Últimas

Quarta-Feira, 15 de Outubro de 2008, 11h:24 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

LEGISLATIVO

Derrotado, Kishi acusa Henry de compra de votos

   O candidato derrotado a vice-prefeito na chapa encabeçada por Túlio Fontes (DEM) em Cáceres, deputado  Wilson Kishi (PDT), voltou a acusar, da  tribuna durante sessão desta quarta (15), o prefeito Ricardo Henry (PP) de se reeleger na base da compra de votos. Ele mostrou documentos. Garante que são provas de que houve abuso de poder econômico.

  Kishi afirmou que o Ministério Público Eleitoral já emitiu parecer favorável à cassação de Henry por propaganda extemporânea. O MP pede que Henry fique inelegível por 3 anos por ter contratado 684 servidores sem concurso público. Outra denúncia feita por Kishi está relacionada ao prazo para que cada candidato enviasse à Justiça Eleitoral a lista com os nomes dos fiscais que trabalhariam no dia das eleições. "O prazo terminou no dia 20 de setembro e eles enviaram a lista depois disso, o que caracteriza compra de votos disfarçada", acusa.

   Ainda de acordo com Kishi, ao pedir o registro de candidatura junto à Justiça Eleitoral, automaticamente é emitido um número de CNPJ para o candidato. O parlamentar mostrou um documento que comprova compra de telhas feita por Henry durante o processo eleitoral em uma loja de materiais para construção, no valor de R$ 650,80, pago por pessoa jurídica, com o CNPJ do então candidato à reeleição.

  O parlamentar resgatou a questão do desconto oferecido por Henry aos moradores de Cáceres para o pagamento do IPTU, fato que, de acordo com Kishi, não ocorreu. "Não houve desconto conforme anunciou o procurador-geral do município. O anúncio foi feito apenas para beneficiar o prefeito Ricardo Henry", denuncia o parlamentar. (Flávia Borges)

Clique aqui e confira as acusações de Kishi da tribuna da AL nesta quarta

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • rodrigo peres | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esperneia muié feia.kkk

  • Telles Araguaia | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O deputado deveria ter refletido mais, jogou sua carreira política fora se aliando com os Fontes. Não defendo que se aliasse com os Henry, mas que ele deveria ter tido a coragem de se manter ao lado do Francis da Cometa, isso eu defendo. O Kishi e o PT abandonaram a coligação com PMDB e entregaram a eleição para o Ricardo, erraram feio na decisão para a eleição majoritária e os DEM... foram utilizados pelo PT para eleger seus vereadores. Perderam Kishi e Tulio que poderiam ser vice-prefeito e deputado na próxima eleição, respectivamente.
    Agora resta espernear.

  • Sandra Bretas | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    É lamentável, que nosso respeitado Kishi, se embale nesta toada, eleições já terminaram, agora e hora de juntar forças pensando em Cáceres.
    A gente que é cacerense se envergonha de ver um dep.estadual usando a tribuna para desmerecer a decisão do povo cacerense, que foi eleger Ricardo para mais 04 anos.
    Poderia usar a Tribuna para pedir por Cáceres, mais investimentos, e não gasta-la para seu interesse próprio.
    Vai terminar seu tempo como Deputado Estadual, e não vai conseguir fazer nada.
    Éta povinho que não sabe perder.

Briga eleitoral de parentes em General

renato vilela 400 general carneiro   A briga política, jurídica e eleitoral na pequena General Carneiro, de 14 mil habitantes, está acirrada e envolve, em palanques diferentes, grupos com vínculos familiares. São dois na disputa pela prefeitura. A ex-prefeita Magali Vilela desistiu de tentar de novo o teste das...

Ataques a EP e o revide dos amigos

fabinho 400 curtinha   O empresário Fábio Martins Defanti, o Fabinho Promoções (foto), que em 2016 disputou para vereador e perdeu, está sendo bombardeado de críticas em grupos de WhatsApp, inclusive pelos próprios amigos, por causa de comentários, gravados em dois vídeos, com um...

Luizão e 10 promessas em cartório

luizao 400   O empresário Luizão (foto), candidato a prefeito de Rondonópolis pelo Republicanos, registrou em cartório 10 comprimissos de gestão, garantindo, em caso de eleito, executá-los logo no primeiro mês de mandato. O primeiro deles é de zerar a fila de consultas, exames e cirurgias. E...

Ex-secretários de França sem mácula

roberto franca 400 curtinha   A assessoria jurídica da coligação de Roberto França (foto), que concorre à Prefeitura de Cuiabá pelo Patriota, classifica de mentirosa e irresponsável a notícia de que ex-secretários de França, da época em que comandou a Capital, de 1997 a...

Líderes de Lucas e apoios ao Senado

otaviano pivetta curtinha 400   As principais lideranças políticas da "República" de Lucas do Rio Verde estão divididas nos apoios sobre candidaturas ao Senado. O vice-governador Otaviano Pivetta (foto), recém-desfiliado do PDT, faz campanha pela coronel Rúbia Fernanda (Patriota), propagada como a candidata...

Reeleição difícil em Barra do Bugres

raimundo nonato 400   Aos 81 anos, o piauiense de Campo Maior, Raimundo Nonato (foto), busca renovar o mandato de prefeito de Barra do Bugres pelo DEM. Embora considerado carismático e populista, pioneiro no município e ajudado pela força da máquina pública, Nonato, que já foi prefeito nos anos 82 e 90,...

MAIS LIDAS