Últimas

Quarta-Feira, 03 de Dezembro de 2008, 14h:44 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:22

ARTICULAÇÃO

Deputados emplacam R$ 39 mi a mais à Sejusp

Remanejamentos vão garantir ingresso de mil homens nos quadros das polícias; outras 4 pastas "abocanham" maior fatia orçamentária, sendo R$ 12 mi só na Ciência e Tecnologia, conduzida pelo PP de Riva

  Sob a liderança do primeiro-secretário da Assembléia, José Riva, deputados deixaram o Palácio Paiaguás nesta quarta com "sorrisos largos". Eles conseguiram, mesmo sem elevar a previsão de receitas e despesas do orçamento global do Estado para 2009, emplacar algumas sugestões que resultaram em mais recursos para 5 secretarias.

    A pasta que "engordou" maior fatia é a Justiça e Segurança Pública. Em princípio, estavam previstos para o próximo ano R$ 771 milhões, 18,3% a mais se comparado ao exercício de 2008. O governador em exercício Silval Barbosa (PMDB) concordou com a proposta dos deputados de acrescentar mais R$ 39 milhões ao orçamento da Sejusp. Desse montante, R$ 24 milhões foram remanejados das emendas parlamentares destinados a projetos para a pasta de Infra-Estrutura. Os deputados endossaram a proposta de Riva de abrir mão das emendas. Por causa dessa manobra orçamentária, a Sejusp vai incluir em seu cronograma para 2009 a contratação de 700 policiais militares e de 300 agentes da Civil.

   Agora, as emendas de R$ 4 milhões a cada deputado serão destinadas às seguintes áreas: R$ 1 milhão na Infra-Estrutura, mais R$ 1 milhão para os programas da mesma pasta, R$ 1 milhão em propostas livres na Educação e R$ 1 milhão aos programas na pasta da Saúde.

   "O valor do orçamento global (de R$ 7,7 bilhões) para o ano que vem não sofreu alteração porque já está disciplinado na LDO, mas, com esses remanejamentos de reserva de contingência e de uma parte da dívida pública, ficou de bom tamanho", enfatiza o deputado José Riva. Segundo ele, os seus colegas parlamentares não devem apresentar obstáculos para aprovar o projeto nos próximos dias, principalmente após terem sido contemplados com as propostas conjuntas apresentadas ao Executivo.

   Além da Justiça e Segurança Pública, Esporte e Lazer conseguiu, graças à intervenção dos deputados, acrescentar R$ 7 milhões ao seu orçamento. As secretarias de Cultura, de Desenvolvimento do Turismo e Desenvolvimento Rural asseguraram cada R$ 6 milhões a mais. Já Ciência e Tecnologia, sob o ex-deputado Chico Daltro (PP) e aliado de Riva, vai "abocanhar" R$ 12 milhões a mais.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Paulo Mattos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Sou um intransigente defensor de uma Segurança Pública forte, administrada por pessoas competentes e vocacionadas ao árduo desafio de proteger a sociedade e formular os planos necessários à manutenção irreversível da ordem pública. O aumento de verbas para a Segurança Pública e Justiça devem, portanto, transformar-se num desaguadouro natural de modificação das ações policiais em todo Mato Grosso, de maneiras a proporcionar efetivamente, a todo cidadão, uma segurança pública palpável, admirável, como deve ser em todo Estado e Nação. Há que se investir, no âmbito da Segurança Pública em: (1). Edificações centralizadas e descentralizadas que possibilitem amplo e total atendimento ao público de qualquer parte da cidade, a qualquer hora do dia ou da noite. Equipes bem treinadas, formadas por Delegados, Escrivães, Investigadores e Agentes Carcerários, além dos técnicos da POLITEC, devem se revezar em plantões ininterruptos; (02). Formação profissional de novos policiais, submetendo-os, necessariamente à prova de aptidão para o exercício da função, exigindo-se do candidato dedicação aos serviços e compromisso com os ideais da Segurança Pública. Chega de rapázinhos que estão interessados apenas no salário, como fonte de manutenção de cursos para a realização de concursos em outras esferas de poder, para logo depois deixar a instituição; (03) Acabar com os CISCs e retomar a criação de Delegacias Especializadas: Roubos e Furtos, Furtos de Veículos, etc, etc. A experiência comprovou que os CISCs são uma falácia, um estrangulamento da segurança pública, uma visão retrógada de policiais que não entendem nada de polícia e , assim sendo, criaram esse monstrengo que em nada contribui com a sociedade. Enfim, fazer uma análise das necessidades prementes e imperiosas da segurança pública e proporcionar a implementação de políticas que salvaguardem, imediatamente, os interesses do contribuinte e da população de um modo geral.

  • Patricia Azovede | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Parabéns deputado Riva, só o sr mesmo pra colocar as coisas em ordem

Luizão e 10 promessas em cartório

luizao 400   O empresário Luizão (foto), candidato a prefeito de Rondonópolis pelo Republicanos, registrou em cartório 10 comprimissos de gestão, garantindo, em caso de eleito, executá-los logo no primeiro mês de mandato. O primeiro deles é de zerar a fila de consultas, exames e cirurgias. E...

Ex-secretários de França sem mácula

roberto franca 400 curtinha   A assessoria jurídica da coligação de Roberto França (foto), que concorre à Prefeitura de Cuiabá pelo Patriota, classifica de mentirosa e irresponsável a notícia de que ex-secretários de França, da época em que comandou a Capital, de 1997 a...

Líderes de Lucas e apoios ao Senado

otaviano pivetta curtinha 400   As principais lideranças políticas da "República" de Lucas do Rio Verde estão divididas nos apoios sobre candidaturas ao Senado. O vice-governador Otaviano Pivetta (foto), recém-desfiliado do PDT, faz campanha pela coronel Rúbia Fernanda (Patriota), propagada como a candidata...

Reeleição difícil em Barra do Bugres

raimundo nonato 400   Aos 81 anos, o piauiense de Campo Maior, Raimundo Nonato (foto), busca renovar o mandato de prefeito de Barra do Bugres pelo DEM. Embora considerado carismático e populista, pioneiro no município e ajudado pela força da máquina pública, Nonato, que já foi prefeito nos anos 82 e 90,...

4 com as maiores chances ao Senado

carlos favaro 400 curtinha   Todos os principais candidatos ao Senado, na suplementar de 15 de novembro, para eleger quem ocupará a cadeira da cassada Selma Arruda, estão trabalhando com tracking eleitoral, metodologia que consiste, basicamente, em realizar pesquisas de intenção de voto por telefone de forma...

Polarização entre Gustavo e os Maia

gustavo mello 400 curtinha   Em Alto Araguaia, três disputam a prefeitura, mas a briga eleitoral está mesmo polarizada entre o prefeito Gustavo Melo (foto), do PSB, e Martha Maia (PP), irmã do ex-prefeito por quatro vezes Maia Neto. Júnior da Farmácia (PSL) corre por fora, mas sem chance de êxito nas urnas....

MAIS LIDAS