Últimas

Sexta-Feira, 14 de Agosto de 2009, 19h:03 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:23

PAC

Desembargador nega HC a José Rosa e a empreiteiros

   O desembargador Cândido Ribeiro, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, em Brasília, negou nesta sexta (14) todos os pedidos de habeas corpus dos envolvidos em supostas fraudes nas licitação do PAC de Cuiabá e Várzea Grande. Eles foram detidos na segunda (10) pela Polícia Federal, na Operação Pacenas - veja mais aqui 

   No despacho, Cândido afirma que não vai tomar a decisão monocrática por entender que há necessidade do Pleno do TRF julgar os recursos. A próxima sessão só deve acontecer em 10 dias, segundo o advogado Wendel Rolim Wender, contratado para fazer a defesa do ex-prefeito de Cuiabá, Anildo Lima Barros, proprietário da construtora Gemini. “Na decisão, o desembargador sustenta que o juiz Julier não especificou quais prejuízos os envolvidos poderiam causar para continuarem presos. Realmente, a decisão do Julier é frágil e não há necessidade dos suspeitos continuarem presos”, alegou Wender.

   Em Brasília, o advogado afirmou que retorna a Cuiabá nesta sexta e amanhã vai visitar Anildo na Polinter para conversar sobre a possibilidade de recorrer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ). “Vamos analisar se é pertinente ingressarmos com recurso no STJ ou aguardarmos o julgamento do mérito pelo TRF da 1ª Região”, explicou.

   Com a decisão, devem continuar presos por mais 10 dias o empresário Jorge Pires de Miranda, o presidente da Comissão de Licitação de Várzea Grande, Milton Nascimento Pereira, o ex-procurador da Prefeitura de Cuiabá, José Antonio Rosa, o empresário e ex-prefeito Anildo Lima Barros, a diretora da Sanecap Ana Virgínia de Carvalho e o presidente do Sinduscon, Luiz Carlos Ritcher Fernandes. (Patrícia Sanches e Andréa Haddad)

Postar um novo comentário

Comentários (19)

  • marcelo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    então quer dizer que ta tudo blzz o clinte preso , pq não oferece ameaça a sociedade , pode ser liberado? que isso é uma piada....ele furtou dinheiro publico, e isso da cadeia e por isso ele ta preso...sr. advogado...

  • LUIZ PAULO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    BEM FEITO. MAIS 10 DIAS PRESOS EQUIVALEM A 1 ANO.

    LUGAR DE MALANDRO É NA CADEIA.

  • Van Hausen | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Estamos vibrando aqui no bangalô!Para quem achava que a caterva ia sair rapidinho,eis que o juíz federal puxou a descarga de água fria na quadrilha.
    E, bem lembrado meninos,que fragilidade é esta que merece ir a pleno para julgamento de mérito?Se frágil fosse a medida de julier, a caterva já estaria na rua dando risada na chascara, pois não é?Ah! Se Gilson de Barros estivesse vivo ainda, daria boas gargalhadas...

  • Antonio Carlos cuiabano | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    VIVA...viva... o judiciario brasileiro esta melhorando a cada dia. Parabens ao desmbargador Federal. Esse bandidos tem que mofar na cadeia.

    Desta vez nem a maçonária salva esses pilantras do dinheiro público.

  • moises souza | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Parabens desembargador Cândido Ribeiro, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, em Brasília,chega de corrupção ,temos que colocar um ponto final nesses grupos.
    Cuiaba e varzea grande ,esta um caos por causa dos coruptos ,estamos correndo o risco de perder a vinda da copa para cuiaba , de ver a nossa cidades ficar mais moderna , com os recurso que estão vindo para cuiaba ...PARABENS DESEMBRAGADOR .......QUE OUTROS TOME COMO EXEMPLO........

  • Francisca | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Ora, se a decisão do Juiz é frágil, então o TRF teria expedido ordem de soltura ao seu cliente!!!Será que estou errada? Se existe necessidade do pleno é porque a coisa é mais séria do que estão falando,e nos autos tem mais provas que não temos acesso e o Sr. Advogado teve e deveria saber analisar. Fico com pena, snifff...pobres coitados,são pessoas ricas, de poder, comem caviar e tomam wisky, frequentam as melhores festas e bares da cidade,tem residencias luxuosas, e no entanto roubaram dinheiro do poovoooo, sabe o que é isso, ficar preso por roubar o povo. Mas o povo não representa nada não é mesmo Advogado de defesa.

  • Devan | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Sou cuiabano, moro aqui há 10 anos, e acesso este RDNews duas, três ou 4 vezes ao dia. O que se montou em Cuiabá é um crime, coisa de quadrilha. Estamos, pouco a pouco, ou muito a muito, nos desgarrando dos princípios, dos bons princípios. Temos que apoiar a PF, a Justiça Federal, e não dar ouvos a quem justifica uma ação depois de anos de investigação, como ofensiva partidária.
    Temos que ter em mente, que essa ganância é um fenômeno doentio, pois há condições de com um bom salário se viver bem e feliz.
    Parabéns a quem por bem mandou prender essa leva de corruptos, a que tudo indica.

  • José Pires da Conceição Silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Senhores advogados de defesa desses larápios do nosso dinheiro, a coisa é muito grave, não tente achar que todo mundo é mané e vai aceitar um tudo bem, seja um profissional e ético com o seu trabalho, não existe ninguém bobó xera xera!!!

  • Mauro Lima | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Eles estão onde deveriam estar. A justiça está de parabens. Só falta ir em cana o restante da quadrilha de ali baba, e eles se encontram ainda na prefeitura Municipal de Cuiaba.

  • ROBSON ANTUNES | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ESTEPAÍS TÁ TOMANDO JEITO!

Niuan de fora da suplência ao Senado

niuan ribeiro 400 curtinha   O deputado federal José Medeiros não conseguiu segurar o vice-prefeito de Cuiabá, Niuan Ribeiro (foto), como primeiro-suplente de sua chapa ao Senado. Há alguns dias, o filho do ex-vice-governador e ex-deputado Osvaldo Sobrinho vinha demonstrando desejo de pular fora, em meio a...

Jayme incomodado com Flávio em VG

jayme campos 400 curtinha   A candidatura a prefeito de Várzea Grande do empresário Flávio Frical (PSB), principal aposta da oposição, passou a incomodar a família Campos, que apoia o ex-vereador Kalil Baracat, concorrente ao Executivo pelo MDB. Em uma noite que seria de festa, em comemoração...

Acordo com Euclides partiu de Allan

allan kardec 400   Otaviano Pivetta, vice-governador licenciado por 30 dias para cuidar de problemas de saúde, disse que nada tem a ver com o tal acordo "costurado" pelo presidente regional do PDT, deputado Allan Kardec (foto), com Euclides Ribeiro, candidato a senador pelo Avante. Explica que só apresentou Euclides para Allan e...

Família Maia tenta retomar o poder

martha maia 400   O ex-prefeito de Alto Araguaia por quatro vezes, Maia Neto, não entrou na disputa de novo ao Executivo, mas lançou a irmã Martha Maia (foto), cuja filha Sylvia Maia é vereadora. Filiada ao PP, Martha entra como principal candidata da oposição ao prefeito Gustavo Melo, que vai à...

Welinton fará grande ato em Barra

welinton marcos 400 curtinha   Welinton Marcos (foto) lança sua candidatura a prefeito de Barra do Garças, na segunda (28), em um grande ato. Mesmo pelo sistema drive-in, devido à necessidade de adotar medidas sanitárias contra a Covid-19, são esperadas na solenidade cerca de mil pessoas, num espaço amplo,...

Irmão de Riva está na disputa em Juara

priminho riva 400 curtinha   O irmão do ex-deputado José Riva, Priminho Riva (foto), filiado ao PL, será mesmo candidato a prefeito em Juara, posto já ocupado por ele por duas vezes (1997/2004). Priminho pertence a uma famíliade políticos. Além de Riva, que foi prefeito e deputado, é...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.