Últimas

Quarta-Feira, 24 de Março de 2010, 16h:36 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:25

EXECUTIVO

Eder reabre negociações com servidores da área instrumental

Eder reabre negociações com servidores da área instrumental

   Os servidores estaduais da área instrumental do governo encerraram a paralisação após o encontro com o secretário de Fazenda Eder Moraes, na manhã desta quarta (24), no auditório da Fecomércio. Representando o governador Blairo Maggi (PR) e o vice Silval Barbosa (PMDB), que assume o comando do Executivo no próximo dia 1º, Eder sinalizou a possibilidade de acordo, mas ponderou que todas as reivindicações do grupo deverão ser atendidas parceladamente.

   O secretário disse que o orçamento previsto para 2010 permite o reajuste salarial, mas alertou para as dificuldades do Executivo em atender todas as exigências da categoria. Ao tocar nesse ponto delicado, Eder elencou reivindicações de servidores das demais áreas do governo, feitas no decorrer de 2009. Ele citou como exemplo a solicitação de revisão salarial pelos servidores da pasta da Saúde, considerado um dos maiores grupos na folha de pagamento do Executivo estadual. Também evidenciou solicitação de revisão de salário do Grupo TAF (Tributação, Arrecadação e Fiscalização). A cautela com os recursos para subsídios também está relacionada ao impacto orçamentário que o governo terá com a promessa de, ainda em 2010, convocar 6,5 mil aprovados em concurso. O certame foi realizado este ano e tem a previsão de chamar, ao todo, 10 mil novos servidores.

   O governo argumenta que há três anos vem cumprindo a política de reposição da inflação medida pelo IGPM (Índice Geral de Preços do Mercado) somados a 4% de aumento real, pagos em 2008, 2009 e com reposição já prevista para vigorar a partir de maio de 2010. Também reforça que no ano passado, o aumento foi de 10,64% e que neste ano já se fala em 10,48%. Os dirigentes do Sindicato dos Servidores da Área Instrumental do Governo (Sinpaig) estão reunidos nesta tarde, formatando a contraposta ao governo. Ainda hoje, os líderes sindicais devem se reunir com o secretário de Administração, Geraldo De Vitto, e o deputado estadual Hermínio J. Barreto. O procurador-geral do Estado Dorgival Veras de Carvalho acompanhará as discussões  previstas para ocorrerem na SAD.

  De Vitto é apontado pelos servidores como o mais resistente a atender as solicitações. Porém, o governador Blairo Maggi teria pedido ao secretário que abra a mesa de negociação mais "disposto" a para elaborar um plano de reestruturação que atenda os dois lados: a estrutura orçamentária e os funcionários públicos. O republicano também quer evitar polêmica dentro de seu mandato e na gestão de Silval Barbosa, a qual apoia.

   Já Barreto, como membro da base de sustentação do governo na Assembleia, está incumbido de repassar o resultado da negociação aos demais parlamentares. Seu dever é colocar o consenso na pauta de votações do Legislativo para que seja analisada em plenário ainda nesta semana. O prazo de implantação do plano para este ano termina na sexta (26), em decorrência da Lei de Responsabilidade Fiscal e do período eleitoral.

   Os servidores que promoveram movimento de paralisação no térreo do Palácio Paiaguás nesta última terça - leia mais aqui -, têm, por exemplo, a função de cuidar da folha de pagamento de todos os servidores, de elaborar o orçamento, gerir patrimônio e almoxarifado, monitorar a Lei de Responsabilidade Fiscal e oferecer suporte ao setor de Arrecadação. São cerca de mil servidores que exigem revisão salarial além do já oferecido.

Postar um novo comentário

Comentários (10)

  • PROFESSOR REVOLTADO! | Sexta-Feira, 26 de Março de 2010, 10h26
    0
    0

    Mais desfavorecidos que os professores da SEDUC? Tá brincando! Ano passado recebemos reajuste de 8,2% enquanto que todos, digo, TODOS os outros funcionários 10,4%. Este ano novamente, nós professores vamos minguar com 8,11% e OUTROS funcionários 10,4%. Esse governo nunca gostou da educação, só se preocupou com reforma e construção, mas os recurso humanos, ficou a desejar! Hoje um professor com NÍVEL SUPERIOR, ganha a merreca de R$ 1575,00 e nem mais nem menos e nem verba indenizatória que outras categorias ganham. Diz aí, quanto que ganha um funcionário com nível superior da SAD? E o nosso PCCS? UMA VERGONHA. Quando tomamos posse, aqui na educação só subimos de nivel depois do estagio probatório, mesmo que o professor tenha doutorado, vai receber a merreca (R$1575) durante três anos. Será que esses "desfavorecidos" passam por isso? Por isso que estou cada vez mais com nojo da educação em nosso país e desse governo! Não acredito em mudanças! Quem deve mudar somos nós e deixar de ser professor.

  • AAIG | Quinta-Feira, 25 de Março de 2010, 15h23
    0
    0

    Não e movimento politico e nem oportunista, esta area esta sofrendo muito; ja fazem dois anos que eu não faço parte mas desta area por motivo do não reconhecimento do trabalho da area, pelo descaso ao servidor, e muito mais triste do que podem se imaginar...

  • simoes | Quinta-Feira, 25 de Março de 2010, 13h17
    0
    0

    a categoria continua em greve, nosso movimento nao e politico so queremos respeito, somos o pulmão e coração da maquina administrativa e nao somos valorizados, De vitto faz pressao em cima dos servidores da area instrumental, porem o movimento e unido e forte, e todos apoiam o nosso presidente, o momento e este, na luta por respeito e melhores salarios.

  • douglas | Quinta-Feira, 25 de Março de 2010, 10h46
    0
    0

    Esse Governo não tem respeitado os servidores da área instrumental...todas as negociações são desconversadas logo na sequência...um jogo de adiamento para cansarem os servidores...agora, falar de reajuste do grupo de tributação, arrecadação e fiscalização de tributos???? Como se recebessem pouco e não fossem quase que anualmente favorecidos com a política estatal...tudo tem um limite...infelizmente o olhar dado aos serviores não é o mesmo, muito menos de acordo com o Estado Democrático de Direito...isso precisa ser mudado nas urnas! Que todos acordem!

  • MARIA EDUARDA | Quinta-Feira, 25 de Março de 2010, 08h43
    0
    0

    ESPERO QUE O EDER, DE VITTO E O GOV. BLAIRO OLHA TAMBÉM PARA OS SERVIDORES MENOS FAVORECIDOS QUE SÃO DA SEJUSP, SETECS E SINFRA QUE GANHAM UM SALÁRIO DE MISÉRIA. OS SERVIDORES DA SAD E DA SES NÃO SÃO MELHORES QUE ELES. TEM QUE TER IGUALDADE DE SALÁRIO.

  • Eleitor | Quinta-Feira, 25 de Março de 2010, 06h39
    0
    0

    Antonio Carlos esse movimento de reividcação tem um objetivo por favor não queira politizar o movimento pois os sevidores não merece esse tipo de opinião sua.

  • Clovis | Quinta-Feira, 25 de Março de 2010, 04h24
    0
    0

    De Vitto foi capaz de inviabilizar a próprio proposta do Governo, a categoria tentou viabilizar a proposta sugerida por Éder, que estava na condição de representante de Blair Maggi e Silval e por fim, até a proposta colocada pelo secretário de fazenda não tem garantias reais de ser cumprida. Lamentável!!!

  • rodrigo | Quinta-Feira, 25 de Março de 2010, 01h13
    0
    0

    Eu acho que essa turma do governo vai enrolar os servidores. Estão empurrando com a barriga. Quando Silval assumir eles vão falar que não dá mais tempo para nada, pois a Lei de Responsabilidade Fiscal proibi... Esse golpe do governo já é conhecido!!

  • Wagner | Quarta-Feira, 24 de Março de 2010, 18h58
    0
    0

    Faço parte deste movimento e posso garantir a redação, que ao contrario do que o texto possa sugerir o fim do estado de greve, a categoria continua com as manifestações até que a lei esteja aprovada. Essa categoria cansou de promessas e palavras não cumpridas, agora só com papel assinado e publicado no Diario Oficial.

  • Antonio Carlos | Quarta-Feira, 24 de Março de 2010, 18h35
    0
    0

    Esse Eder é tão bom que afundou o Mixto Esporte Clube. Ele é bom para falar igual ao Rolando Léro. Ele deve dizer como ajudou Mauro Mendes a receber muito Incentivo Fiscais.

França elegível; CNJ desatualizado

roberto franca 400 curtinha   O advogado Rodrigo Cirineu, que assumiu a assessoria jurídica da campanha a prefeito de Cuiabá de Roberto França (foto), assegura que o ex-prefeito está elegível. Explica que o cadastro de inelegibilidades do Conselho Nacional de Justiça, constantando ainda o nome de...

Candidato da família Oliveira à Câmara

luluca 400 curtinha   O jovem advogado Luluca Ribeiro (foto) é uma das apostas do MDB por renovação na Câmara da Capital. Concorre a vereador e tende a "herdar" o espólio político da família Oliveira, dos tios Dante, ex-governador que morreu em 2006, e Thelma, prefeita de Chapada dos Guimarães....

Deputado tenta censura e sem êxito

xuxu 400 curtinha   Em duas tentativas, o deputado estadual Xuxu Dal Molin (foto), candidato a prefeito de Sorriso pelo PSC, tentou, sem êxito, censurar o portal Rdnews. Na 1ª Vara Cível da Comarca de Sorriso, Xuxu ingressou com pedidos de antecipação de tutela, pleiteando retirada do ar de matérias que...

Rei do Gado entra numa difícil disputa

mauricao 400 curtinha   O leiloeiro Maurição Tonhá (foto), chamado por muitos de "Rei do Gado", está de volta à disputa eleitoral. O pecuarista com bens avaliados em R$ 19 milhões é candidato pelo DEM a prefeito de Água Boa, muncípio já administrado por ele por dois mandatos. Em...

Ajudando a enterrar CPI do Paletó

luciana zamproni 400 curtinha   O Palácio Alencastro está convicto de que, assim como na primeira votação, o relatório da CPI do Paletó que propõe punição ao prefeito Emanuel e vai ser votado nesta terça, será arquivado pela maioria dos vereadores cuiabanos. O desfalque do...

8 candidaturas e Thelma com chances

thelma de oliveira 400 curtinha   Mesmo sem apoio de nenhum outro partido, a não ser do seu PSDB, enfrentando forte desgaste político e rejeição popular e ainda problemas de saúde, se recuperando de tratamento de câncer de mama, a prefeita Thelma de Oliveira (foto) ainda tem chances de...