Últimas

Sexta-Feira, 14 de Setembro de 2007, 08h:59 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

Artigo

Desmoralização das instituições

     Ao longo dos últimos anos, apesar do Brasil não estar vivendo sob um regime de exceção, como aconteceu durante o período militar, o povo brasileiro simplesmente vai perdendo a fé e a confiança, não apenas em seus governantes e na classe política, nas instituições em geral.
     O processo de desmoralização de quase todas instituições, incluindo os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário e outros mais, a longo prazo é extremamente nefasto para a consolidação da democracia e para o desenvolvimento do país.
     Este processo de desmoralização é fruto de práticas corruptas, ineficientes e, acima de tudo, pelo descaso que a elite política e econômica, governantes e gestores públicos, em todos os escalões têm em relação aos anseios, às aspirações e às necessidade do povo brasileiro.
     Para o povo, e isto tem sido constatado em inúmeras pesquisas de opinião pública com muita frequência, este descaso é um verdadeiro soco na cara de cada contribuinte, cada eleitor, de cada consumidor e de cada cidadão ou cidadã.
     O povo paga uma imensa carga tributária e em troca recebe muito pouco em termos de serviços públicos de qualidade. O caos na saúde, a violência, o subemprego, a miséria e outras mazelas são o retrato deste descaso. Mas o pior mesmo é saber que as instituições, principalmente as políticas, acabam se transformando em verdadeiras sinecuras, onde são realizadas negociatas, tendo como moeda de troca verbas orçamentárias, as famosas emendas, a promiscuidade entre empresários e representantes políticos, ocupação de cargos públicos através de indicados e apaniguados, cuja missão maior em vários casos é serem pontas-de-lança para as diversas maracutaias.
     O caso Renan e o que tem acontecido no e com o Senado da República, instituição que no passado gozava de confiança e era constituído por figuras exponenciais de nossa história como um Rui Barbosa e tantos outros, nos últimos tempos tem se caracterizado como um ninho de cobras, chegando ao que o senador Demóstenes Torres disse após a sessão em que 40 companheiros do ínclito senador o absolveram das acusações de quebra de decoro: "Esta casa está mais suja do que pau de galinheiro".
     Em passado recente, Lula, antes de chegar aos píncaros do poder, dizia que no Congresso Nacional havia 300 picaretas. Mais recente, o procurador-geral da República denunciou e o STF acatou denúncia-crime contra 40 mensaleiros, e inclusive algumas pessoas faziam paralelo com o "Ali Babá e os 40 ladrões". Agora surgiram, novamente, 40 ilustres senadores que, aliados a 6 que se acovardaram e ficaram em cima do muro, possibilitaram que Renan Calheiros ficasse livre da guilhotina da cidadania que seria a cassação de seu mandato.
     A quem interessa esta desmoralização do Senado enquanto instituição? Certamente que não interessa nem à democracia, nem ao povo e nem aos Estados. Um Legislativo fraco e desmoralizado interessa a mentes doentias, aos corruptos, aos candidatos a ditadores e a partidos de fachada. Não é por acaso que o Congresso do PT há poucas semanas aprovou a tese de extinguir o Senado, convocar uma Constituinte exclusiva para fazer as reformas políticas, já que o atual Congresso, nesta visão, não tem legitimidade e nem representatividade.
     Finalmente, quem mais ganhou com esta desmoralização do Senado e por tabela de todas as instituições políticas, foi Lula, cuja sede de poder a cada dia se monstra mais desmesurada e que constrói suas alianças através desses processos escusos e coloca o Senado no foco da atenção da opinião pública, reduzindo as críticas ao seu governo e suas pretensões continuístas.
     Muita gente tem falado que estamos vivendo uma escalada golpista por parte do PT e do governo Lula, e para isto, um Senado desmoralizado seria o primeiro passo para ampliar o seu populismo desenfreado!

Juacy da Silva é professor universitário, mestre em sociologia e colaborador de A Gazeta (professorjuacy@yahoo.com.br - Blog www.professorjuacy.zip.net)


Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Nomes do DEM para vereador de VG

pablo 400 curtinha   O DEM do casal Jayme-Lucimar, senador e prefeita, respectivamente, é dono da maior bancada na Câmara de Várzea Grande, com sete dos 21 vereadores. Destes, cinco já estão trabalhando projeto de reeleição, sendo eles Gisa Barros, que era do PSB; Valdemir Bernadino, o Nana; Pedro...

Flerte com candidato de outro partido

selma arruda 400 curtinha   Apesar de estar filiada ao Podemos, a ex-senadora Selma Arruda, que teve o mandato cassado por crimes eleitorais e deixou a cadeira neste ano, continua flertando com o pedetista, empresário e vice-governador Otaviano Pivetta, que não demonstra mais tanto ânimo para continuar com o projeto de disputa...

Joelson e as traições política e familiar

joelson 400   Dos 23 vereadores pela Capital que vão à reeleição, o que mais deve enfrentar dificuldades para obter êxito nas urnas é o sargento Joelson (foto), que aproveitou a janela de março e trocou o PSC pelo Solidariedade. Primeiro, por causa da atuação pífia. Trata-se de um...

Calistro, dúvida à reeleição e Sumaia

sumaia leite 400 curtinha   Jânio Calistro, reeleito para o 2º mandato de vereador em 2016 e como o mais votado em Várzea Grande, com 3.658 votos pelo PSD, se mudou para o DEM dos Campos, mas ainda avalia se vai encarar o teste das urnas deste ano. Ele se mostra um tanto baqueado, após ficar preso por três meses. E...

Grupos convergem para Emanuelzinho

emanuelzinho 400   O jovem deputado federal Emanuelzinho (foto) está cada vez mais empolgado com a possibilidade de disputar a Prefeitura de Várzea Grande. Até se mudou da Capital para a cidade vizinha, onde montou apartamento no Edifício Maktub. Uma das revelações políticas do PTB, Emanuelzinho tem...

Câmara de ROO e pasta de Controle

orestes miraglia 400 curtinha   A Câmara de Rondonópolis deu de ombros para uma decisão do Tribunal de Justiça e, em primeira votação, aprovou mensagem do prefeito Zé do Pátio, criando a secretaria de Transparência Pública e Controle Interno (SETRACI) em...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.