Últimas

Segunda-Feira, 02 de Fevereiro de 2009, 08h:12 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:22

RUMO A 2010

Eleição de 2 vagas ao Senado preocupa Maggi

Fernando Ordakowski
Clique na imagem para ampliação

  Desde a década de 1980, as eleições para o Senado com abertura de duas vagas concomitantes têm levado "para o buraco" muitos líderes políticos tidos como imbatíveis, inclusive três ex-governadores: Garcia Neto, Carlos Bezerra e Dante de Oliveira. Quem vai tentar quebrar essa barreira no próximo ano será o governador Blairo Maggi (PR). Ele se prepara para concorrer ao Senado, mas se mostra cauteloso porque sabe que nem sempre aprovação popular da administração resulta em resultado nas urnas. Analistas consideram "operação de risco" a disputa ao mesmo tempo por duas cadeiras de senador. O eleitor vota em dois. A complexidade se constata mais na hora do segundo voto.

   Maggi voltou a dizer para o seu vice Silval Barbosa (PMDB) que em dezembro deste ano deve renunciar ao mandato. Assim, ele consegue um intervalo de quatro meses para se descansar e se dedicar aos negócios empresariais para, a partir de abril começa a campanha à senatória. Serão abertas as cadeiras ocupadas hoje pela petista Serys Marly e pelo democrata Gilberto Goellner. O mandato de Jayme Campos (DEM) vence em 2012.

   Nas eleições de 1986, o então senador "biônico" Gastão Muller (já falecido), nomeado pelo presidente Geisel, era candidato à reeleição. Bem articulado e com ligação estreita com o Palácio do Planalto, Gastão comemorava vitória antecipada. Nas reuniões, ele dizia que o terno para a nova posse já estava pronto e que os aliados peemedebistas deveriam se preocupar com a eleição de Carlos Bezerra, candidato a governador à época. Enquanto isso, Louremberg Nunes Rocha, da velha UDN, corria por fora. Por fim, a primeira vaga ficou com Márcio Lacerda e, a segunda, com Nunes Rocha. Gastão "dançou".

   A eleição seguinte com duas cadeiras para senador veio ocorrer em 1994. De novo, deu zebra. Houve uma campanha forte, carregada de marketing, do "Vote nos três: Dante (governador), Antero de Barros e Carlos Bezerra (senador). Jonas Pinheiro concorria sem muito alarde e, por fim, garantiu a segunda vaga, com a primeira conquistada por Bezerra.

  Em 2002, em mais um pleito de duas vagas reservadas para MT no Congresso Nacional, Dante, que havia renunciado ao mandato de governador com mais de 70% de aprovação popular, entrou com tudo na corrida ao Senado. Era tido como eleito. Enquanto isso, a petista Serys Slhessarenko "abocanhou" a segunda cadeira, com Jonas em primeiro lugar. A derrota de Dante contrariou, inclusive, as pesquisas de intenção de voto.

   A próxima eleição com duas vagas de senador acontece no próximo ano. Até agora, o histórico tem mostra a presença de "zebras" no caminho. Maggi está de "olho em pé". Por coincidência, ex-governadores que encararam de imediato concorrida ao Senado foram reprovados nas urnas, como Garcia Neto, em 82; Bezerra, em 90; e Dante, em 2002.

    Pré-candidatos

   Além de Maggi, outros nomes que surgem como eventuais candidatos a senador são dos deputados estaduais José Riva (PP) e Otaviano Pivetta (PDT), dos deputados federais Carlos Bezerra (PMDB) e Wellington Fagundes (PR) e dos atuais senadores Serys (PT) e Goellner (DEM). O procurador da República, Pedro Taques, que hoje atua em São Paulo, admite nos bastidores a hipótese de também entrar no páreo.

Postar um novo comentário

Comentários (24)

  • Júlio Campos Neto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Como já dizia o saudoso, Júlio Campos.
    - Política é igual nuvem, cada dia está de um jeito.
    O governador Blairo Maggi tem tudo para acabar de vez com a praga de Inhá Doninha, uma típica feiticeira poconeana que praguejou todos os governantes que se atrevesse sair do Governo rumo ao Senado.
    A história já mostra que está praga esta viva e ronda todos aqueles que a desafiaram. O governador Dante de Oliveira foi o último a sentir na pele o que uma praga poconeana é capaz.
    Blairo relamente é um grande governador. Construiu inumeras casas populares, reformou as escolas pública,recapiou um grande número de estradas, investiu na construções de hospitais e reformas de postos de saúdes e a parte social comandada pela Terezinha Maggi continuou a provar que realmente as 1 damas de Mato-Grosso sabem trabalhar.
    É claro que o Governo Maggi enfrentou suas dificuldades, principalmente na área de segurança pública e ambiental. Mato-grosso continuou líder nacional em violência e desmatamento, e no meu ponto de vista pela simples razão do governador não ter colocado secretários com experiência nessas duas áreas.
    Mas o principal erro do Governador Blairo Maggi foi governar sozinho. Ele juntamente com a turma da botina afastou do governo todos aqueles que o ajudaram a se eleger. Eles viraram a costa para a região que possui a maior concentração de eleitores, deixando apenas cargos inferiores e de baixa representatividade ao pessoal da baixada cuiabana. Dizer em um artigo como o Deputado Otavianno Pivetta afirmou, que a Cuiabania está muito bem representada no governo é querer enganar a população e a si mesmo. Cuiabanos estão ocupando postos de servir aguá e café. Na hora de tomar uma decisão séria qual cuiabano participa ? Qual secretaria algum representande de peso de cuiabá ocupa ? Que grandes benefícios o Governo Blairo Maggi realmente trouxe para a Baixada Cuiabana ?
    O Governo Blairo se afastou do povo da Baixada e ele sentiu na pele e nas urnas este sentimento que está no coração da cuiabanada.
    Mas ainda há tempo para reverter este quadro. Abrir o seu Governo imediatamente para os cuiabanos como o prefeito Wilson Santos está fazendo é uma medida estratégia que pode garantir sua eleição para o senado. O povo da Baixada quer ser atendido no Paiaguás. Os presidentes de Bairro, os presidentes de associação, os vereadores e os prefeitos querem respeito e confiança.
    Essa aproximação do Povo Albino e de olho azul com os moreninhos de olhos escuros é a chance do Governador superar a Praga Poconeana.
    Agora se o Governo manter sua arrogância típica de quem acha que sabe tudo e que é melhor que os outros, pode se preparar a praga poconeana vai fazer mais uma vítima em sua história.

  • Luiz | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Governador sai fora do deputado Welinton ele vai fazer o senhor perder a eleição para senador, lembra da eleição de Rondonópolis?

  • Pedro Antonio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Ricardo Barbosa | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Quando o Carlos Bezerra deixou o governo para ser candidato ao Senado só tinha uma vaga. Não duas como anunciado.
    Agora se o Bezerra for candidato de novo ao senado será muito bom para MT, ficaremos livres dele definitivamente.
    Tomara que seja hahhahhahhah...Vamos esperar pra ver

  • Antonio Etico | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Isso mesmo, Maggi agora é a vez da onça beber agua, sai da frente, que a multidão vem aí.
    Mas vc está novo, está aprendendo, a vida é longa e uma derrota ontem com uma amanhão fará bem para a autoestima e para Mato Grosso.
    O povo quer sangue novo, e o seu já não é tão novinho como em 2002.
    A coisa que está novinha, são os ressentimentos.

  • OSVALDINO ENORÉ | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Realmente o governador menosprezou a nossa CAPITAL, quaisquer cidadão tem a percepção de desigualdade de tratamento aos CUIABANOS e principalmente os nossos representantes POLITICOS.

  • cristiano souza | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O nome forte pro senado que o povo sente saudades é Antero Paes de Barros, depois q ele saiu de la acabou mt no senado com ctz uma das duas vagas seria dele pois o mesmo é o unico que vai ter o voto anti blairo que vai representa mais de 35 por cento da população. Colaca o nome dele na enquete pra vê se estou errado!!

  • Cuiabaninha | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Infelizmente cuiabá foi deixada de lado (mais uma vez), e de população participante passamos a simples expectadores... nos últimos anos conquistamos uma vaga cativa na arquibancada geral desse jogos de caucasianos...
    Espero que novos políticos cuiabnos possam surgir para que a cidade verde possa ter filhos da terra para colocar-nos novamente no cenário da política geral...
    Agora é hora do sapato... chega de botina

  • LUIZ | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    VOTEI NELE PARA GOVERNADOR. QUANDO FIQUEI SABENDO QUE MATO GROSSO FOI O ESTADO QUE MAIS DESMATOU A FLORESTA AREPENDI DE TER VOTADO NESSE MOTOSSERA DE OURO.VEJA A GANANCIA DESSE HOMEM DESTRUINDO TUDO.... AGORA COM CERTEZA O POVO VAI DAR O TROCO.

  • bandeira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Acredito que estamos muito mais maduros hoje que na que La época.
    Maggi esta sendo um bom governado acredito Que seria um ótimo senado para MT tem tudo para ir para o senado só tem que ter humildade “o já ganhou “e que detonou os demais que tentarão.

Desembargadores recebem 6 auxílios

maria helena povoas 400   O Tribunal de Justiça de MT, presidido pela desembargadora Maria Helena Póvoas (foto), paga uma série de direitos e vantagens que "engordam" substancialmente o subsídio de seus magistrados. O salário de desembargador é de R$ 35,4 mil. Entre os chamados penduricalhos pagos pelo...

Hospital cobra R$ 2,4 mi da prefeitura

luiz carlos pereira 400 tce   O Instituto de Saúde Santa Rosa recorreu ao TCE, na esperança de encontrar respaldo para receber R$ 2,4 milhões da secretaria de Saúde da Capital. Argumenta que a prefeitura, com quem mantém contrato desde 2019, está inadimplente, pois não teria pago integralmente os...

Definido novo presidente do Sanear

hermes avila 400   O prefeito Zé do Pátio nomeou à presidência do Serviço de Saneamento Ambiental de Rondonópolis (Sanear) o engenheiro Hermes Ávila de Castro (foto), que tende a se efetivar no cargo. Hermes ocupa a cadeira que, desde janeiro de 2017, pertencia à Terezinha Silva de Souza,...

Afilhado de Bezerra nomeado adjunto

clovis cardoso 400   O MDB, sob o cacique político Carlos Bezerra, "emplacou" mais um filiado histórico em cargo relevante na gestão Mauro Mendes. O advogado e ex-superintendente regional do Incra-MT, Clovis Figueiredo Cardoso (foto), foi indicado e já nomeado para o cargo de secretário-adjunto de Agricultura...

MPE suspende censo previdenciário

jose antonio borges 400 curtinha   O procurador-geral de Justiça, promotor José Antonio Borges (foto), suspendeu o censo previdenciário cadastral dos membros e servidores inativos e pensionistas do MPE. O recadastramento deveria ter iniciado no último dia 11 para ser concluído no final de fevereiro. Borges tomou...

Juca e os 7 secretários da Câmara

andre pozetti 400 curtinha   O presidente Juca do Guaraná definiu sete dos nove secretários que vão ajudá-lo a administrar a Câmara de Cuiabá. O secretário de Administração é Bolanger José de Almeida. O coronel PM da reserva Edson Leite conduz o Patrimônio e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.