Últimas

Quarta-Feira, 23 de Dezembro de 2009, 09h:55 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:25

DEFENSORIA PÚBLICA

Djalma autoriza 80 novos cargos; salário é de R$ 3,3 mil

  Com o aval da Assembléia Legislativa e em clima de natal, o defensor-público-geral do Estado Djalma Sabo Mendes criou de uma só vez 80 cargos DAS. Quinze deles serão destinados à área administrativa e outros 65 para bacharéis em Direito. Cada um deles terá salário de R$ 3,3 mil, fazendo com que haja um impacto anual de R$ 4,3 milhões na folha de pagamento. Em 2009, segundo Djalma, foram gastos R$ 27 milhões no pagamento de salários. Já em 2010 serão R$ 31,3 milhões. “São cargos que vão auxiliar o defensor no interior. A demanda vem aumentando cada vez mais e precisamos atender a população”, justifica o defensor-público-geral.

  A defensoria atua nas em 67 das 79 comarcas existentes em Mato Grosso. São 117 defensores e 41 técnicos. Cabe à Defensoria oferecer defesa às pessoas que não têm condições de pagar um advogado. O orçamento do órgão em 2009 foi de R$ 36 milhões. Para 2010 estão previstos R$ 48 milhões, o que significa 33% a mais. “Acredito que tivemos muitos avanços durante este ano. A Defensoria conseguiu ajudar mais pessoas e agora poderemos atender ainda melhor a nossa demanda”, avaliou Djalma. Ao ser perguntado sobre a criação de cargos DAS em vez de realizar concurso, ele explica que a decisão foi tomada porque tratam-se de cargos de confiança. (Patrícia Sanches)

Postar um novo comentário

Comentários (15)

  • Magda Garcia | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Tem que criar cargos comissionados mesmo, esse negócio de somente concurso, é balela. Quem mais trabalha nos orgão públicos, são os comissinados, não tem direito a nada, a unica coisa que tem direito é trabalhar muito. Quanto aos concursados, gosta é de ficar na internet, trabalha pouco, sempre estudando para o próximo concurso. Num orgão público, com 50% do efetivo, se todos trabalhassem, funcionaria muito bem. parabéns.O caminho é por ai.. sangue novo.

  • Ana | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    parabéns ao Defensor Geral que está conseguindo mudar o perfil da Defensoria Pública no Estado de Mato Grosso. Já está na hora dos governantes olharem com mais carinho para essa instituição que luta para garantir os direitos da população matogrossense.

  • Camila | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Já precisei recorrer a Defensoria Pública e lá tive a certeza da importância desse órgão. Como contribuinte só espero que a atual admistração mantenha o foco sendo norteada pela moral e capacidade de defender os direitos da população sem visar benefícios próprios. Sabemos da necessidade de continuar a luta pelo crescimeto da instituição que hoje é dotada de membros que contribuem para a formação de uma sociedade mais justa e humana. Está ai um órgão público que nada tem a esconder da sociedade!!! Como Matogrossense QUERO ACREDITAR nas mudanças desse ESTADO!!!

  • AUM | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Danton | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A defensoria tem explicação para os cargos de DAS, em que pese que poderiam ser providos mediante concurso público, obedecendo assim o princípio da impessoalidade. E os cargos criados no TCE-MT, qual é a justificativa apresentada

  • IZA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    gente a questão não é a criação ou não de cargo DAS o que importa agora é o atendimento a população que merece ser atendida com qualidade o mais rápido possível. E outra, cargo DAS por cargo DAS É SÓ AVALIAR A QUANTAS ANDA A FOLHA DE PAGAMENTO DO MINISTÉRIO PÚBLICO E TRIBUNAL DE JUSTIÇA. AGORA O CARO INTERNAUTA IMPLICAR LOGO COM A DEFENSORIA QUE É PEIXE PEQUENO. ASSIM É COVARDIA!!!!

  • rafael Teodoro de Melo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O serviço público deve ter suas vagas preenchida por concursos público, mas virou uma farra para colocar pessoa apadrinhadas tanto nos ultimos anos.
    Tem Orgãos Públicos existem menos funcionário efetivo (concursado) do que os tercerizados e DAS.
    Quantidade de funcionário que não é de carreira vem aumentando nos ultimos anos tanto a nível federal como estadual, isso contrariando a constituição federal e niguem toma providência. A justiça é cega realmente

  • Jefersonss | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Bem, a Defensoria Pública do Estado de Mato Grosso está de parabens pelo trabalho desempenhado no ano de 2009, principalmente, nas cidades em que conheco a realiadade, que são as do Pólo Cáceres. Ora, torna-se mais do que justo que os Defensores Públicos tenham direito a cargos privativos de bacharelado, visto que atualmente seu trabalho vem aumentando, e na maioria das vezes só trabalham com estagiários, necessitando de uma mão de obra mais qualificada.
    assim, sou totalmente a favor dos cargos criagos pela Defensoria, e que os comissionados que ainda irão tomar posse, que assumam com dignidade seu cargo, e tenha o pleno conhecimento que seu cargo é de confiança e não de aliança, o qual poderá a qualquer momento ser exonerado. abraços. e boa sorte no ano de 2010.

  • Paulo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Tenho do realmente é dos defensores que atuam na capital, tem somente um estagiario para lhe auxiliar, enquanto um promotor tem dois assessores e cinco estagiarios cada, e os magistrados tem tres assessores e uma penca de estagiarios, isso é uma vergonha.
    Sem contar que os defensores ganham metade do salário dos promoteres e juizes, e ainda tem gente que critica os trabalho dos defensores, gostaria de saber se tem algum advogado que consegue tomar conta de 900 processos sozinho sem ajuda de um assessor se quer, e ainda assim fazer audiencias?
    Pois é esse o numero médio de processos que cada Defensor tem sobre sua tutela nas varas especializadas em familia e socessoes.

  • Papai Noel | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

Mauro e vitórias na briga de decretos

mauro mendes 400 A estratégia do governador Mauro Mendes (foto) de articular com os Poderes a edição do decreto de toque de recolher vem dando frutos. O governo publicou decreto impondo toque de recolher das 21h às 5h, com fechamento do comércio às 19h. O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, discordou e fez...

Prefeito é intubado e pode ir para SP

Prefeito de Tapurah Carlos Alberto Capeletti   É grave o quadro de saúde do prefeito de Tapurah (432 km de Cuiabá), Carlos Alberto Capeletti (PSD). Após piora, ele precisou ser intubado nesta quinta (4). Foi internado na terça (2), após testar positivo para Covid-19, em uma UTI no Hospital 13 de Maio, em...

Setasc doou 330 mil cestas básícas

Rosamaria 400 curtinha   A Secretaria Estadual de Assistência Social e Cidadania (Setasc), sob Rosamaria de Carvalho (foto), já entregou mais de 330 mil cestas básicas desde o inicio da pandemia, sendo 110 mil em Cuiabá e Várzea Grande. E como assistência social foi considerada como serviço essencial,...

Interinos ficam sem cargos no TCE

jose carlos novelli 400 curtinha   Com o retorno dos conselheiros do TCE, Antonio Joaquim e José Carlos Novelli (foto), dois substitutos perderam os postos não apenas nas relatorias, como também ficam sem os cargos na gestão. É o caso de Isaías Lopes da Cunha, que deixou de ser ouvidor-geral, sendo...

MT perde José Afonso Portocarrero

portocarrero-400   Morreu nessa quarta  (3), aos 93 anos, José Afonso Portocarrero (foto). O ex-presidente dos extintos  Banco do Estado de Mato Grosso (Bemat)  e Loteria do Estado de Mato Grosso (Lemat)  morreu de causas naturais. Viúvo, deixa quatro filhos.  Na vida profissional, foi o responsável...

Secretários filiados e sem pretensões

Beto 2x1 400 curtinha   Presidente do DEM em Cuiabá, o secretário estadual de Cultura, Esporte e Lazer, Alberto Machado, o Beto 2 x 1 (foto), disse, em visita ao Rdnews, quando concedeu entrevista à tvweb RDTV, que alguns colegas secretários estão filiados ao partido, mas isso não significa que eles...