Últimas

Quinta-Feira, 13 de Março de 2008, 13h:06 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

LEGISLATIVO

Deputado se explica após usar MSN em sessão

  Depois do vereador petista por Cuiabá, Lúdio Cabral, ser flagrado acessando sua página no Orkut em plena sessão na Câmara Municipal, eis que a mesma situação se repete com outro petista, desta vez o deputado Alexandre Cesar. O parlamentar subiu a tribuna na sessão desta quinta para explicar os motivos pela qual utiliza o programa MSN Messenger de bate-papo na internet no plenário. Alega que só não usa o Orkut porque o sistema de informática da Assembléia não permite.

   Na falta de um projeto a ser apresentado, ele usou da palavra para criticar a Folha do Estado, que publicou na edição desta quinta, uma nota sobre o flagra. "(...) Até tinha fotinha do parlamentar na tela do computador. Depois que César observou isso, tratou de fechar rapidamente a janela. Acho que ele se lembrou de seu amigo Lúdio Cabral, vereador flagrado no Orkut, em plena sessão na Câmara de Cuiabá”, diz a nota na coluna Circuito Fechado.

   Alexandre argumenta que é adepto do MSN pelo fato do programa facilitar o contato com funcionários de seu gabinete e também interação com seus eleitores. “Não sei porque as pessoas ainda resistem em utilizar essas práticas da tecnologia”, declara o petista. Ele defendeu o uso da internet no plenário e se solidarizou com o amigo e companheiro de partido, Lúdio Cabral, também flagrado na mesma situação - confira aqui. (Simone Alves)

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • José Augusto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Me chama a atenção um jornal como a "Folha do Estado" publicar uma matéria desse nível, onde crucifica o deputado Alexandre Cesár por usar um dos mais avançados programas de mensagens intantâneas do mundo o MSN,recurso este muito utilizado no Brasil, como justificado pelo deputado, onde o MSN contribui para facilitar sua comunicação com seu gabinete e com seus eleitores.
    Este jornal tem que se preocupar com outras matérias que venham a contribuir com a população como,segurança pública, saneamento.Isso mostra a futilidade e a hipocrisia das matérias divulgadas neste jornal supra citado acima.

  • Carlos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Nas sessões não podem usar o "orkut" ou MSN, então tem que proibir os celulares...

    Sessão deve ser como vôo de avião. usam antes de decolar e ligam só depois de pousar.

    Trabalho é trabalho, modernidade é sátira.....

    vamos rever os conceitos...

    e tem parlamentares marcando encontro em plena sessão....

  • Antonio Marques Silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A Folha do Estado deveria, sim, pagar seus funcionários em dia e pagar os convênios com drogarias e supermercados. Aliás, esse procedimento configura-se apropriação indébita. Logo...

  • João Bosco | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A notícia, infelizmente é formada de qualquer espécie de atitude; utilizamos e somos utilizados por esta máquina.
    Honestamente, aonde está o malévolo nesta?
    Vamos cobrar e reparar melhor, só nasce o direito aonde existe conflito - ao meu ver -, e, neste caso, não vejo conflito. MSN LIVRE...KKKKKKKKKK!!!!!

  • edesio do carmo adorno | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Para o deputado suplente que sempre se apresentou formalmente como sendo o dono da moralidade, da ética e de coisas e tais, sua a atitude de se divertir com o MSN é no minimo desrespeitosa ao contribuinte. Ora, se estudos indicam que o tal MSN causa prejuízo as empresas e já é proibido em muitas corporações, ou até mesmo empresas de pequno porte, imagine o prejuízo que o nobre deputado esta causando aos cofres públicos ao deixar de trabalhar para ficar verificando mensagens de seus contatos.

Setores vivem tensão e são castigados

Gilberto Figueiredo Artigo O governo acerta ao estender o horários de funcionamento dos supermercados. Afinal, desde que o decreto entrou em vigor, as filas se multiplicaram pela Capital, aumentando o risco de transmissão do novo coronavírus. Há a expectativa de que novas medidas possam ser tomadas diante do evidente colapso da...

Limpeza e obras no entorno da Arena 

Beto 2x1 400 curtinha   Apesar da Arena Pantanal ser um cartão postal do Estado, o entorno do estádio vive situação crítica com lixo nas ruas, episódios de esgoto à céu aberto e matagal. O secretário estadual de Esporte e Cultura, Beto 2 a 1 (foto), em visita ao Rdnews, assegura que os...

VI de R$ 18 mil garantida na Câmara

A verba indenizatória de R$ 18 mil para os vereadores da Câmara de Cuiabá está garantida, pelo menos por enquanto. Depois de diversas ações judiciais, derrubando a alta indenização por gastos do mandato, os vereadores implantaram o benefício novamente em dezembro. O Ministério Público entrou com nova ação para declarar a verba inconstitucional. Um dos problemas é a falta de prestação...

Efeito-Covid adia vinda de Michelle

michelle bolsonaro A primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro, e a secretária da Mulher, Luciana Zamproni, resolveram transferir para abril a agenda de 11 de março que teria como convidada a secretária nacional de Mulheres, do Ministério dos Direitos Humanos, Cristiane Britto e a primeira-dama do Brasil Michelle...

Governador entre a cruz e a espada

mauro mendes curtinha   Às vésperas da pandemia completar 1 ano em MT, o Estado vive o seu pior momento e o governador Mauro Mendes (foto) enfrenta uma verdadeira prova de fogo: liderar ações coordenadas em todo o território mato-grossense para evitar que o Estado viva cenas parecidas com as de Manaus e de Estados...

Câmara volta a realizar 2 sessões

juca 400 curtinha   A Câmara de Cuiabá, sob a presidência do vereador Juca do Guaraná Filho (foto), volta a realizar duas sessões semanais, nas terças e quintas. Por conta da pandemia, as sessões serão remotas. A resolução foi aprovada por unanimidade pelos parlamentares que vinham...