Últimas

Terça-Feira, 10 de Julho de 2007, 20h:14 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

MEIO AMBIENTE

Deputados aprovam 1ª CPI contra gestão Maggi

    Com apoio tímido do próprio governo Blairo Maggi, a Assembléia aprovou a proposta de criação de CPI para investigar supostas irregularidades na secretaria de Meio Ambiente, a primeira da atual administração. Onze deputados aprovaram o requerimento apresentado pelo primeiro-secretário da Mesa Diretora, José Riva (PP). Como as 11 assinaturas, não foi necessário levar o pedido à votação em plenário. O Palácio Paiaguás entende que não sairá enfraquecido das investigações ao expor o setor ambiental. Acha, inclusive, que a picada do escorpião pode ser menos dolorida do que se imagina.

      A maior reclamação sobre a Sema, comandada por Luis Henrique Daldegan, diz respeito à morosidade nos processos de licenciamento e, agora, para piorar, com denúncias de irregularidades envolvendo alguns servidores. Antes de votar e aprovar a CPI, os parlamentares estiveram reunidos com Maggi, no Palácio Paiaguás. Obtiveram do governador aval para tomar a decisão que quissesse.

     Nada menos que 15 mil processos tramitam na Sema, dos quais cerca de cinco mil são sobre manejo sustentado. Trata-se de autorização para extração de madeira. Em muitos casos, a liberação demora hoje mais de dois anos.

   A Assembléia aprovou a CPI motivada mais por pressão externa, principalmente dos madeireiros do Nortão. O setor vive crise e sob tensão, já que muitos empresários já foram presos por envolvimento em esquemas de extração e exploração ilegal de madeira. A CPI terá 180 dias para apresentar relatório e soluções com vistas a pôr fim a esses impasses.

    Muitos acreditam que com a CPI quem se fortalecerá será o secretário Daldegan, que passaria a ganhar maior autonomia para tomar as medidas administrativas que vem planejando desde o final do ano passado, quando assumiu o comando da pasta do Meio Ambiente. 

Os 11 deputados que assinaram o requerimento para instaurar CPI foram
José Riva (PP) Zé Domingos (DEM)
Dilceu Dal Bosco (DEM) Zé Carlos do Pátio (PMDB)
Mauro Savi (PR) Wallace Guimarães (DEM)
Walter Rabello (PMDB) Maksuês Leite (PP)
Campos Neto (PP) Carlos Avalone (PSDB)
Percival Muniz (PPS)  

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • gilmar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Qual a credibilidade desta CPI? Foram parlamentares que assaltaram o cofre da Assembléia,mais de 65 milhões, todos mudos,surdos e segos,estamos de oleo. Algo querem barganhar governador.

  • Joao Siqueira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Ué cadê um tal \"deputadinho\" lá das bandas do nortão que se dizia a favor da C.P.I e sequer assinou a lista. É parece que o Blairo chamou ele pra uma conversinha daquelas...

  • DARCI JOSÉ MALLMANN | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Os Deputados Estaduais de Mato Grosso, deveriam se preocupar mais com o total abandono da Região Noroeste, do que se preocupar com CPIs, até porque tem alguns deles com uma série de processos em andamento. Lamento Senhores Deputados, pois os seus eleitores esperam que realmente se preocupassem e cumprissem as promessas de campanha. Uma vaia a vcs!!!

  • pedro luiz shitokan | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Concordo com o Gilmar Brunetto, esses deputados estão querendo barganhar alguma coisa com o governador. Ou pode ser também uma trama para detonar ou abrir de vez o órgão ambiental aos que vêm"atrapalhando o desenvolvimento", ou seja, os devastadores do meio ambiente, que são amigos de certos deputados. Como se não bastasse ocuparem os cargos estratégicos no órgão ambiental.

  • Antonio Luiz de Souza | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Que credibilidade têm esta CPI quando sabemos que na Assembléia quem manda são dois deputados, justamente os que detêm os cargos de secretário e de adjunto da SEMA. Nas apurações do MPE já foi detectado inclusive a acusação de participação de um assessor direto do deputado bosaipo, ex-prefeito de nobre, conforme noticiou agora a pouco na TV RECORD. E lá na SEMA, todos sabem do poder que detêm um engenheiro florestal ligadíssimo ao mesmo deputado, e que não sai do gabinete do secretário, que também já foi chefe de gabinete do mesmo deputado. Já o secretário adjunto, por sinal extremamente arrogante, fora indicado com apoio do deputado Riva, e isso não é segredo para ninguém. Inclusive o deputado Riva quer ser o presidente ou relator da CPI. Meu Deus, quem acredita que essa CPI é séria!!!

  • marcos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    porque nao abriram CPI na epoca do escandolo dos dep. riva e bosaipo quando as coisas acontece na assembleia as coisa s abafasm por la mesmo o autor dessa CPI e representente do nrtao onde esta concentrado o maior indice de madereiros sera que ele nao tem madereira por la iremos investigar isso

  • getulio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esta CPI só terá credibilidade quando afastar secretário e adjunto, pois são eles os único donos da verdade e estão acima da lei.
    Esta secretaria teve os seus bons momentos na gestão anterior, mas o grande erro do secretário Machado foi indicar um substituto tão incompetente como este que aí está. Esta CPI vai apenas defender os interesses políticos dos parlamentares nela envolvidos e ao seu término, teremos os mesmos incopetentes a sua frente.
    Assim é a política.

Nomes do DEM para vereador de VG

pablo 400 curtinha   O DEM do casal Jayme-Lucimar, senador e prefeita, respectivamente, é dono da maior bancada na Câmara de Várzea Grande, com sete dos 21 vereadores. Destes, cinco já estão trabalhando projeto de reeleição, sendo eles Gisa Barros, que era do PSB; Valdemir Bernadino, o Nana; Pedro...

Flerte com candidato de outro partido

selma arruda 400 curtinha   Apesar de estar filiada ao Podemos, a ex-senadora Selma Arruda, que teve o mandato cassado por crimes eleitorais e deixou a cadeira neste ano, continua flertando com o pedetista, empresário e vice-governador Otaviano Pivetta, que não demonstra mais tanto ânimo para continuar com o projeto de disputa...

Joelson e as traições política e familiar

joelson 400   Dos 23 vereadores pela Capital que vão à reeleição, o que mais deve enfrentar dificuldades para obter êxito nas urnas é o sargento Joelson (foto), que aproveitou a janela de março e trocou o PSC pelo Solidariedade. Primeiro, por causa da atuação pífia. Trata-se de um...

Calistro, dúvida à reeleição e Sumaia

sumaia leite 400 curtinha   Jânio Calistro, reeleito para o 2º mandato de vereador em 2016 e como o mais votado em Várzea Grande, com 3.658 votos pelo PSD, se mudou para o DEM dos Campos, mas ainda avalia se vai encarar o teste das urnas deste ano. Ele se mostra um tanto baqueado, após ficar preso por três meses. E...

Grupos convergem para Emanuelzinho

emanuelzinho 400   O jovem deputado federal Emanuelzinho (foto) está cada vez mais empolgado com a possibilidade de disputar a Prefeitura de Várzea Grande. Até se mudou da Capital para a cidade vizinha, onde montou apartamento no Edifício Maktub. Uma das revelações políticas do PTB, Emanuelzinho tem...

Câmara de ROO e pasta de Controle

orestes miraglia 400 curtinha   A Câmara de Rondonópolis deu de ombros para uma decisão do Tribunal de Justiça e, em primeira votação, aprovou mensagem do prefeito Zé do Pátio, criando a secretaria de Transparência Pública e Controle Interno (SETRACI) em...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.