Últimas

Quinta-Feira, 13 de Março de 2008, 13h:06 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

LEGISLATIVO

Deputado se explica após usar MSN em sessão

  Depois do vereador petista por Cuiabá, Lúdio Cabral, ser flagrado acessando sua página no Orkut em plena sessão na Câmara Municipal, eis que a mesma situação se repete com outro petista, desta vez o deputado Alexandre Cesar. O parlamentar subiu a tribuna na sessão desta quinta para explicar os motivos pela qual utiliza o programa MSN Messenger de bate-papo na internet no plenário. Alega que só não usa o Orkut porque o sistema de informática da Assembléia não permite.

   Na falta de um projeto a ser apresentado, ele usou da palavra para criticar a Folha do Estado, que publicou na edição desta quinta, uma nota sobre o flagra. "(...) Até tinha fotinha do parlamentar na tela do computador. Depois que César observou isso, tratou de fechar rapidamente a janela. Acho que ele se lembrou de seu amigo Lúdio Cabral, vereador flagrado no Orkut, em plena sessão na Câmara de Cuiabá”, diz a nota na coluna Circuito Fechado.

   Alexandre argumenta que é adepto do MSN pelo fato do programa facilitar o contato com funcionários de seu gabinete e também interação com seus eleitores. “Não sei porque as pessoas ainda resistem em utilizar essas práticas da tecnologia”, declara o petista. Ele defendeu o uso da internet no plenário e se solidarizou com o amigo e companheiro de partido, Lúdio Cabral, também flagrado na mesma situação - confira aqui. (Simone Alves)

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • José Augusto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Me chama a atenção um jornal como a "Folha do Estado" publicar uma matéria desse nível, onde crucifica o deputado Alexandre Cesár por usar um dos mais avançados programas de mensagens intantâneas do mundo o MSN,recurso este muito utilizado no Brasil, como justificado pelo deputado, onde o MSN contribui para facilitar sua comunicação com seu gabinete e com seus eleitores.
    Este jornal tem que se preocupar com outras matérias que venham a contribuir com a população como,segurança pública, saneamento.Isso mostra a futilidade e a hipocrisia das matérias divulgadas neste jornal supra citado acima.

  • Carlos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Nas sessões não podem usar o "orkut" ou MSN, então tem que proibir os celulares...

    Sessão deve ser como vôo de avião. usam antes de decolar e ligam só depois de pousar.

    Trabalho é trabalho, modernidade é sátira.....

    vamos rever os conceitos...

    e tem parlamentares marcando encontro em plena sessão....

  • Antonio Marques Silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A Folha do Estado deveria, sim, pagar seus funcionários em dia e pagar os convênios com drogarias e supermercados. Aliás, esse procedimento configura-se apropriação indébita. Logo...

  • João Bosco | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A notícia, infelizmente é formada de qualquer espécie de atitude; utilizamos e somos utilizados por esta máquina.
    Honestamente, aonde está o malévolo nesta?
    Vamos cobrar e reparar melhor, só nasce o direito aonde existe conflito - ao meu ver -, e, neste caso, não vejo conflito. MSN LIVRE...KKKKKKKKKK!!!!!

  • edesio do carmo adorno | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Para o deputado suplente que sempre se apresentou formalmente como sendo o dono da moralidade, da ética e de coisas e tais, sua a atitude de se divertir com o MSN é no minimo desrespeitosa ao contribuinte. Ora, se estudos indicam que o tal MSN causa prejuízo as empresas e já é proibido em muitas corporações, ou até mesmo empresas de pequno porte, imagine o prejuízo que o nobre deputado esta causando aos cofres públicos ao deixar de trabalhar para ficar verificando mensagens de seus contatos.

Acordo com Euclides partiu de Allan

allan kardec 400   Otaviano Pivetta, vice-governador licenciado por 30 dias para cuidar de problemas de saúde, disse que nada tem a ver com o tal acordo "costurado" pelo presidente regional do PDT, deputado Allan Kardec (foto), com Euclides Ribeiro, candidato a senador pelo Avante. Explica que só apresentou Euclides para Allan e...

Família Maia tenta retomar o poder

martha maia 400   O ex-prefeito de Alto Araguaia por quatro vezes, Maia Neto, não entrou na disputa de novo ao Executivo, mas lançou a irmã Martha Maia (foto), cuja filha Sylvia Maia é vereadora. Filiada ao PP, Martha entra como principal candidata da oposição ao prefeito Gustavo Melo, que vai à...

Welinton fará grande ato em Barra

welinton marcos 400 curtinha   Welinton Marcos (foto) lança sua candidatura a prefeito de Barra do Garças, na segunda (28), em um grande ato. Mesmo pelo sistema drive-in, devido à necessidade de adotar medidas sanitárias contra a Covid-19, são esperadas na solenidade cerca de mil pessoas, num espaço amplo,...

Irmão de Riva está na disputa em Juara

priminho riva 400 curtinha   O irmão do ex-deputado José Riva, Priminho Riva (foto), filiado ao PL, será mesmo candidato a prefeito em Juara, posto já ocupado por ele por duas vezes (1997/2004). Priminho pertence a uma famíliade políticos. Além de Riva, que foi prefeito e deputado, é...

PSB deve ficar fora da aliança de EP

max russi curtinha 400   O PSB, presidido pelo deputado Max Russi (foto), pulou mesmo do barco de Emanuel Pinheiro. Deve formalizar apoio à candidatura de Roberto França ao Alencastro. O PSB não consta na lista oficial de siglas que estão com o prefeito, que busca à reeleição. Os 11 que estão...

Taisir coordena campanha de Eliene

taisir karim 400 curtinha   O ex-reitor da Unemat e uma das lideranças do PSD na região Oeste, Taisir Karim (foto), que chegou a se lançar de última hora como pré-candidato a prefeito de Cáceres, mas logo em seguida recuou, será o coordenador-geral da campanha de Eliene Liberato (PSB), atual...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.