Últimas

Domingo, 18 de Março de 2007, 10h:16 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

RONDONÓPOLIS

É hora de abaixar cabeça e trabalhar, diz prefeito

Sachetti não comenta pesquisa Mark e critica virtual adversário de 2008 

    "Não é hora de se discutir eleições, que vão acontecer daqui a um ano e meio", disse o prefeito rondonopolitano Adilton Sachetti (PR), diante dos números da pesquisa Mark, na qual aparece em grande desvantagem para o deputado estadual Zé Carlos do Pátio (PMDB). Se as eleições fossem hoje, Sachetti, um dos principais aliados do governador Blairo Maggi, não seria reeleito.

  Nas 14 simulações estimuladas, o prefeito surge com percentuais entre 25% e 32%, dependendo dos eventuais concorrentes. Já o peemedebista Pátio, que ficou em terceiro lugar em 2004, figura com 42% a 59%. Na espontânea, Sachetti também está em segundo lugar, com 16,2%, enquanto Pátio detém 25,3%.

   Para Adilton Sachetti, os números podem refletir o momento, mas observa que até outubro do próximo ano, muita coisa vai acontecer. "O pessoal saiu da eleição agora. O momento é de abaixar a cabeça e resolver os problemas da cidade que são poucos. Não dá para mudar esse foco". Sachetti observa que só vai discutir o processo eleitoral a partir de abril do próximo ano.

  Questionado sobre as críticas de Zé do Pátio, segundo as quais a atual gestão é desarticulada, fechada para o diálogo e tem aumentado impostos, o prefeito reage, sem citar nomes: "Existem alguns políticos que não estão preocupados com a população, só com a vida e sobrevida deles". Enfatizou, quanto às chamadas medidas antipopulares, como de aumento de tarifa de água, que "sobre certas coisas é preciso tomar atitude sem levar em consideração o componente político-eleitoral'. "Não dá para ficar dando volta no toco. Tem que tomar providências".

   Adilton Sachetti, que comanda a segunda economia no ranking estadual no estilo mais técnico que político, disse que Pátio precisa tomar mais conhecimento das ações da gestão em Rondonópolis antes de fazer qualquer crítica. "Ele (Pátio) não está aqui. Ele veio fazer uma audiência pública, propondo solução para tudo, mas esqueceu que, para isso, é preciso dinheiro".

   O prefeito contestou a tese de desarticulado. Assegura que somente no orçamento deste ano já foram feitos contratos para aplicação de R$ 60 milhões em projetos. Desse montante, R$ 10,7 milhões são de emendas do deputado federal Wellington Fagundes (PR) e R$ 3,9 milhões da ex-deputada Teté Bezerra (PMDB). O restante é oriundo de financiamentos obtidos pelo próprio prefeito junto ao governo federal. "Não são justas essas críticas. Ele (Pátio) nem sabe os números da prefeitura".

    Composição

    Sobre os comentários do ex-aliado e antecessor, deputado Percival Muniz (PPS) que, desde já, rejeita uma aliança para 2008, o prefeito Sachetti comenta: "A gente não pode dizer que dessa água nunca beberei. Não sei o que pode acontecer. Não vou deixar ninguém de fora porque daqui a pouco tem rearranjos políticos, provocando novas composições".

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Jornalistas lançam 1º Anuário Jurídico

antonielle_curtinhas   O site Ponto na Curva e o Animus Centro Empresarial lançam em maio o primeiro Anuário Jurídico de Mato Grosso. A publicação, que é inédita no Estado, é conduzida pelas jornalistas e advogadas Antonielle Costa (foto) e Débora Pinho. A ideia é dar destaque a...

Ao Senado e com apoio de Bolsonaro

jose medeiros 400 curtinha   Com o apoio garantido por Bolsonaro, José Medeiros dá um passo largo rumo ao Senado, já nesta fase de pré-campanha. Entusiasmado, ele marcou a convenção do Podemos para 12 de março. De um lado, o ex-senador e hoje federal entra no rol dos mais cotados por causa do peso do...

EP, macumba e pedido de desculpa

emanuel pinheiro 400 curtinha   Emanuel Pinheiro (foto) admite ter sido infeliz ao usar o termo macumba quando se referiu à atuação e torcida de vereadores da oposição para seu governo não conseguir empréstimo de US$ 115 milhões para fazer investimentos. E citou que um deles teria feito...

Apoio entre opositores é pura falsidade

diego guimaraes 400 curtinha   O tão propagado apoio político recíproco entre os vereadores de oposição em Cuiabá, principalmente em relação ao futuro cassado Abílio Júnior, não é verdadeiro. Todos são concorrentes entre si. Tentam viabilizar suas...

Joaninha se afasta da Câmara de Sinop

joaninha 400 sinop vereador curtinha   O vereador por Sinop Joaninha (MDB), conforme a coluna Curtinhas adiantou, se licenciou do cargo por 60 dias para se recuperar do acidente que sofreu durante manobra na Competição Duelo de Motos, em Atibaia (SP). Enquanto isso, o suplente Mauro Garcia (MDB), ex-secretário de...

Manifestação de apoio deles para ele

elizeu nascimento 400 curtinha   Mesmo com o apoio dos deputados Elizeu Nascimento (foto), Xuxu Dalmolin e Ulysses Moraes que levaram até assessores, em pleno horário de expediente, a manifestação pró-Abílio na Câmara de Cuiabá foi considerada fraca. Investigado por quebra de decoro...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.