Últimas

Terça-Feira, 20 de Fevereiro de 2007, 09h:06 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Artigo

E ainda fazem Carnaval?

   O jornalista Diogo Mainardi, em Veja desta semana, discorre sobre o carnaval e da omissão do governo Lula diante da violência. Confira reprodução abaixo.

   "O que é isso? Tem gente sambando na ruas
do Rio? As mesmas ruas pelas quais arrastaram
aquele menino de 6 anos? A primeira medida
a ser tomada pelo poder público deveria ter
sido cancelar o Carnaval, decretando luto oficial"

   Dum. Dum-Dum. Dum Dum-Dum Dum-Dum. O que é isso? Tem gente sambando nas ruas do Rio de Janeiro? As mesmas ruas pelas quais os assassinos arrastaram aquele menino de 6 anos? A primeira medida a ser tomada pelo poder público deveria ter sido cancelar o Carnaval, decretando luto oficial.

    Lula comentou o crime:

    – Isso não está no racional da humanidade e do mundo animal. Está no irracional da humanidade e do mundo animal.

     Lula tem o direito de achar que seu cachorro Galego é mais racional do que qualquer um de seus ministros. Acredito que seja mesmo. O que ninguém pode aceitar é que ele transforme em chanchada uma tragédia desse tamanho. Ele degrada a morte do menino carioca com suas galhofas momescas.

    Depois de discorrer sobre a origem do mal no mundo animal, como uma Hannah Arendt dos quadrúpedes, Lula recomendou que os parlamentares agissem com "cautela", com "serenidade", ignorando o clamor popular e o clima "passional" que se criou em torno do episódio. Isso significa que deputados federais e senadores podem fazer um pouco de jogo de cena agora, propondo medidas contra a criminalidade, mas, assim que a morte do menino sair do noticiário, tudo voltará a ser rigorosamente como antes. Desde que Lula foi eleito, cerca de 200.000 pessoas foram assassinadas no Brasil. Uma a mais, uma a menos, tanto faz.

    Uma das propostas que Lula rejeitou foi diminuir a maioridade penal para 16 anos. Está certo. Melhor diminuí-la para 14 anos. Ou 10. Ou 7. Mas o fato é outro. Dos cinco acusados pela morte do menino carioca, só um era menor de idade. A gente precisa prender os menores de idade. A gente precisa prender também os maiores de idade. E sobretudo: impedir que eles sejam soltos.

    Os criminalistas do petismo argumentam que é bobagem aumentar o tempo de cadeia dos bandidos. O que realmente conta, segundo eles, é que um criminoso tenha a certeza de que será pego. Isso é uma afronta à memória do menino assassinado. O chefe da quadrilha que cometeu o crime foi preso seis vezes nos últimos anos, e em todas elas o sistema judicial o soltou. Antes e depois que ele atingisse a maioridade. Quando ocorreu o crime, o petismo imediatamente responsabilizou a polícia. Ela merece ser responsabilizada porque tem antecedentes de roubo, achaque e morte. Mas no caso do menino assassinado a polícia fez e refez seu trabalho direitinho, oferecendo a certeza de que o criminoso seria capturado. Aplauso para a polícia. A falha foi do Código Penal, que libertou um condenado que tinha de continuar na cadeia.

    A única resposta que poderíamos dar ao menino assassinado seria prender a bandidagem por mais tempo, abolindo a liberdade condicional e torpedeando o instituto da progressividade da pena, tanto para os crimes hediondos quanto para os crimes comuns. Crime é crime: todos devem ser punidos com o mesmo rigor. Se o chefe da quadrilha que roubou o carro tivesse ficado na cadeia até o fim de sua última pena, o menino ainda estaria vivo. Mas essa é uma causa perdida. O cachorro Galego é contrário. E é ele quem manda. Dum Dum-Dum Dum-Dum.

Diogo Mainardi é jornalista

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Lúdio desiste e PT perde com Barranco

ludio cabral 400 curtinha   O deputado Lúdio Cabral (foto) estava se movimentando para tentar convencer o PT a lançá-lo ao Senado, por aclamação, e ainda instigar o diretório estadual a buscar recursos junto à Nacional para a campanha. Mas o tiro saiu pela culatra. O guru do partido no Estado,...

Carta de Abicalil cita traição de Lúdio

carlos abicalil 400 curtinha   Carlos Abicalil (foto), ex-federal e hoje assessor do deputado Valdir Barranco, demonstra até hoje estar "atravessado" com Lúdio Cabral por causa da traição política de 2010. Na época, mesmo o PT o tendo lançado ao Senado, Lúdio, ex-vereador por Cuiabá e...

Júlio apoiou Bolsonaro pra varrer o PT

julio campos 400 curtinha   Júlio Campos (foto), pré-candidato a senador pelo DEM, diz que em 2018 não só votou em Bolsonaro, como participou de carreata e vestiu camisa com as cores verde e amarela em apoio à candidatura do capitão. Lembra que estava convicto naquele momento de que era preciso varrer o PT...

Já com apoio de mais de 50 prefeitos

otaviano pivetta 400 curtinha   Otaviano Pivetta (foto) não para nas articulações políticas. E, se apoio elevado de prefeitos vier a ser decisivo, ele será eleito senador na suplementar de 26 de abril. Dos 141 gestores municipais do Estado, mais de 50 já anunciaram que estarão no palanque do...

Grupo de EP e Kleber pra marketing

kleber lima 400 curtinha   O grupo do prefeito Emanuel Pinheiro decidiu abrir diálogo com o jornalista e marqueteiro Kleber Lima (foto), visando o pleito de outubro. Não há mais resistência a uma possível contratação de Kleber, independente de quem o grupo lançar ao Palácio Alencastro,...

Prefeito coloca secretarias em alerta

emanuel pinheiro 400 curtinha   O prefeito Emanuel Pinheiro (foto) colocou em estado de alerta a Defesa Civil e as secretarias municipais de Obras e Serviços Urbanos por causa da chuva torrencial que caiu neste sábado em Cuiabá. Em vários locais, inclusive na região central, como em frente à praça...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.