Últimas

Segunda-Feira, 28 de Abril de 2008, 07h:55 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:20

ARTICULAÇÃO

Éder cria Comitê para se "autoblindar" na Sefaz

  O secretário de Estado de Fazenda, executivo Éder de Moraes Dias, se "autoblindou". Criou um trunfo administrativo para se precaver de eventual esquema de irregularidades ou escândalo político. Por precaução, instituiu o Comitê de Conformidade para dar celeridade e organizar o trâmite de documentos. Agora, Éder só assina documento após aval do corpo administrativo. Dependendo da situação, o documento pode ter até 9 assinaturas.

   Éder quer até que os processos decisórios no gabinete de direção superior tenham carimbo de todo o Comitê, uma forma de avaliar a legalidade e a efetividade dos atos administrativos. Dessa forma, o secretário consegue monitorar, deliberar e garantir o processo de legalidade, conforme estabelece a Portaria  005, de 2008. O fluxo de documentos a serem assinados pelo gabinete, ressalvados os casos de delegação formal regulados por portaria ou outro ato administrativo específico, deve seguir trâmite para análise e distribuição por meio da chefia de gabinete, cabendo aos servidores de apoio administrativo do gabinete de direção superior e assessores o cumprimento à regra.

   Estabelece também que os secretários-adjuntos e a Secretaria Executiva do Núcleo Jurídico e Fazendário adotem medidas de controle e análise prévia de todos os atos, em especial das minutas de legislações pertinentes a cada área, apontando assinatura autorizativa para efetivação do trâmite ao gabinete do secretário.

   A medida deve ser aplicada também aos termos de cooperação, convênios e outros instrumentos legais para efetivação de parcerias institucionais que envolvam a Gestão Sistêmica da Sefaz. Cabe ao chefe de gabinete a convalidação e, caso preciso, solicitar a homologação dos atos administrativos à Assessoria Jurídica ou à Procuradoria-Geral do Estado.

   Equipe

   O Comitê é composto por 8 pessoas. São elas: Benedito Nery Guarim Strobel (secretário-executivo do Núcleo Jurídico e Fazendário), Marcel de Cursi (adjunto da Receita Pública), Edmilson José dos Santos (adjunto do Tesouro Estadual), Jorge Merquíades de Magalhães (chefe de gabinete), Vivaldo Lopes e Altino Satiro dos Reis (assessores especiais), Romes Júlio Tomaz (procurador do Estado) e Maria Célia de Oliveira (superintendente de Normas da Receita Pública).

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Fernando de Souza | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse Éder não é nem um pouco bobo. Não quer assumir os pepinos sozinho, ainda mais numa vespeiro que é a secretaria de Fazenda

  • marcelo sabino | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O EDER MORAES É UM GESTOR PRECAVIDO , ESTÁ SE RESGUARDANDO DE FUTUROS PROBLEMAS DIVIDINDO RESPONSABILIDADES COM TODO O CORPO DIRETIVO DA SEFAZ. LOGO SE VÊ QUE ELE SABE DAS COISAS E QUE O BLAIRO ACERTOU NA ESCOLHA , ESSE ÉDER SÓ TEM A CARA DE BOBO.
    PARABENS PELA INICIATIVA QUE DEVERIA SER MODELO PARA TODOS OS GESTORES ESTADUAIS.

  • Adriano | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Uma atitude que só deve ser louvada.
    Somente um gestor moderno e com visão tomaria uma atitude desta.
    Anotem aí: o tal Éder vai longe.

  • ELEITOR | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ESSE ÉDER FAZ DE TUDO PARA CRIAR FATOS NOVOS E FICAR NA MÍDIA - ESSA HISTÓRIA DE BLINDAGEM - BUROCRATIZAÇÃO DA ROTINA É ATRASO NA GESTÃO. QUEM SE DIZ MODERNO TEM QUE TRABALHAR COM TRANSPARENCIA E DELEGAÇÃO DE COMPETENCIA E COBRAR RESULTADOS EFETIVOS.
    QUANTO A SEFAZ ESTIVER ATOLADO DE PROCESSOS, ATRASANDO PAGAMENTOS DE FORNECEDORES E CRIANDO VERDADEIROS MONSTRENGOS ADMINISTRATIVOS POR CONTA DESSA GESTÃO BURRA AÍ VAI CAIR A FICHA DA EQUIPE. DÁ DÓ SABER QUE TEM UMA BANDO DE PUXA SACOS QUE NÃO ENSINAM ESSE RAPAZ A TRABALHAR DIREITO. QUEM É VIVALDO PRÁ DAR RECEITA DE GESTÃO (ELE LEVOU FRANÇA PRO BURACO) - E OS OUTROS ASSESSORES - FIZERAM UMA DUZIA DE CURSOS, CAPACITAÇÕES E NÃO APRENDERAM NADA. ETA SEFAZ...
    ESCREVE E DEPOIS COBRA ESSA: QUANTO A EQUIPE DE FALCONI - QUE FOI CONTRATADO PARA ARRUMAR A CASA - TOMAR CONHECIMENTO DESSA BURRICE - ELES VÃO DAR GARGALHADAS E RECOMENDAR ACABAR COM ISSO.
    GESTÃO MODERNA É: TRANSPARENCIA, DELEGAÇÃO, METAS, RESULTADOS. QUEM SE BLINDA TÁ ESCONDENDO ALGUMA COISA - TÁ SE PRECAVENDO DE ALGUMA CAGADA.
    DEPOIS CONFERE.

Novo ensaio do privilegiado Neurilan

neurilan fraga 400   Neurilan Fraga (foto) transformou mesmo a AMM não apenas num cabide de emprego, mas numa entidade para, em alguns casos, atender a seus interesses pessoais. Ali, investido no cargo de presidente, inclusive já pelo quarto mandato, mesmo não sendo mais prefeito, ele se articula politicamente o tempo todo....

Dobradinha no Podemos pela reeleição

claudinei 400 curtinha   Eleito deputado na onda Bolsonaro, o delegado de Polícia Claudinei de Souza Lopes (foto) resolveu deixar o PSL e vai se abrigar no Podemos. Sonha com a reeleição. Sua estratégia é trabalhar o que se chama de dobradinha eleitoral com o deputado federal José Medeiros, especialmente em...

Valtenir atrai lideranças para o MDB

valtenir pereira 400   Mesmo sem mandato eletivo, o ex-vereador pela Capital e ex-deputado federal Valtenir Pereira (foto) continua se articulando nos bastidores, agora pelo fortalecimento do seu partido, o MDB. Ele está convencendo algumas lideranças a se filiar na legenda emedebista. Dois líderes são prefeitos...

Chefe do Escritório de ROO em Cuiabá

mario marques 400 curtinha   O prefeito de Rondonópolis, Zé do Pátio, que iniciou neste mês o 3º mandato, mantém como parte da estrutura da administração um cargo de chefe do Escritório de Representação do município na Capital. E Pátio nomeou para esta...

Prefeito cria comitê pra debater modal

emanuel pinheiro 400 curtinha   Mesmo o governador Mauro Mendes já tendo anunciado que vai implantar o BRT na Região Metropolitana, em detrimento do VLT, o prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro (foto) criou um comitê de análise técnica para, segundo ele, definir o modal de transporte para a região. Emanuel...

Desembargadores recebem 6 auxílios

maria helena povoas 400   O Tribunal de Justiça de MT, presidido pela desembargadora Maria Helena Póvoas (foto), vai pagar uma série de direitos e vantagens que "engordam" substancialmente o subsídio de seus magistrados e que foram programados pelo ex-presidente Carlos Alberto para liberá-los no orçamento...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.