistentes possam efetuar os pedidos de devolução da taxa de inscrição ,via internet, visto que muitos não moram em Mato Grosso”.

   Alexandre Cesar defente também que a Unemat seja excluída da organização e aplicação das provas. Propõe que o concurso público seja feito pela UFMT ou por outra instituição que reúna “as condições necessárias para a realização do certame, como são os casos da Fundação Carlos Chagas, da CESPE e da ESAF. (Patrícia Sanches)

Postar um novo comentário

Comentários (28)

  • sebastião bueno | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • DUARTE | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Ista é uma sugetão que parte do Deputado é prematura. Primeiramente que seja realizada a prova do concurso. Após esta realização cabe recursos. Agora entrar com recursos antes vai atrasar todo processo, novamente. Ficar analisando hipóteses não resolve. É NOVA DATA PARA PROVA JÁ!!

  • João Antonio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Falar que a UNEMAT não deu conta de fazer o concurso isso esta na cara, não devemos esquecer que a própia CESP/UNB ja teve seus dias de venda de gabarito, ou ja esqueceram o concursos dos fiscais aqui de MT? Mas uma eles continuam trabalhando e ganhando muito bem eo MP e PGE nada faz.

  • Roberto Santos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Juliano | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Meu caro Alexandre,

    Como procurador do Estado, vc sabe que o princípio de qualquer concurso público é selecionar os melhores candidatos. Nesse sentido, sugiro que no requerimento seja incluída a divisão obrigatória deste concurso, por cargos, e que não seja, novamente, cerceada a nossa possibilidade de participar da concorrência de outros cargos ....

    Estranha essa limitação ao argumento de facilitar a gestão, o que acaba prejudicando, nós, matogrossenses ..

  • Ale | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Joana Darc | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Maria Rita | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A UNEMAT deve ser excluída da Organização e Aplicação das provas do Concurso porque ela NÃO POSSUI AS MÍNIMAS CONDIÇÕES PARA SER RESPONSÁVEL POR UM CONCURSO GRANDE COMO ESSE!

    Concordo com o Deputado Alexandre que outra Instituição se responsabilize, organize e aplique as provas, como por exemplo, a UFMT, FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS, ESAF. Ou seja, qualquer uma que não seja a Unemat.

  • Antonio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Chama a Vunesp... é a melhor...

  • Deusdel Ferreira de Sousa Filho | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    è verdade Deputado, mas e o caixa 2 do PT nas eleições de 2004?
    Alexandre César quer falar o que? Só aparece agora? e antes, porque não fez nada?
    Quer carona né... Pega Taxi rapaz...
    Esse PT... só figura...

França elegível; CNJ desatualizado

roberto franca 400 curtinha   O advogado Rodrigo Cirineu, que assumiu a assessoria jurídica da campanha a prefeito de Cuiabá de Roberto França (foto), assegura que o ex-prefeito está elegível. Explica que o cadastro de inelegibilidades do Conselho Nacional de Justiça, constantando ainda o nome de...

Candidato da família Oliveira à Câmara

luluca 400 curtinha   O jovem advogado Luluca Ribeiro (foto) é uma das apostas do MDB por renovação na Câmara da Capital. Concorre a vereador e tende a "herdar" o espólio político da família Oliveira, dos tios Dante, ex-governador que morreu em 2006, e Thelma, prefeita de Chapada dos Guimarães....

Deputado tenta censura e sem êxito

xuxu 400 curtinha   Em duas tentativas, o deputado estadual Xuxu Dal Molin (foto), candidato a prefeito de Sorriso pelo PSC, tentou, sem êxito, censurar o portal Rdnews. Na 1ª Vara Cível da Comarca de Sorriso, Xuxu ingressou com pedidos de antecipação de tutela, pleiteando retirada do ar de matérias que...

Rei do Gado entra numa difícil disputa

mauricao 400 curtinha   O leiloeiro Maurição Tonhá (foto), chamado por muitos de "Rei do Gado", está de volta à disputa eleitoral. O pecuarista com bens avaliados em R$ 19 milhões é candidato pelo DEM a prefeito de Água Boa, muncípio já administrado por ele por dois mandatos. Em...

Ajudando a enterrar CPI do Paletó

luciana zamproni 400 curtinha   O Palácio Alencastro está convicto de que, assim como na primeira votação, o relatório da CPI do Paletó que propõe punição ao prefeito Emanuel e vai ser votado nesta terça, será arquivado pela maioria dos vereadores cuiabanos. O desfalque do...

8 candidaturas e Thelma com chances

thelma de oliveira 400 curtinha   Mesmo sem apoio de nenhum outro partido, a não ser do seu PSDB, enfrentando forte desgaste político e rejeição popular e ainda problemas de saúde, se recuperando de tratamento de câncer de mama, a prefeita Thelma de Oliveira (foto) ainda tem chances de...