Últimas

Quinta-Feira, 08 de Maio de 2008, 01h:16 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:20

INVESTIGAÇÃO

Éder suspende benefícios de 10 transportadoras

Éder de Moraes, secretário de Estado de Fazenda Após várias notificações sem obter êxito, o secretário de Estado de Fazenda, Éder de Moraes Dias, resolveu fechar o cerco contra as 10 maiores transportadoras de cargas e mercadorias de Mato Grosso. Mandou suspender já a partir desta quinta o direito dessas empresas ao sistema EDI-Fiscal, ou seja, de serem fiscalizadas somente em suas sedes. Agora, sem esse privilégio de receber tratamento diferenciado do fisco estadual, as cargas dessas transportadoras vão ser fiscalizadas nos postos fiscais.

  "Vamos agir com rigor porque notificamos várias vezes (as transportadoras) e agora elas terão de se enquadrar. Parece que estão apostando na ineficiência do Estado, mas não permitiremos isso", avisa o secretário. Éder calcula que o prejuízo ao Estado com as grandes transportadoras por não pagarem os tributos devidos chega a aproximadamente R$ 5 milhões. "São coisas que deveriam ser pagas, mas parece que estão apostando na ineficiência do Estado".

   Devido ao elevado volume de mercadorias transportadas, as principais empresas do ramo tinham direito ao EDI-Fiscal. Mas, como começaram a apresentar restrições tidas como graves e gravíssimas, deixando de cumprir as exigências, perderam temporariamente essa vantagem. Elas nem recolhem e nem estão pagando tributos e são acusadas de ignorarem apresentação de certidão negativa junto à Procuradoria-Geral do Estado.

   O secrétário disse que a fiscalização nas barreiras tende a trazer transtorno porque, dependendo da carga e da mercadoria, um caminhão demora até o dia inteiro para ter toda a carga inspecionada. "Se acharem que vai acontecer o caos, com manobra para causar congestinamento nas rodovias por causa da demora, enganam-se porque estamos ampliando o quadro de fiscais. Vamos reforçar a equipe".

   Éder de Moraes observa que essas empresas precisam se enquadrar às normas para voltar a ter direito ao EDI-Fiscal. Acha possível, inclusive, partir para assinatura de ajustamento de conduta, com definição de prazo de 15 dias para regularização junto ao fisco. Segundo ele, essa medida é resultado da Operação Tolerância Zero, que vem fechando o cerco contra transportadoras que sonegam impostos.

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • romero antonio granja | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Parabéns ao Secretário e Equipe que estão fazendo um trabalho ético,correto,sem privilégios e acima de tudo com coragem de tomar decisões. A cada dia que passa fico mais orgulhoso de ter em Mato Grosso um secretário de fazenda , porreta!!!!!!!!!!! Parabens pela moralização da SEFAZ. e por consequencia dando um novo gás ao governo Blairo Maggi.

  • Maria de Lourdes | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O secretário de fazenda Éder Moraes , tem conseguido o que parecia impossível , ou seja , hoje ele é quase unanimidade na SEFAZ , os servidores e os FISCAIS teem se sentido valorizados pelo EDER , que visita constantemente os POSTOS FISCAIS e circula por toda a SEFAZ com humildade e agradecendo aos servidores pelos resultados obtidos nas forcas tarefas.
    Essecara vai longe , escreve aí Romilson!!!

  • ROBERTA DE FATIMA E SILVA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O EDER É COMPETENTE E TEM DEMONSTRADO ISSO NO CMANDO DA SEFAZ. SUA PERSISTENCIA E CORAGEM TEM RENDIDO BONS FRUTOS PARA MATO GROSSO. NÃO TENHO DUVIDAS DE QUE A ARRECADAÇÃO VAI EXPLODIR!!!!!!!!!!!
    QUANDO SE TRABALHA EM EQUIPE E PRINCIPALMENTE QUANDO SE VALORIZA A EQUIPE OS RESULTADOS APARECEM! PARABENS EDER MORAES , CONTINUE VALORIZANDO SUA EQUIPE E VALIDANDO AS DECISÕES EMANADAS DO SEU TIME.!!!
    HÁ!! PARABENS PELA CRIAÇÃO DO COMITE DE CONFORMIDADE , DESSA FORMA VC SOCIALIZA AS RESPONSABILIDADES!!!

  • Antonio de Paula Ferreira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Fico muito preocupado com estas atitudes tomadas repentinamente pela direção da Sefaz, primeiro que estas transportadoras logo estarão de volta no sistema de EDI-fiscal, pelo fato de serem as maiores transportadoras do estado, e são empresas que os erros ocorrem em meramente tecnicos, ou seja por um erro ou outro, como o próprio secretário colocou que em um caso por falta de de certidão negativa junto a PGE. O que mais nos preocupa senhor secretário e a falta de gente em nossos postos fiscais de entrada, que a partir desta quinta feira vai conferir estes malotes e as mercadoria por estes transportados. Quando se fala em mais gente para trabalhar, eu não os vejo chegando em nossos postos fiscais e sim saindo, mais alguem esta lhe passando informações erradas sobre a quantidade de colegas que temos nos postos fiscais , o volume de trabalho, cada dia que passa aumenta mais, temos que pensar em um todo senhor secretário nos funcionários lotados nos postos que não vão dar conta do grande volume de serviço de vai aumentar , principalmente dos contribuintes que pagam uma carga tributária muito alta para o estado e o coitado do cidadão comum, que não tem nada a ver com este descaso que esta ocorrendo em nossos postos fiscais com a falta de servidores para trabalhar, que tal o senhor olhar a grande quantidade de Ate, que continua no serviço interno da sefaz, que nem por reza brava vai para um posto fiscal, olha e quando fala que vai mandar e o maior desespero, eles se pegam até com pai de santo, para não falar que é com os nossos politicos.

    Um abraço

    Boa sorte para todos.

  • LUIZ | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Parabens Secretario pelo trabalho desenvolvido. O Senhor poderia tambem ser mais transparente com relacao aos Incentivos Fiscais, por que nao divulgar pela Internet relacoes das empresas que foram beneficiadas tipo: Nome, Cnpj, valor, em que ano (governo), justificativa etc. Pois os comentarios que tem muita gente boa recebendo beneficios. Com a palavra o candidato do Governador a prefeito de Cuiaba.

  • Angelo Bocaiuva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Não gostava desse Éder enquanto MT Fomento, parece que agora ele acertou.

Ex-vereador recua para apoiar primo

divino 400 barra do bugres   Ex-vereador, ex-presidente da Câmara e empresário bem sucedido, Chico Guarnieri (PTB) não será candidato a prefeito de Barra do Bugres nas eleições deste ano. Guarnieri, que disputou a prefeitura em 2016, até ensaiou, mas recuou ao ver que o primo, pedetista Doutor Divino...

3 ex-prefeitos viram cabos eleitorais

percival muniz 400 curtinha   Dois candidatos de oposição em Rondonópolis têm ex-prefeitos como principais cabos eleitorais. O empresário Luiz Fernando, o Luizão (Republicanos), conta com apoio de Adilton Sachetti, que já comandou o município e perdeu na tentativa de reeleição, e...

3 candidatos competitivos em Sinop

roberto dorner 400   Apesar da "inflação" de candidatos a prefeito de Sinop, com cinco no páreo, a disputa tende a se acirrar mesmo entre o empresário Roberto Dorner (foto), do Republicanos e apoiado pela prefeita Rosana Martinelli (PL), o ex-prefeito e deputado Juarez Costa, que atraiu 10 partidos para o palanque, e o...

Ex-prefeito no páreo em Alta Floresta

robson silva 400 curtinha   Alta Floresta, uma das cidades pólos do Nortão, tem sete candidatos a prefeito. Um deles é Robson Silva (foto), empresário, ex-prefeito entre 93 e 96 e que concorre pelo MDB, mesmo partido do prefeito Asiel Bezerra, que está encerrando o segundo mandato e se tornou um dos principais...

Vice sinopense quer retornar à Câmara

gilson de oliveira 400 curtinha   O vice-prefeito de Sinop e apresentador de TV, Gilson de Oliveira (foto), resolveu concorrer a vereador, cadeira já ocupada por ele por dois mandatos, o primeiro pelo PSDB, entre 2005 e 2008, e, depois, pelo PSD (2009/2012). Foi candidato a deputado estadual duas vezes (2006 e 2010) e, como suplente da...

Vice que morreu na praia em Tangará

renato gouveia 400 curtinha   Assim que percebeu que não seria escolhido pelo prefeito Fabio Junqueira (MDB) como o candidato governista na briga pela Prefeitura de Tangará da Serra, ainda em junho, o vice-prefeito Renato Gouveia (foto), do PV, correu para os braços do tucano Vander Masson. Levou com ele uma chapa de 21...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.