Últimas

Segunda-Feira, 02 de Julho de 2007, 00h:00 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

EXECUTIVO

Eder inicia viagem para negociar dívida pública

  O governador Blairo Maggi já assinou o ato que autoriza o presidente da Agência de Fomento do Estado, Eder de Moraes Dias, a se ausentar do país a partir desta quinta (5). Ele assumiu a missão de intermediar com bancos e fundos internacionais a privatização da dívida pública de Mato Grosso junto à União. Trata-se de um passivo de R$ 5,1 bilhões. As negociações preliminares com instituições financeiras nacionais e internacionais para alongamento da dívida estão sob análise do Ministério da Fazenda.

    No roteiro do interlocutor do governo estão Zurique, a maior cidade da Suiça, Pequim (China), Londres (Inglaterra), além de Japão e Estados Unidos. Eder inicia a viagem na quinta por Portugal, onde se reunirá com representantes de mercados emergentes mundiais. Nesta primeira etapa, a missão oficial se estende até o dia 10. As viagens de Eder não trazem ônus para o Estado. Serão bancadas pela iniciativa privada.

   A estratégia de Maggi é, em poder de propostas concretas da iniciativa privada sobre a cessão da dívida junto à União, procurar o presidente Lula para pedir a rolagem da amortização do passivo de 2027 para 2047. Acredita que está encontrando um mecanismo interessante para ampliar o poder de investimentos, pois hoje a dívida pública engole 23% da arrecadação do Estado. São R$ 650 milhões pagos anualmente.

  Eder está empolgado pelo fato de haver interesse de vários investidores na proposta. Ele explica que, a partir da privatização, as instituições financeiras assumiriam o pagamento à União, enquanto o Estado teria para si a vantagem de carência de dois ou três anos para o início do repasse ao credor, com taxa de juros menor que a atual. A expectativa do governo é que consiga, no fechar das negociações, um abate de R$ 300 milhões ao ano em desembolsos. O valor economizado será convertido a um fundo para obras em infra-estrutura.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

DEM "esconde" candidatos a vereador

beto 2 a 1 400 curtinha   O presidente do DEM em Cuiabá, Beto 2 a 1 (foto), secretário estadual de Governo, faz mistério sobre a chapa que está sendo montada para concorrer a vagas na Câmara de Cuiabá. Não esconde apenas o nome do vereador Marcelo Bussiki que, em março, deixa o PSB aproveitando...

Fávero e peso político em novo partido

silvio favero 400   A definição pelo presidente Jair Bolsonaro para que Silvio Fávero conduza a Comissão Provisória em MT da Aliança pelo Brasil, partido que só será criado oficialmente no próximo ano ou em 2021, representa peso político importante para o deputado de primeiro...

Prefeito estoura limite e TCE faz vetos

francis maris 400 curtinha   No sétimo e penúltimo ano de mandato, o prefeito cacerense Francis Maris (foto) segue na mesma toada, de que a administração precisa continuar "enxugando" a máquina, embora já tenha conseguido o equilíbrio fiscal e que quem o suceder receberá uma gestão...

Vice muda de partido e vai a prefeito

leandro felix 400 curtinha   O vice-prefeito de Nova Mutum e primeiro-suplente de deputado estadual, Leandro Félix (foto), pretende deixar o DC. Deve se filiar no Podemos ou no PRB. Vai depender da orientação política dos irmãos Adriano (Podemos) e Otaviano Pivetta (PDT), respectivamente, prefeito de Mutum e...

Câmara só regulamenta salário de EP

misael partido 400 curtinha   Ao fixar o salário do prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro em R$ 27 mil, a Câmara de Cuiabá, sob Misael Galvão (foto) não aumenta o subsídio de Emanuel de imediato, mas sim regulamenta o valor que já era pago desde dezembro de 2018. O imbróglio começou...

R$ 71 mi já estão reservados para 13º

rogerio gallo 400 curtinha   Após os primeiros meses de "choradeira", pintando cenário do caos financeiro e administrativo, o governo estadual consegue, pela primeira vez neste 2019, fechar o mês com recurso provisionado para pagar o 13º dos cerca de 100 mil servidores. O secretário de Fazenda, Rogerio Gallo (foto),...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.