Últimas

Sexta-Feira, 30 de Janeiro de 2009, 20h:36 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:22

ELEIÇÃO NA AMM

Disputa acontece pela primeira vez em 20 anos


Dênio Peixoto e Pedro Ferreira travaram embate nesta sexta

   Pela primeira vez em 20 anos, a eleição à presidência da Associação Mato-Grossense dos Municípios (AMM) contou com duas chapas inscritas. O ex-presidente José Aparecido dos Santos, o Cidinho, esteve à frente da entidade por quatro anos, sem qualquer adversário nas disputas. Já a eleição que aclamou o novo presidente Pedro Ferreira, prefeito de Jauru, foi marcada por atrasos e discussões.

   Com mais de duas horas de atraso, nenhum dos 95 prefeitos que estavam presentes na cerimônia sabiam ao certo se haveria eleição realmente ou se Pedro seria aclamado presidente. O prefeito de Várzea Grande, Murilo Domingos (PR), era um dos que estavam "perdidos" em meio à confusão. "Estou aqui como eleitor, mas até agora não sei se haverá eleição. Até ontem estavam falando que não haveria. Hoje resolveram que vai haver. Não sei de nada", disse Murilo.


Dênio Peixoto argumenta contra impugnação de sua chapa

   Entre tantas dúvidas, o adversário de Pedro, Dênio Peixoto, prefeito de Planalto da Serra, anunciou que estava no páreo. Mesmo alegando que havia truculência por parte dos membros da AMM, especialmente do ex-presidente Cidinho, Dênio insistiu. "Ontem retiraram seis nomes da minha chapa. Hoje eu consegui mais seis e já retiraram três deles", disse Dênio, revoltado com a impugnação de sua chapa. "É truculência pura".

   Após o anúncio de que a chapa de Dênio estava impugnada, seu assessor jurídico Plínio Siqueira Neto "jogou as cartas na mesa". Alegou que a Comissão Eleitoral da AMM, sob Farid Tenório, havia ferido o princípio da ampla defesa e do contraditório, não havia entregue em tempo hábil a normatização das eleições e que não julgaram a impugnação da chapa de Dênio. Em meio às alegações, teve até o som de seu microfone cortado a mando de Farid.


Prefeitos aguardam para escolher novo presidente da AMM
Fotos: Lisânia Ghisi

   Sob protestos, o presidente da Comissão resolveu colocar a discussão sobre o direito de Dênio em disputar a vaga. Entre os 95 prefeitos presentes no auditório da AMM, apenas a de Alta Floresta, Maria Izaura Dias (PDT) se manifestou a favor da realização do embate. Mesmo assim, Tenório resolveu dar a chance a Dênio, que no final obteve apenas 12 votos e saiu derrotado do pleito, sob o olhar de diversas autoridades, como do senador Jayme Campos (DEM), dos deputados federais Eliene Lima (PP) e Valtenir Pereira (PSB) e dos estaduais José Riva (PP) e Dilceu Dal Bosco (DEM).

   O prefeito de Cuiabá, Wilson Santos, chegou nada menos que 3 horas atrasado. Sob todos os "holofotes", o tucano fez questão de depositar seu voto. Disse que alertou Dênio sobre a chance de perder. "Eu trabalhei até o último momento para que eles (Dênio e Pedro) se unissem e para que Dênio aceitasse a secretaria-geral da AMM, mas ele não quis. Respeito a coragem dele".

   Dênio, por sua vez, não deu "braço a torcer". Mesmo após sair derrotado, disse que não se arrepende da disputa. "Não me arrependo de forma alguma. Era preciso que um homem quebrasse essa história de que a eleição é sempre por aclamação. Vou voltar ao meu município de cabeça erguida", enfatiza o prefeito de Planalto da Serra. (Flávia Borges)

-------------------------------------

Veja no play momentos da eleição tumultuada da AMM

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • cuiabano | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    esse barulho ai no auditorio da amm , ta pior do que la no sitio qdo as galinhas botão ovo...uma anarquia...

Pode abandona Raye e pune Saggin

sandro saggin curtinha 400   Sandro Saggin (foto) amargou outra derrota em Barra do Garças. Inicialmente, seria candidato a prefeito pelo Podemos. Mas resolveu, por conta própria, levar o partido para uma coligação com partidos de esquerda que lançaram o ex-prefeito Paulo Raye, apoiado pelo PC do B, PT e Pros. A...

Ex-vereador recua para apoiar primo

divino 400 barra do bugres   Ex-vereador, ex-presidente da Câmara e empresário bem sucedido, Chico Guarnieri (PTB) não será candidato a prefeito de Barra do Bugres nas eleições deste ano. Guarnieri, que disputou a prefeitura em 2016, até ensaiou, mas recuou ao ver que o primo, pedetista Doutor Divino...

3 ex-prefeitos viram cabos eleitorais

percival muniz 400 curtinha   Dois candidatos de oposição em Rondonópolis têm ex-prefeitos como principais cabos eleitorais. O empresário Luiz Fernando, o Luizão (Republicanos), conta com apoio de Adilton Sachetti, que já comandou o município e perdeu na tentativa de reeleição, e...

3 candidatos competitivos em Sinop

roberto dorner 400   Apesar da "inflação" de candidatos a prefeito de Sinop, com cinco no páreo, a disputa tende a se acirrar mesmo entre o empresário Roberto Dorner (foto), do Republicanos e apoiado pela prefeita Rosana Martinelli (PL), o ex-prefeito e deputado Juarez Costa, que atraiu 10 partidos para o palanque, e o...

Ex-prefeito no páreo em Alta Floresta

robson silva 400 curtinha   Alta Floresta, uma das cidades pólos do Nortão, tem sete candidatos a prefeito. Um deles é Robson Silva (foto), empresário, ex-prefeito entre 93 e 96 e que concorre pelo MDB, mesmo partido do prefeito Asiel Bezerra, que está encerrando o segundo mandato e se tornou um dos principais...

Vice sinopense quer retornar à Câmara

gilson de oliveira 400 curtinha   O vice-prefeito de Sinop e apresentador de TV, Gilson de Oliveira (foto), resolveu concorrer a vereador, cadeira já ocupada por ele por dois mandatos, o primeiro pelo PSDB, entre 2005 e 2008, e, depois, pelo PSD (2009/2012). Foi candidato a deputado estadual duas vezes (2006 e 2010) e, como suplente da...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.