Últimas

Terça-Feira, 17 de Fevereiro de 2009, 14h:02 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:22

POLÊMICA

Deucimar "ajuda" comissionados e irrita efetivos


Jaime Metello, presidente do Sindicato dos Servidores Públicos, exige realização de concurso na Câmara
Foto: Musmê Pecini

   Os servidores da Câmara de Cuiabá estão na bronca com o presidente Deucimar Silva (PP), que alega estar "estudando" a lei que institui o Plano de Cargo, Carreira e Salário (PCCS). Segundo o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos, Jaime Metello, Deucimar estaria negando o PCCS aos efetivos e beneficiando os comissionados, os chamados DAS. "É engraçado que ele (Deucimar) enquadrou os secretários que são cargos de confiança, mas deixou de fora os servidores efetivos". 

   Atualmente, apenas 74 dos 500 servidores da Câmara são concursados, ou seja, 15% do total. Mesmo assim o presidente do legislativo cuiabano afirma que não há prazos para realização de concurso público. O último processo seletivo ocorreu em 1995 durante a gestão do então vereador Carlos Brito. "Vamos colocar a casa em ordem e depois analisar essa questão. Não acho que seja necessário a realização de concurso".

   Na tribuna, os vereadores Lúdio Cabral (PT) , Francisco Vuolo (PR), Lueci Ramos (PSDB), Lutero Ponce (PMDB), Toninho de Souza (PDT) defenderam a implementação imediata do PCCS. Deucimar, por sua vez, argumenta que o projeto é ilegal. Segundo ele é proibido qualquer tipo de aumento salarial à servidores públicos três meses antes ou depois das eleições. "Não estamos falando de elevação de subisídios. Foi realizado o enquadramento da categoria e isso não é ilegal", afirma Metello. A Associação dos Servidores da Câmara já ingressou com mandado de segurança contra Deucimar para que o projeto entre em vigor. "Se ele está pagando os servidores comissionados à partir do novo enquadramento terá que beneficiar a todos". (Patrícia Sanches)


Nomeações publicadas na Gazeta Municipal revelam que comissionados foram enquadrados no novo PCCS

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Alcantara | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Mais uma vez os valorosos funcionários efetivos da Camara Municipal de Cuiabá vão ficar no prejuizo, com seus salários defasados e o pior desde muito tempo. É triste um pai ou uma mãe de familia já quase emtempo de aposentar ter que sobreviver com um salário ridiculo desse onde o órgão que trabalham deveria ser um exemplo de coerencia e de justiça para com seus servidores efetivos. Quem não conhece o Legislativo Cuiabano acha que os servidores daquela casa são todos bem remunerados mais tem que ser explicado a população Cuiabana que só existem na Camara apenas 90 (noventa) ou talvez menos servidores efetivos e que o restante que completa uns 400 são comissionados aisim esses recebem um salário bom. Sr. Presidente faça justiça com esses efetivos que com certeza os netos desses servidores agradecerão quando aposentarem, mesmo não apovando o que o Lutero fez nos ultimos tres meses de seu mandato faça uma nova deliberação para corrigir essa injustiça que cometeram durante todos estes anos com os servidores ESTAVEIS. Obrigado....

  • CLEBER OURIVES DE FIGUEIREDO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    CONVIDO O PRESIDENTE DA CAMARA MUNICIPAL DE CUIABÁ-MT,
    COMO ELEITOR E CIDADÃO DE MATO GROSSO, CUIABANO QUE PAGA OS IMPOSTOS E VIVE EM CUIABÁ HÁ MAIS DE 20 ANOS, QUE O PRESIDENTE ABRA CONCURSO PÚBLICO PARA A CAMARA MUNICIPAL URGENTEMENTE, EMITINDO O EDITAL.
    GRATO,
    ADM.CLEBER

  • Paulo Mattos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O titubeante Deucimar será outra decepção amarga como Presidente do Parlamento Municipal. Este mesmo Parlamento que se caracteriza pela indigência de seus componentes, em qualquer legislatura e que não possui e nunca possuiu a competência exata de desenvolver verdadeiramente as atividades inerentes e de responsabilidade do Vereador. O Parlamento Municipal (nome demasiado pomposo para uma Casa desorganizada e que não cumpre minimamente com as suas finalidades) desde há muitas décadas sofre de um problema insanável: a falta total e desrespeitosa de compromisso de seus integrantes com toda a sociedade, a começar pelos funcionários da Casa. Esses funcionários, dedicados ao funcionamento daquele local, inúmeros deles com uma longa folha de serviços prestados, jamais tiveram seus direitos reconhecidos e nunca apareceu um nobre Vereador, no exercício do mandato ou da Presidência preocupado em proporcionar-lhes as garantias trabalhistas que assegurem o seu futuro como funcionário. O PCCS da Câmara Municipal já deveria existir de há muito tempo. Mas não existe e não há a mínima preocupação para a sua existência, uma vez que a vontade imperativa dos Vereadores é proteger os seus apadrinhados e puxa-sacos, concedendo-lhes benesses que possam solucionar vários problemas, mormentes aqueles de ordem financeira de uma meia dúzia de pessoas. O funcionário da Casa deseja tão somente ver assegurado o seu emprego, o seu salário, a sua futura aposentadoria e outros benefícios legais que certamente advirão de um PCCS decente. Mas não existe preocupação por parte de alguns Vereadores, a começar pelo titubeante Deucimar.
    Nunca os nobres edis se preocuparam com os fatos que merecem preocupação: onde se encontra, onde foi publicado, com quem foi discutido o Código de Ética da Câmara dos Vereadores ? Onde se encontram as Comissões encarregadas por cada Vereador de estudar os problemas da cidade nas áreas de educação,saúde, ambiental, de transportes,de habitação, de saneamento básico, etc, etc, e posteriormente proporem, detectados os problemas, os projetos de leís que beneficiem nossos cidadãos ? Onde estão os projetos de leís sérios que impulsionem o desenvolvimento de nosso município e contribuam com o Prefeito na administração da cidade ? Não existem, porque os nobres Vereadores querem fazer política, querem barganhar cargos, poder, dinheiro. Dá no que está dando. Uma Câmara Municipal composta por alguns elementos que deveriam estar na prisão, por improbidade administrativa, malversação (roubo) do dinheiro público.
    Deucimar, o titubeante, não dará novo formato ao Parlamento Municipal. Não contribuirá para que esse Parlamento se torne um referencial de decência e cumpridor de seus deveres. Continuará como os demais que assumiram a Presidência: sem fazer nada, absolutamente nada, pela moralização da Casa que hoje possui o apelido de Casa de Leis. Uma Casa de Leis que não cumpre as leis. Simplesmente as violam, alguns de seus membros e ex-membros o fazendo criminosamente. Este é o nosso Parlamento. Um circo que custa caro, muito caro, caríssimo para nós, pobres contribuintes.

  • julio augusto de oliveira soares | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Fica difícil acreditar que a atual mesa diretora da câmara fará as mudanças moralisadora da casa,primeiro como nas legislaturas pretéritas o atual presidente teve que confinar os seus pares que o elegeram como se esses não tivessem vontade própria ou fossem facilmente maleáveis e cooptados pela outra chapa,segundo como acreditar que os nobres edis estarão realmente interessados em resolver as diversas mazelas sociais que contaminam o município se desrespeita o direito desses abnegados funcionários diretamente responsáveis para o bom funcionamento da casa,se ouve erro da gestão anterior que eles respondam aos rigores da lei mais não usem esse erro para solapar direitos daqueles que sempre dedicaram ao bom funcionamento da casa,pois a sociedade neste momento deve indagar dos seus representantes,se não cuidam de quem esta dia a dia do lado sera que cuidara daqueles esquecidos da periferia que tanto espera dos seus representantes.Com a palavra o presidente Deucimar que ab-rogou para si e seu colegiado o honroso papel dos guardiães da ética do parlamento cuiabano e a se confirmar o que foi posto pelo nobre representante dos servidores,esse papel nada mais é do que uma casa sobre areia sem nenhuma base e sendo assim logo ela cai, estamos atentos.

  • arthur | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    POIS É PESSOAL, ELE VEIO PRA MORALIZAR.

EP na batalha por vacinas e insumos

emanuel pinheiro 400 O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (foto) entrega nesta segunda (8) PL para a aquisição de vacinas para combate à Covid-19, medicamentos, insumos e equipamentos. O documento foi elaborado pela Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) e será votado na Câmara. Esse é mais um movimento...

Fúrio volta à carga contra secretário

celio furio 400 curtinha Depois de se enganar ao abrir investigação contra o secretário de Saúde Gilberto Figueiredo e ter de pedir desculpas, o promotor Célio Fúrio (foto) voltou à carga. Fúrio entrou na Justiça para que Gilberto seja condenado à perda da função...

TJ e posse em cartórios após 7 anos

maria helena _ curtinha O Tribunal de Justiça, sob Maria Helena (foto), marcou para 31 de março a posse coletiva dos aprovados no concurso para os cartórios extrajudiciais de Mato Grosso. O certame vem se arrastando desde 2013 e foi interrompido diversas vezes por causa de recursos judiciais de concorrentes inconformados com os...

Setores vivem tensão e são castigados

Gilberto Figueiredo Artigo O governo acerta ao estender o horários de funcionamento dos supermercados. Afinal, desde que o decreto entrou em vigor, as filas se multiplicaram pela Capital, aumentando o risco de transmissão do novo coronavírus. Há a expectativa de que novas medidas possam ser tomadas diante do evidente colapso da...

Limpeza e obras no entorno da Arena 

Beto 2x1 400 curtinha   Apesar da Arena Pantanal ser um cartão postal do Estado, o entorno do estádio vive situação crítica com lixo nas ruas, episódios de esgoto à céu aberto e matagal. O secretário estadual de Esporte e Cultura, Beto 2 a 1 (foto), em visita ao Rdnews, assegura que os...

VI de R$ 18 mil garantida na Câmara

juca 400 curtinha A verba indenizatória de R$ 18 mil para os vereadores da Câmara de Cuiabá está garantida, pelo menos por enquanto. Depois de diversas ações judiciais, derrubando a alta indenização por gastos do mandato, os vereadores implantaram o benefício novamente em dezembro. O...