Últimas

Sábado, 23 de Maio de 2009, 08h:52 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:23

ARTICULAÇÃO

"Efeito emendas" tem ajudado na reeleição de federais

 Fernando Ordakowski
Clique na imagem para ampliação
Deputados Carlos Bezerra, Valtenir Pereira, Pedro Henry, Thelma de Oliveira, Eliene Lima e Homero Pereira vão à reeleição, enquanto Wellington Fagundes e Abicalil sonham com candidatura de senador

  Exercendo cada vez mais poder de barganha com as emendas parlamentares junto ao Orçamento-Geral da União, deputados federais mato-grossenses têm conseguido reeleição com maior facilidade. Levantamento dos últimos 20 anos aponta crescimento do índice de reconquista do mandato na Câmara Federal. Os deputados têm capitalizado votos e ampliado base eleitoral porque passaram a atuar diretamente como se fossem do Poder Executivo. Eles lançam e inauguram obras, com recursos de suas emendas, que chegam a mais de R$ 20 milhões para cada. Só a individual é de R$ 10 milhões. Com essa grana, eles fazem, cada um a sua maneira, acordos políticos, de modo a construir "amarrações" e apoios futuros nos municípios onde chegam os investimentos.

  No pleito de 1986, por exemplo, dos deputados federais da época que tentaram novo mandato, somente Jonas Pinheiro (já falecido) conseguiu êxito nas urnas. Em 90, dois garantiram novo mandato: Jonas e Rodrigues Palma, que hoje atua como secretário-adjunto de Estado de Indústria, Comércio, Minas e Energia. Nas urnas de 94, foram três reeleitos: Jonas, Palma e Wellington Fagundes.

    Nas eleições gerais seguintes, em 98, quatro se mantiveram nos cargos, sendo eles Fagundes, Pedro Henry, que havia entrado no lugar de Roberto França, que renunciou para assumir a Prefeitura de Cuiabá, Augustinho de Freitas e Rodrigues Palma. No caso de Augustinho, este teve o mandato cassado por causa de uma ação judicial que questionou a legitimidade de sua candidatura, pois havia assinado documento assegurando que não iria concorrer ao pleito. Já em 2002, dos 8 federais, 5 se reelegeram: Henry, Fagundes, Teté Bezerra, Celcita Pinheiro e Murilo Domingos, que havia entrado na vaga de Augustinho de Freitas e concorreu a novo mandato.

   Em 2006, reconquistaram cadeira  Wellington Fagundes, Carlos Abicalil, Henry e  Thelma. Inclui-se no pacote, apesar de não se tratar de reeleição, a volta à Câmara de Carlos Bezerra, que concorreu ao pleito, após tirar do páreo a esposa e então deputada Teté.

   Com o poder de apresentar emendas, destinando recursos a variados projetos, os federais, assim como senadores, fazem lobby junto aos prefeitos e ao governo estadual. Tentam tirar proveito político de toda verba que conseguem junto à União, seja para construir ponte, estradas e casas, seja para custeio de eventos e promoções voltados ao turismo.

   Projeção

   O curioso é que, de um lado, com o advento das emendas, tem crescido o índice de federais reeleitos mas, por outro, reduzido o quadro daqueles que buscam cadeira de senador ou de governador, após a experiência de legislar na Câmara Federal. Jonas Pinheiro, por exemplo, foi para o Senado após atuar como deputado, assim como Bezerra e Louremberg Nunes Rocha. Outros ex-deputados chegaram ao posto de vice-governador, como Oswaldo Sobrinho e Márcio Lacerda. Hoje, certamente contaminados pelos escândalos políticos em Brasília, poucos federais arriscam candidaturas majoritárias.

   Para 2010, dois deles alimentam essa expectativa, apesar de enfrentar dificuldades: Fagundes e Abicalil. O primeiro virou opção do PR, após a desistência da pré-candidatura de senador do governador Blairo Maggi. Já Abicalil convive com embate no PT com a já senadora Serys Marly, que busca viabilizar seu projeto de reeleição. Os outros seis federais estão decididos a reconquistar novo mandato: Thelma de Oliveira (PSDB), Bezerra (PMDB), Homero Pereira (PR), Eliene Lima (PP), Pedro Henry (PP) e Valtenir Pereira (PSB).

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • marcos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    APOSTO NA RENOVAÇÃO DE PELO MENOS 50% DA CÂMARA FEDERAL ANO QUE VEM E APOSTO NO NOME DO MEU AMIGO RAFAEL DOMINGOS, PESSOA SÉRIA, SIMPLES, CARISMÁTICA E BEM QUISTA PELO POVO, É A JUVENTUDE FAZENDO ACONTECER DAQUI PARA FRENTE, QUEM VIVER, VERÁ!

  • Fagner Costa | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • LUIZ FERNANDO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Essas emendas deveriam acabar, pois é sabido no meio politico que todos os deputados ficam com 15% do valor da emenda em média, através de fraudes em licitações dirigidas nas prefeituras e Estado, o MP já deveria ter investigado este esquema.

  • KaKa | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • KaKa | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Alguem sabe dizer ai quem comanda a CEF/MT ? Porque será que tanto almeja a CEF ? Por ali passa PAR,PAC, etc..Quem advinhar ganha uma casa do programa minha casa minha vida: Ele é Dep. Federal por MT e continua no cargo com uma Liminar !!!!! Dá para adivinhar ?

  • João Batista de Souza | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É vergonhoso o que ocorre com as chamadas comissões (ou comessões). Tem parlamentar que acaba embolsando 30% das verbas. Isso tem que acabar. É o fim da picada...

Com Covid-19 e frequentando a AL

paulo araujo 400   O deputado Paulo Araújo (foto), do PP, está com reinfecção pelo Covid-19 e, mesmo assim, continua frequentando o prédio da Assembleia normalmente, como se não tivesse contaminado. Na primeira vez que foi infectado pelo vírus, também fez igual. Colegas parlamentares e...

2 abstenções e briga pela 4ª Secretaria

silvio favero 400   Dois deputados se abstiveram na eleição da Mesa Diretora da Assembleia desta terça cujo votação foi secreta. Nos bastidores, os comentários são de que as abstenções foram de Sílvio Fávero (foto), que se lançou à disputa e, sequer, teve...

Petista, incoerência e voto contrário

ludio cabral 400   O petista Lúdio Cabral (foto), daqueles parlamentares do morde e assopra, na tentativa de marcar posição, expõe cada vez mais suas incoerências em votação na Assembleia. Na sessão que antecedeu a eleição para a nova Mesa Diretora, provocada pela decisão...

Projeto sobre VI na Saúde está na AL

gilberto figueiredo 400 curtinha   Já está na Assembleia, para votação dos deputados, o projeto do governo que garante retomada do pagamento da verba indenizatória aos profissionais da Saúde que atuam na linha de frente do combate à Covid-19 nas unidades hospitalares, ambulatoriais e...

2 desembargadores vão para TRE-MT

carlos alberto tj 400 curtinha   O Pleno do Tribunal de Justiça define, na quinta (25), em votação secreta e por videoconferência, dois desembargadores que comporão os quadros de comando do TRE-MT pelos próximos dois anos. O ex-presidente do TJ, Carlos Alberto Alves da Rocha (foto), é um dos inscritos...

Primeira-dama pede retorno de auxílio

marcia_pinheiro_curtinha400 Primeira-dama de Cuiabá Márcia Pinheiro (foto), em visita à sede do Rdnews e entrevista ao Rdtv, pede que a bancada federal de MT se mobilize e vote favorável ao retorno do pagamento do auxílio emergencial às famílias em situação de vulnerabilidade. Márcia...