Últimas

Domingo, 11 de Março de 2007, 08h:38 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

LEGISLATIVO

Eliene chega à Câmara Federal nas 'asas' de Riva

        Nas 'asas' do deputado estadual José Riva (PP), mais votado proporcionalmente no país (82.799 votos), Eliene Lima chega à Câmara Federal. Obteve 65.855 votos, numa campanha casada com Riva em praticamente todos os municípios. Por enquanto, Eliene esteve presente em todas as sessões.

     Em seu primeiro discurso da tribuna no chamado Grande Expediente, com duração de 15 minutos, o novo deputado federal mato-grossense reclamou da dificuldade e de privilégios de colegas para falar no Pequeno Expediente e depois utilizou o espaço para se auto-elogiar. Lembrou de toda a sua trajetória política, de vereador por Cuiabá a deputado estadual por três mandatos.

    Ex-PSB e hoje no PP, Eliene Lima foi denunciado por suposta compra de votos nas urnas de 2006. Acabou, porém, absolvido pelo Tribunal Regional Eleitoral. Enfrenta outro processo no TSE. Eliene sempre atuou como governista. Em 2002, por exemplo, se elegeu estadual pelo PSB na coligação que apoiava o grupo do então governador Dante de Oliveira (PSDB). No ano seguinte, passou a fazer parte da base do governo Blairo Maggi.

    Da tribuna, ele disse que em todas as disputas eleitorais aumentou o número de votos, "o que demonstra claramente que meu trabalho político foi aprovado pelo eleitor". Eliene afirmou ser sensível aos problemas que afligem à sociedade e enfatizou que sua origem é a roça. "Sou originário de uma família humilde de 11 irmãos e foi com muito sofrimento que venci na vida".

    Para a Justiça Eleitoral, ele revelou possuir cinco bens como parte do seu patrimônio, totalizando menos de R$ 500 mil. Revela que até dezembro de 2005, tinha R$ 33,9 mil numa conta no Banco do Brasil. Lista duas chácaras, uma em Santo Antônio de Leverger e outra em Chapada dos Guimarães. Juntas, avalia o deputado, valem R$ 140 mil. A sua residência no bairro nobre Santa Rosa vale, segundo ele, R$ 205 mil. 
  

       Leia, a seguir, a íntegra do primeiro discurso de Eliene Lima como deputado federal.

O SR. ELIENE LIMA (Bloco/PP-MT. Pela ordem. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, gostaria que V.Exa. me esclarecesse uma dúvida.
Sou Deputado de Mato Grosso e estou encontrando dificuldade para falar no Pequeno Expediente. Ontem cheguei às 8h30 e não consegui falar. Hoje cheguei às 8h05 - informaram-me que a inscrição é aberta às 8h - e já havia 8 Deputados inscritos para falar, mas eu não vi ninguém.
Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, quero cumprimentá-los e manifestar minha satisfação de estar aqui representando o povo que me delegou esta missão que muito me honra.
Venho de Mato Grosso com a experiência parlamentar de Vereador por Cuiabá e 3 mandatos consecutivos como Deputado Estadual. Em todas as minhas disputas eleitorais aumentei o número de votos, o que demonstra claramente que meu trabalho político foi aprovado pelo eleitor.
Talvez seja porque sou uma pessoa muito sensível aos problemas que afligem nossa sociedade, pois a minha origem é a roça. Sou originário de uma família humilde de 11 irmãos, e foi com muito sofrimento que venci na vida.
Fui operário de construção - e o digo sem nenhuma vergonha - e com muito sacrifício consegui fazer o 1º e 2º graus no período noturno. Em seguida, fui aprovado no vestibular e me formei em Engenharia Civil na Universidade Federal de Mato Grosso.
Tornei-me professor do CEFET-MT, e assim consegui ter uma ascensão social que me possibilitou entrar na vida pública. Por isso, Sr. Presidente, nobres pares, é que minha ação parlamentar sempre se pautou na criação de mecanismos para que jovens tenham oportunidades de se qualificar profissionalmente, levando dignidade às suas famílias.
Penso também que, somente com a educação o Brasil vai dar o salto de qualidade.
Os mato-grossenses que em mim confiaram apostaram em minha capacidade de articulação política para que, junto com o Governo Federal, no segundo mandato do Presidente Lula, possamos equacionar nossos problemas tendo em vista a melhoria de vida não só dos brasileiros que vivem em Mato Grosso mas em todo o País.
Quero ainda, Sr. Presidente, conclamar meus colegas de bancada para fazermos um trabalho que potencialize as ações do Governador Blairo Maggi - que também inicia seu segundo mandato consagrado nas últimas eleições - e assim fazer nosso Estado trilhar o desenvolvimento sustentado.
É por isso, Sr. Presidente, que, neste primeiro pronunciamento nesta Casa, afirmo que vou arregaçar as mangas e trabalhar, cuidando desses e de outros assuntos, como sempre fiz em minha vida, pelo Mato Grosso e pelo Brasil. Afinal de contas, Mato Grosso se destaca no cenário nacional na produção de grãos, carne, frango, leite e seus derivados. Mas, nosso Estado precisa passar da fase de produção primária e agregar valor a seus produtos, promovendo a agroindústria. Não é mais possível apenas produzir soja, algodão, arroz, carne, frango etc e exportá-los, porque depois estes produtos retornam a Mato Grosso com valor agregado, e esse modelo está fadado ao fracasso, trazendo outras crises ao agronegócio.
Por outro lado, Sr. Presidente, nosso Estado precisa ampliar o sistema modal de transporte para a chegada da ferrovia a Cuiabá e a outras cidades adjacentes. Isso, sem esquecer da manutenção e ampliação das rodovias, eterna reivindicação de nossos produtores rurais.
Mato Grosso precisa de mais atenção por parte do Governo Central. Temos problemas ambientais como o desmatamento e extração irregular da madeira que sustenta muitas famílias. Ou seja, ao mesmo tempo em que precisamos preservar nossa biodiversidade e explorar nossos recursos de forma sustentável, temos um problema social que traz como conseqüência o desemprego, e não podemos deixar de olhar o lado do ser humano. Não basta apenas mandar a polícia para multar e prender os que buscam o sustento na natureza, se não tivermos uma alternativa para que os cidadãos dessa cadeia produtiva tenham outra atividade econômica para a própria sobrevivência.
Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, gostaria de registrar que, se vivo fosse, ontem, nosso Líder, o saudoso Dante de Oliveira, completaria 55 anos de idade. Quero apresentar aqui nossas homenagens póstumas a esse grande Governador do nosso Estado.
Finalizando, comunico que estou encaminhando à Mesa um projeto de lei.
O SR. PRESIDENTE (Narcio Rodrigues) - Deputado Eliene Lima, respondendo a sua pergunta inicial, esclareço que estamos vivendo um momento em que todos querem falar, o que é muito natural com a chegada dos novos Parlamentares à Casa. Mas temos regras. V.Exa. se inscreveu dentro do tempo previsto. Infelizmente, não foi possível contemplá-lo antes. Mas o pronunciamento de V.Exa. será encaminhado para divulgação.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Deputado ajudou a enterrar Binotti

neri 400 curtinha   O deputado federal Neri Geller (foto), que se acha um grande líder político, ajudou a enterrar nas urnas o projeto de reeleição do prefeito Luiz Binotti (PSD), derrotado à reeleição. Perdeu para o ex-vice-prefeito Miguel Vaz (Cidadania), que contou com apoio do ex-prefeito e atual...

Euclides "torra" R$ 8 mi na campanha

euclides ribeiro 400 curtinha   O advogado milionário Euclides Ribeiro (foto), que tem na carteira de clientes grandes produtores rurais, registra R$ 8,2 milhões de receitas e despesas de campanha ao Senado. Concorrendo pelo Avante, Euclides só chegou a 58.455 votos. Ficou em nono lugar, à frente apenas de Reinaldo...

Fávaro é quem mais gastou ao Senado

carlos favaro 400 curtinha   O senador reeleito Carlos Fávaro (foto) foi o que mais gastou na campanha. Oficialmente, arrecadou R$ 11,7 milhões. As maiores contribuições financeiras vieram de empresários do agronegócio. Orcival Guimarães, dono de rede de empresas de implementos agrícolas, doou...

Beto deve repensar projeto a federal

beto farias 400 curtinha   A derrota nas urnas do seu afilhado político, vice-prefeito Wellington Marcos (DEM), que tentou o Executivo de Barra do Garças e ficou em segundo lugar, obtendo somente metade dos votos em relação aos atribuídos ao eleito Adilson Gonçalves, pode levar o prefeito Beto Farias (foto)...

Erros estratégicos e fim de mandato

niuan ribeiro 400   Niuan Ribeiro (foto) termina melancolicamente o mandato de vice-prefeito da Capital, marcado pela ambiguidade, erros estratégicos e vacilações. Logo no início da gestão, resolveu romper politicamente com o prefeito Emanuel, a quem passou a criticar, achando que se consolidaria como...

Retorno ao TCE ou cargo no governo

marcelo bussiki 400 curtinha   A partir de 1º de janeiro, com o fim do mandato de vereador pela Capital, Marcelo Bussiki (foto) retorna ao cargo efetivo de auditor do TCE-MT. Mas é possível que ele seja convidado por Mauro Mendes para compor o quadro de principais assessores do chefe do Executivo estadual. Bussiki foi...

MAIS LIDAS