Últimas

Segunda-Feira, 17 de Agosto de 2009, 11h:45 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:23

REIVINDICAÇÃO

Educação vai parar por 1 dia, quer IRRF e critica concurso

   O Sintep, que representa os profissionais da educação, maior categoria de servidores públicos do Estado, se mostra indignado com o maior concurso público, anunciado pelo governador Blairo Maggi (PR) com abertura de 10 mil vagas para todas as áreas. O presidente do sindicato Gilmar Ferreira disse nesta segunda (17), em entrevista ao RDNews, que as 3 mil vagas destinadas à educação não são suficientes para suprir, sequer, os contratos temporários. "Seriam necessárias, no mínimo, cerca de 5 mil vagas para atender todo o Estado", reclama o sindicalista, que se reelegeu em junho deste ano para mais três anos à frente do Sintep, que congrega mais de 15 mil servidores.

    Gilmar anunciou, inclusive, uma paralização estadual para 16 de setembro. O Sintep já colocou na pauta de reivindicação a luta por mais investimentos no setor e cobrança de fatia do Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF) para a educação. Desde 2004, o governo retém o IRRF. Segundo o sindicalista, Mato Grosso é o único Estado que não aplica parcela do IRRF na educação. Ele calcula que nestes cinco anos, o Palácio Paiaguás já tenha "desviado" da Educação cerca de R$ 260 milhões.

  Sobre o déficit de professores na rede pública estadual, Gilmar Ferreira afirma que a situação pode piorar nos próximos cinco anos, já que grande parte dos profissionais devem se aposentar. "A maioria dos professores da educação infantil, por exemplo, vão deixar a sala de aula nos próximos anos".

   Perguntado sobre como avalia o governo Blairo Maggi, que está no sétimo e penúltimo ano de mandato, o presidente do Sintep considera que, durante os primeiros anos da gestão do republicano, um dos maiores problemas enfrentados pela categoria foi quanto ao piso salarial. Acontece que, devido a ajustes e diferenciações entre salários de funcionários da educação e professores, houve uma redução de 12% na folha de pagamento. "No primeiro mandato (2003/2006) do governo Maggi, a classe de professores estaduais foi muito prejudicada", comenta Gilmar Ferreira, filiado ao PT e integrante da corrente governista Unidade na Luta, capitaneada pelo deputado federal Carlos Abicalil e pelo estadual licenciado Ságuas Moraes, que conduz a pasta da Educação. 

   Na concepção de Gilmar, o segundo mandato de Maggi, a partir de janeiro de 2007, apresenta melhorias para a educação. Por coincidência, trata-se da fase em que o PT, que era oposição ao governo, passou a comandar a pasta. Mesmo assim, o sindicalista considera que "os avanços não atendem a contento os profissionais da educação". "Conseguimos reforma nas escolas, transporte e até mesmo aumento salarial, mas não vamos descansar enquanto não recuperarmos o IRRF". (Lisânia Ghisi)

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • fernanda | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É realmente uma vergonha para nós educadores da capital nos inscrevermos neste concurso, uma vez que praticamente boa parte do corpo docente é interino aceitarmos um concurso com apenas 7 vagas.....

  • Marcelão Iskerão | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Parabéns Gilmar. O mesmo deveria estar sendo feito pelo Sindicato dos Servidores da Saúde, que está tendo uma atuação pífia.

    Como na Educação, na Saúde tb não são aplicados o percentual do IRRF, o que ocasionou perda de recursos para serem aplicados. Detalhe, tudo com conveniência do TCE

  • tereza pereira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É ISSO AI, PROFº GILMAR A LUTA NUNCA DEVERÁ ACABAR, AFINAL O SINTP É O SINDICATO MAIS ATUANTE DESTE ESTADO, MESMO ATRELADO AO GOVERNO O SINDICATO E COMPOSTO DE GENTE QUE TRABALHA, E TRABALHA EM PROL DA CATEGORIA E QUE TEM IDÉIAS PRÓPRIAS E NÃO SE DEIXA INTIMIDAR POR NADA. TENHO ORGULHO DE SER ALUNA DE ESCOLA PÚBLICA E TER PROFESSORES QUE AMAM SEU TRABALHO FEITO MINHA PROFESSORA DE HISTÓRIA HULDA PRADO ESTA SIM É DE ROCHA. PARABÉNS.

  • Orlandir Cavalcante | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O governo e o secretario Ságuas através do sitio da SEDUC se vangloria de ter mais de 54% das vagas deste megaconcurso para profissionais da educação, o glorioso SINTEP afirma que tais vagas não são suficientes, isso é uma verdade porem gostaria de chamar a atenção para outros aspectos:
    É vergonhoso o salário pago aos profissionais da educação, um professor com um salário de R$ 1.575,00 é o menor salário dentre os de nível superior! o que é mais gritante é que um professor terá um salário menor que estes cargos que exige ensino médio:- Agente Fiscal de Defesa
    Agropecuária Florestal I e II: 1.165,12
    -CBM – 1.588,01
    -PM – 1.588,01, por fim, para o governo:
    1 professor vale:
    6 delegados
    3 gestor governamental
    3 peritos oficiais
    Não vem com esta balela de que policial corre perigo, ora! não conta o perigo que tem em lecionar em escolas onde nem porteiro o governo paga?
    O que estão fazendo com a classe dos profissionais da educação é uma precarização da função.
    Será que o governo sabe quantos profissionais da educação estão fazendo concurso para outras áreas pois não vêem perspectivas no que estão fazendo? Será que o governo está atento á quantidade de profissionais da educação com depressão e desvios de função em virtude de sobrecargas com jornadas duplas ou até triplas?
    Será que o governo sabe quantos estão sofrendo com doenças relacionadas á voz aos esforços repetitivos?
    Qual o programa do governo para elevar a auto estima do trabalhador da educação? Nos últimos anos quantas linhas de créditos o governo do estado abriu para financiamento da casa própria, planos de saúde acessível á categoria da educação?
    Porque não se faz uma política de valorização profissional iniciando por uma jornada única?

    Por fim o Sr. Saguas e seu parceiro Blairo como todos os que assumiram até agora, só falam e se posam de santinhos mas nada estão fazendo realmente pela educação.


  • Gerge Lucas | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O mesmo deveria estar sendo feito pela presidente do sindicato dos jornalistas, afinal, são apenas seis vagas. Se contar quantos jornalistas atuam hoje no governo deve dar mais de 60....essa profissão é corporativista mesmo...KEKA....se liga mulher, atue, ou pelo menos faça de conta......

Colíder com 2 candidatos desgastados

jaiminho 400 curtinha   Em Colíder, duas figuras bastante desgastadas politicamente estão na disputa pelo Executivo, sendo o prefeito Noboru Tomiyoshi, que fechou aliança com apenas três partidos (DEM, PSD e SD), e o ex-prefeito Jaime Marques (foto), que concorre pelo PSC numa coligação que agrega DEM e...

PP com 25 a vereador projeta 3 vagas

orivaldo da farmacia 400 curtinha   O PP, da base aliada do prefeito Emanuel, conta com 25 candidatos a vereador pela Capital. Deve conquistar entre duas e três vagas. Os principais concorrentes são os já vereadores Orivaldo da Farmácia (foto), Marcrean Santos e Luis Cláudio, além do ex-vereador...

MPE vê prefeita de Torixoréu inelegível

ines 400 curtinha torixoreu   Para o Ministério Público Eleitoral, a prefeita de Torixoréu, Inês Mesquita Moraes Coelho (foto), que se lançou à reeleição pelo DEM, está inelegível. Numa ação de impugnação de registro de candidatura, o promotor...

Candidato amarga derrota na Justiça

adilson gon�alves 400 curtinha   O candidato a prefeito de Barra do Garças, delegado Adilson Gonçalves (foto), tentou, sem êxito na Justiça, censurar o Rdnews na publicação de matérias sobre o pleito eleitoral no município. Numa ação impetrada junto à...

Com certidão pra disputar 1ª suplência

dito lucas 400 curtinha   Filiado ao Podemos, Dito Lucas (foto), que entrou de última hora como primeiro-suplente da chapa ao Senado encabeçada por José Medeiros, assegura que vai apresentar novamente sua certidão junto à Justiça Eleitoral, de modo a provar que sua candidatura é legítima....

Um novo embate entre Diane x Adair

diane alves 400 curtinha   Adair José Alves Moreira, que vinha atuando na assessoria do vice-governador Otaviano Pivetta, decidiu mesmo concorrer de novo à Prefeitura de Alto Paraguai. Ele já foi prefeito por duas vezes. Adair será o principal nome da oposição à prefeita democrata Diane Alves (foto),...

MAIS LIDAS