Últimas

Quinta-Feira, 12 de Abril de 2007, 12h:04 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

ARTICULAÇÃO

Dilemário assume vaga na Câmara na próxima 3ª

 Éden toma posse no staff na 2ª, enquanto o secretário de Governo estréia como vereador no dia seguinte 

 

   O ex-sindicalista Dilemário Alencar (PSB) deixa o cargo de secretário de Governo da Prefeitura de Cuiabá para assumir, na próxima terça (17), a cadeira de vereador. Enquanto Alencar sai, o vereador Éden Capistrano entra no staff. Éden toma posse como secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento já na segunda-feira. Os acordos foram fechados com o prefeito Wilson Santos.

   Éden acertou com o prefeito para ficar no Executivo por um ano. Depois retornará à Câmara para concorrer à reeleição. O mesmo ocorrerá em relação a Dilemário, que o substitui no legislativo cuiabano e pretende pleitear, nas urnas de 2008, cadeira de vereador. Éden foi o único a garantir cadeira pelo PSB em 2004. Teve 3.138 votos. Ex-presidente do Sindicato dos Bancários do Estado, Dilemário ficou na primeira suplência com 2.380 votos. Agora, terá a oportunidade de atuar como legislador pela primeira vez.. Antes, pelo PMDB, o atual secretário de Governo concorreu, sem êxito, à vaga de deputado estadual. Até junho, Dilemário deve oficializar sua filiação no PTB.

    O nome de Éden foi indicado pelo Conselho de Ministros Evangélicos (Comec), que controla a pasta do Meio Ambiente desde o início da administração Santos. Antes, o secretário era o também vereador Levi de Andrade.

   Infra-Estrutura

    Wilson Santos estuda agora mudança na pasta de Infra-Estrutura. De um lado, ele decidiu substituir o secretário Andelson Gil do Amaral, que passa a atuar como chefe de Gabinete no Palácio Alencastro. De outro, o prefeito ainda se vê indeciso entre nomear Euclides Santos ou um outro nome ainda mantido em sigilo. Quanto ao nome de Oscar Soares, atual secretário de Trânsito e Transporte Urbano, o prefeito recuou da idéia de remanejá-lo à Infra-Estrutura.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

4 fora da reeleição em Rondonópolis

jailton 400 vereador curtinha   Em Rondonópolis, quatro dos 21 vereadores não devem ir à reeleição, sendo eles Thiago Muniz (DEM), Rodrigo da Zaeli (PSDB), Hélio Pichioni (PSD) e Jailton do Pesque e Pague (foto), do PSDB. Thiago e Rodrigo têm esperanças de concorrer a...

Prefeito apoia vice à briga em Cáceres

eliene liberato 400 curtinha   Francis Maris vai mesmo declarar apoio oficial à pré-candidatura da empresária Eliene Liberato à sucessão em Cáceres. Em público, o prefeito faz mistério para não contrariar outros pretensos candidatos do grupo e que têm esperanças de receber...

Preparando um dos aliados a federal

mauro carvalho 400 curtinha   Embora não comente publicamente, o governador Mauro Mendes está "costurando" acordos políticos com líderes mais próximos, visando não só o pleito de 2020, mas também às eleições gerais de 2022. Em época de busca de projetos e de...

Salvando 1º ano de mandato no cargo

selma arruda 400 curtinha   Embora "sangrando" e com a imagem arranhada, a juíza aposentada e senadora cassada pelo TRE-MT Selma Arruda, que trocou o PSL pelo Podemos, consegue concluir este primeiro de oito anos de mandato. E vai se licenciar nos próximos dias para ceder espaço aquele que financiou a sua campanha,...

Barbudo é menos empreguista de MT

nelson barbudo 400 curtinha   Dos oito deputados federais de MT, o estreante Nelson Barbudo (foto) é o menos "empreguista". Nestes 10 primeiros meses de mandato, ele nomeou no gabinete em Brasília e no escritório político em Cuiabá apenas 15 assessores. Cada gabinete pode ter até 25 secretários...

Rossato quer "minar" reeleição de Ari

dilceu rossato 400 curtinha   Em Sorriso, a capital nacional do agronegócio, a tendência é da disputa à sucessão no próximo ano ficar polarizada entre o prefeito Ari Lafin, do PSDB, e seu antecessor, Dilceu Rossato (foto), hoje filiado ao PSL. Embora se movimente nos bastidores, o deputado Xuxu Dal Molin...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.