Últimas

Quinta-Feira, 08 de Outubro de 2009, 09h:35 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:24

COPA 2014

Deputados sabatinam diretores Jefferson, Yênes e França

   Começou na Assembleia Legislativa a sabatina de três dos sete diretores da Agecopa. Neste instante, os deputados ouvem a apresentação do economista Jefferson Ferreira Júnior, indicado pelo governador Blairo Maggi para comandar, até dezembro de 2014, a diretoria de Orçamento e Finanças. “Formei em economia nos Estados Unidos, atuei na carreira militar e, por isso, tenho um perfil mais técnico que político”.

   Ele não poupou elogios ao governador e ao secretário-chefe da Casa Civil, Eumar Novacki. “O governador é uma pessoa que tem me ensinado muito. Eu aprendi com ele que governabilidade é uma coisa muito difícil, precisa de paciência e articulação, coisas com as quais eu não estava acostumado na minha vida militar”.

   Jefferson também agradeceu ao diretor-geral do Dnit, Luiz Antonio Pagot. “Ele (Pagot) é meu padrinho governamental”. O próximo a se apresentar será Roberto França (sem partido), que deixará pelos próximos cinco anos a vida política para se dedicar à diretoria de Comunicação e Marketing na Agecopa. Yênes Magalhães, indicado por Maggi para a diretoria de Planejamento e Gestão foi o primeiro a expor os motivos pelos quais acredita que tenha capacidade para gerir a pasta.

   Nesta quarta (7) à noite, os deputados arguiram os indicados para o cargo de diretor-presidente, Adilton Sachetti; Infraestrutura, Carlos Brito; Assuntos Estratégicos, Yuri Bastos; e Articulação Interinstitucional, Agripino Bonilha Filho. (Andréa Haddad)

(9h45) -
Yênes critica volume de recursos previstos pelo governo fedeal para Copa 

   Depois da explanação de Jefferson, o presidente da AL, deputado José Riva (PP), convidou os parlamentares a questionar os novos diretores da Agecopa. Neste instante, Yênes responde às indagações dos deputados Sebastião Rezende e Hermínio Jota Barreto, ambos do PR, que demonstram preocupação com os recursos previstos pelo governo federal. “Ficamos bastante assustamos ao sairmos da primeira reunião com representantes do governo federal. Estão previstos R$ 240 bilhões para as nove cidades, sendo que os jogos serão disputados em 10 estádios”.

   Segundo Yênes, em 30 dias os governadores serão convocados para uma reunião com o comitê ministerial e, em seguida, com o presidente Lula, em Brasília. Na quinta (15), Yênes participa de uma reunião no BNDES e, na sexta (16), haverá um encontro em Salvador com todas as cidades que sediarão dos jogos do Mundial de 2014.

(9h55) - Deloitte vai elaborar organograma da Agecopa a partir da próxima semana

   O deputado José Domingos Fraga (DEM) demonstrou preocupação com a nomeação dos funcionários da Agecopa. Em resposta, Yênes disse que a empresa contratada pelo governo do Estado, a Deloitte, está elaborando um planejamento de cargos e salários. Segundo Yênes, o diretor-presidente da agência, Adilton Sachetti, só estava aguardando a sabatina na AL para agendar uma reunião na próxima semana a fim de discutir aspectos relacionados a servidores efetivos e comissionados que vão assessorar os diretores da Agecopa. “Não podíamos tomar estas decisões antes de sermos sabatinados”. 

(10h08) - Questionado por Dal Bosco, Yênes admite sacrifícios no orçamento 

   O deputado Dilceu Dal Bosco (DEM) subiu à tribuna para indagar Yênes, ainda no cargo de secretário de Planejamento do Estado, sobre os “sacrifícios” orçamentários necessários para cumprir as metas estabelecidas pela Fifa. “Se isso acontecer, está prevista alguma forma de compensação para as áreas de Saúde e Segurança no interior?”. Segundo Yênes, Cuiabá e Várzea Grande passarão a ser porta de entrada para o turismo em Mato Grosso. “O prefeito Dimorvan (de Campo Verde) já espalhou material publicitário do município para todo o país. Eles estão divulgando o turismo tecnológico, uma vertente que até pouco tempo não era muito conhecida”.

   Yênes garantiu que o trabalho da Agecopa será centrado, num primeiro momento, na região metropolitana. “Mas depois vamos divulgar as potencialidade de todo o Estado”, ponderou.

   Não contente com as respostas de Yênes, o deputado democrata voltou à tribuna para perguntar se estão previstas formas de compensação aos municípios do interior. “Nem todos os municípios têm essa capacidade de organização e infraestrutura”, avaliou Dal Bosco. Yênes, por sua vez, disse que alguns sacrifícios serão necessários, mas que as áreas prioritárias não ficarão sem investimentos. 

(10h15) - "Não vamos nos curvar ao goveno federal", ameaça Jefferson

   Na bronca com os recursos previstos pelo governo federal para as cidades que vão sediar jogos da Copa de 2014, Jefferson disse que os diretores da Agecopa não vão se curvar às determinações de Lula. “Eles que se virem. Assumiram o compromisso e agora têm que arcar com as conseqüências. Não vamos nos curvar ao governo federal”, disparou. Em seguida, Jefferson deu um puxão de orelha no prefeito cuiabano Wilson Santos (PSDB). “Quero deixar registrado um chamamento ao prefeito Wilson Santos para se esforçar e caminhar conosco. Isso é muito importante”. 

(10h22) - Yênes diz que dívida anual da União com o Estado é de R$ 1 bi

   Riva sugeriu que o governador Blairo Maggi articule uma reunião em Brasília, com o Tesouro Nacional, para discutir a possibilidade de abater os investimentos previstos para Mato Groso na dívida que a União possui com o Estado. Yênes acatou a sugestão, mas ponderou que os membros do Tesouro Nacional são intransigentes. “Nós já avaliamos esta possibilidade, mas eles são meio intransigentes. O governo nem sequer colocou ainda no orçamento de 2010 as compensações da Lei Kandir”. Segundo Yênes, o governo federal deveria repassar R$ 1 bilhão ao governo do Estado anualmente, “mas, na prática, só chega R$ 300 milhões, no máximo”, reclamou.

(10h38) - Temina sabatina de Jefferson e Yênes; França fala de trajetória política

   Após responderem aos questionamentos dos deputados, Yênes e Jefferson deixaram o plenário da Assembleia. Riva convidou o ex-prefeito de Cuiabá por duas vezes, Roberto França (sem partido), para iniciar a explanação sobre os motivos que o levaram a assumir a diretoria de Comunicação e Marketing da Agecopa. França já foi deputado estadual por quatro mandatos, já que está no quinto na condição de suplente, vereador por Cuiabá em duas ocasiões, deputado federal e prefeito de Cuiabá. “Tive o privilégio de ser presidente da Câmara de Cuiabá”, lembrou. 

(10h44) - França fala de ações que pretende implementar na diretoria de Comunicação

   Na condição de presidente da diretoria de Comunicação e Marketing, França disse que vai divulgar a capacidade turística de Cuiabá e do Estado. “Temos que saber explorar e divulgar bem o Pantanal, Araguaia, o município de Nobres, que não tem infraestrutura, como pousadas, hotéis e asfalto. Temos que implementar ações em Sinop e também no Parque Nacional de Chapada dos Guimarães”, enumerou França. Para não esquecer das ações que pretende tocar, ele levou as anotações para a tribuna. “Vamos trabalhar com as empresas de publicidade, marqueteiros, com os veículos de comunicação. É uma luta não só dos membros da Agecopa, mas da AL, do governo do Estado e da sociedade, pois os benefícios serão enormes”.

(10h56) - França só não foi governador por erro de estratégia, avalia Riva

   Ao final da explanação de França, o presidente José Riva disse que abriria espaço para os demais colegas indagarem o futuro diretor de Comunicação e Marketing da Agecopa, mas ponderou que não havia necessidade de arguir pessoas com a experiência política e profissional como a de França. “Não há necessidade de questionarmos uma pessoa com este currículo. O França só não foi governador por um erro de estratégia do seu grupo político, do qual eu também pertencia, mas com certa ajudou muito Cuiabá”, avaliou Riva.

(11h08) - Percival diz que França poderia ser presidente da Agecopa 

   A exemplo do deputado João Malheiros, que em vez de fazer perguntas aos sabatinados usou nesta quarta o espaço na tribuna para tecer comentários, o ex-prefeito de Rondonópolis, Percival Muniz (PPS), disse que é fã de Roberto França. O socialista aproveitou ainda para cutucar o seu sucessor na Prefeitura de Rondonópolis, Adilton Sachetti, indicado por Maggi para o cargo de diretor-presidente da Agecopa. “O França poderia muito bem ser o presidente no lugar do Adilton, pois foi prefeito de Cuiabá e conhece todas as problemáticas da cidade”. Na avaliação de Percival, no final do mandato o governador reconheceu a importância de França na eleição de 2002, quando a esposa Iraci França foi candidata a vice na chapa de Maggi.

(11h36) - Dilceu, Rezende e Daltinho usam sabatina para elogiar França

Os deputados Dilceu Dal Bosco (DEM), Sebastião Rezende (PR) e Adaltro de Freitas (PMDB), o Daltinho, não fizeram questionamentos a França. Eles usaram o tempo na tribuna para tecer elogios ao colega, que vai deixar a Casa para assumir uma das sete diretorias da Agecopa. Ao enaltecer França, Dal Bosco chegou a declarar que já sente saudades do colega. “É uma pena que não teremos mais a companhia do senhor (França) nesta Casa de Leis. Já sentimos saudades”.

(11h44) - Votação de indicados para Agecopa fica para próxima semana

O presidente em exercício da Mesa Diretora da Assembleia, Dilceu Dal Bosco (DEM), encerrou a sabatina de França e marcou para a sessão da próxima terça (13) a votação dos sete nomes indicados pelo governo do Estado, Prefeitura de Cuiabá e pela própria AL para compor a Diretoria Colegiada da Agecopa.

Postar um novo comentário

Comentários (14)

  • Sergio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0



    OLA!!! MIRIAN SOUTO SE VC SABE QUE P PREFEITO WILSON SANTOS TA RECEBENDO MONTANHAS DE DINHEIRO DO PAC, E NÃO O DENUNCIA ,...... VC EH CUMPLICE



    VEJA OQ VC FALA POIS A POLICIA FEDERAL PODE TE CHAMAR PRA PRESTAR ESCLARECIMENTOS!!!!



    PENSA ANTE DE FALAR ASNEIRAS!!!!


    E COM CERTEZA O RDNEWS TE O IP DO SEU COMPUTADOR!!

    FICA ESPERTA!!!


    BOA NOITE!!

  • Pedro Paulo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse é o tipo de evento que é só pra gastar dinheiro publico. lá só rasgação de seda. vc acha que algum deputado tem moral para questionar algo mais serio? claro que nao. o que tinha que ser dito ja foi dito antes da escolha.
    precisamos acabar com esse tipo de seccção nos orgão publicos. e são tantas assim custeadas pelo povo. por isso que a Assembleia gasta 16 milhoes mes.

  • Mineiro Cuiabano | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Sugiro ao Blog que coloque os Curriculuns Vitae dos diretores da AgePantanal (AgeCopa), a fim de demonstrar as experiências e demonstrar os trabalhos prestados pelos nobres diretores escolhidos.

  • Cuiabano | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • jbs | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • RODRIGO ARAÚJO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É, realmente o França tem um currículum invejável na Política e um façanha que administrador nenhum conseguirá superar, QUEBRAR A PREFEITURA DE CUIABÁ A PONTO DOS SERVIDORES RECEBEREM OS SALÁRIOS NA FORMA DE EMPRÉSTIMO BANCÁRIO!!!!
    É uma vergonha essa sabatina na AL!!!

  • Artur Coimbra | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Será que na hora de fazer os sacrifícios no orçamento o duodécimo do Palácio Filinto Muller (esse é o verdadeiro nome) vai diminuir ou os funcionários é que vão pagar o pato?
    ADVINHEM.......

  • MARIO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ROBERTO FRANÇA E O MAIS PREPARADO PARA ESSA AGÊNCIA.BOA SORTE ROBERTO E QUE DEUS TE ABENÇOE.

  • Mirian costa souto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Uma vergonha seu Rodrigo Araújo é dar palpite no que não conhece, pois quem de calote nos funcionários da Pref. foram os gov.do PSDB (dante, o coronel,o wirson) estes sim deixaram papref. com 5 folhas atrazadas , o França sempre pagou afolha do mês e mais parte do atrasado pelo PSDB, a cada mês. e deixou apenas uma folha das 5 herdadas do PSDB. o França nunca deixou de pagar nenhum mes em sua gestão, pagou o mes e mais um pouco: e tem mais seu Rodrigo, o França fez 1.114 obras em Cuiabá, e o Wilson que até hoje não terminou nem a ETA TIJUCAL e muito menos a AV. DAS TORRES, e o RODOANEL, há! e isso por que pegou todos os projetos prontos deixados por ROBERTO FRANÇA AUAD. portanto seu Rodrigo bate pau do prefeito, pago por nós, lavem suas bocas pra falar de ROBERTO FRANÇA. té mais................

  • Antonio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Essa AGECOPA é uma verdadeira palhaçada, um cabide de empregos pra politicos que tem certeza que serão derrotados em 2010.
    Os diretores deveriam ser tecnicos especialistas em cada área para as coisas funcionarem direitinho, porém com esses politicos ai vamos ver um mopnte de apadrinhamentos politicos prennchendo os cargos existentes. Temo pela copa em Cuiabá, esses deputados acham que as coisas vão ser so jeito que eles querem, mas ten gente de olho e na menor derrapada Cuiabá perde o direito de sediar a copa e todos os investimentos. Abre o olho cidadão.

Deputado ajudou a enterrar Binotti

neri 400 curtinha   O deputado federal Neri Geller (foto), que se acha um grande líder político, ajudou a enterrar nas urnas o projeto de reeleição do prefeito Luiz Binotti (PSD), derrotado à reeleição. Perdeu para o ex-vice-prefeito Miguel Vaz (Cidadania), que contou com apoio do ex-prefeito e atual...

Euclides "torra" R$ 8 mi na campanha

euclides ribeiro 400 curtinha   O advogado milionário Euclides Ribeiro (foto), que tem na carteira de clientes grandes produtores rurais, registra R$ 8,2 milhões de receitas e despesas de campanha ao Senado. Concorrendo pelo Avante, Euclides só chegou a 58.455 votos. Ficou em nono lugar, à frente apenas de Reinaldo...

Fávaro é quem mais gastou ao Senado

carlos favaro 400 curtinha   O senador reeleito Carlos Fávaro (foto) foi o que mais gastou na campanha. Oficialmente, arrecadou R$ 11,7 milhões. As maiores contribuições financeiras vieram de empresários do agronegócio. Orcival Guimarães, dono de rede de empresas de implementos agrícolas, doou...

Beto deve repensar projeto a federal

beto farias 400 curtinha   A derrota nas urnas do seu afilhado político, vice-prefeito Wellington Marcos (DEM), que tentou o Executivo de Barra do Garças e ficou em segundo lugar, obtendo somente metade dos votos em relação aos atribuídos ao eleito Adilson Gonçalves, pode levar o prefeito Beto Farias (foto)...

Erros estratégicos e fim de mandato

niuan ribeiro 400   Niuan Ribeiro (foto) termina melancolicamente o mandato de vice-prefeito da Capital, marcado pela ambiguidade, erros estratégicos e vacilações. Logo no início da gestão, resolveu romper politicamente com o prefeito Emanuel, a quem passou a criticar, achando que se consolidaria como...

Retorno ao TCE ou cargo no governo

marcelo bussiki 400 curtinha   A partir de 1º de janeiro, com o fim do mandato de vereador pela Capital, Marcelo Bussiki (foto) retorna ao cargo efetivo de auditor do TCE-MT. Mas é possível que ele seja convidado por Mauro Mendes para compor o quadro de principais assessores do chefe do Executivo estadual. Bussiki foi...