Últimas

Domingo, 22 de Julho de 2007, 09h:00 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

OPERAÇÃO GUILHOTINA

Em carta, engenheiro florestal acusado faz apelo

    A decisão do secretário de Estado de Meio Ambiente, Luis Henrique Daldegan, de suspender 37 engenheiros florestais do cadastro técnico de prestadores de serviços e consultoria ambiental da Sema, vem provocando protesto. Daldegan tomou a decisão após a Operação Guilhotina, que mandou para a cadeia 35 de 75 pessoas contra as quais havia mandados de prisão, inclusive vários engenheiros florestais. Alguns sustentam a tese de que o Ministério Público não soube distinguir engenheiros elaboradores de projetos daqueles responsáveis pelo CC-Sema (apenas pelo cadastro). Enquanto isso, 37  foram afastados até que se investigue a participação de cada um no esquema de fraude na comercialização de madeiras - confira aqui a lista. Muitos estão na bronca e se escondem no anonimato para protestar. Leia abaixo a carta que um deles encaminhou ao RDNews.

      Carta de um engenheiro florestal

    "Sou engenheiro florestal, creio eu que vocês pouco se interessem pela minha história e de muitos dos meus amigos.. Fui envolvido nessa chamada Guilhotina. Me colocaram como sócio-proprietário de empresa que sou apenas engenheiro da mesma. É um absurdo o que estão fazendo conosco.. Estão nos impedindo de trabalhar, ferindo nosso direito de trabalho.. muitos, como eu, somos pais de familias. Dependemos do nosso trabalho.. Estamos convivendo com constantes constrangimentos, onde empresas que não têm nada a ver com esse problema vêm sendo atingidas apenas por nos terem como engenheiros, forçando-as contratarem outros e nos abandonarem.. Eu simpelesmante entrei nessa investigação por fazer roteiro por onde os caminhões do empreeedimento deveriam passar da propriedade do projeto até a industria (ou seja elaborei uma ferramenta para ajudar a fiscalização da sema e, mesmo assim, estou sendo incluído como criminoso, bandido). Porém, o secretário da Sema baixou portaria nos suspendendo sem que houvesse, sequer, processo contra a minha pessoa (não fui preso - me apresentei e prestei declarações aos delegados em relação as minhas responsabilidades). Eu não tenho responsabilidades de acompanhar caminhão por caminhão que deve sair de um determinado projet até as indústrias que presto serviço, mesmo porque isso é inexecutavel. Simplesmente estamos sendo humilhados. Liminares sendo negadas pelo TJ, porém sendo favoráveis a determinadas empresas. Espero que alguém se interesse pelo nosso problema. Não sou bandido. Não sou criminoso. Tenho profissão, tenho família, valores, tenho responsabilidades e compromissos e ninguém está nem aí para a gente, socorro! Pedimos ajuda. Olha que nem um dos projetos aprovados pela Sema (fraudados segundo a própria Sema) nem um são de minha responsabilidade. Eles deveriam saber discernir elaboradores de projetos e engenheiros elaboradores de possíveis rotas que a madeira comprada desses projetos poderiam passar. Por favor nos ajudem. Precisamos provar nossa inocência. Entre essa relação de 38 engenheiros pelo menos 34 apenas elaboraram rotas que a madeira poderia seguir (que serve como ferramenta para eventuais fiscalizações). Nosso papel no CC-Sema é apenas elaborar o cadastro das empresas (juntar informações como documentos e dados de consumo de energia e máquinas), apenas isso. Não temos nenhuma responsabilidade em relação à compra e venda de madeira, que é de total responsabilidade de um "REPRESENTANTE OPERACIONAL", eleito pelo empreendedor onde devem ser preenchidos formulários específicos com infomações pessoais e procuração para tal ato. E então essa pessoa recebe uma senha e um login. E então ela se torna a compradora e vendedora. Iso quando não é o próprio empreendedor. Espero ajuda de vovês. Precisamos trabalhar. Já fazem 9 dias que estamos impossibilitados até mesmo de protocolizarmos documentos, sofrendo preconceitos e humilhações. Grato".

Postar um novo comentário

Comentários (11)

  • Marcos da silva souza | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    amigo escritor parabens por belas palavras so teremos uma sociedade legal quando todos tiverem um pessemento social como o seu parabens!!!!!!!!!! conte comigo para conversa quando quiser pois pretendo cursa engenharia florestal em 2008 quem sabe um dia nao podemos lutar pelo por um brasil mais justo para nao deixar mores o sonho de nossos filhos, valeuuuuuuu!!!!!!!!
    educativatapaua@hotmail.com

  • Amado Amador | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Legítimo o pedido desse engenheiro, mas, porém, todavia, se o mui digno cidadão tivesse "valores" saberíamos seu nome, seu rosto e, conheceríamos seu orgulho, sua honra, seus valores. Cabra frouxo pedindo help não será ouvido por ninguém. Tudo isso é bem típico de uns cabras classe média que lambem botas por uma merreca por que possuim carnês para pagar. Por causa desses borras-borras é que
    alguém como Daldegan deita e rola, manda o nome de todos para a execração e fica tudo por isso mesmo. Quem quer perder a boquinha? Perder a dignidade pode?

  • Luis antonio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    (ao sr. amado amador), legal sua observação sr amado em relação ao assunto, no dia em que o sr. passar por atos de constrangimentos poderá talvés de defender, ao dizerem que o (sr.Amado amador) é uma pulga, um piolho, ou mesmo uma lesma que não tem papél neste cenário, leve a sério as causas alheias, não esculache as pessoas, pois serás também execrado.. eai?
    o sr. talves pedirá ajuda como o nobre engenheiro faz.repense senhor amado sobre suas declarações. respeite a dor de outros, aprenda a agir com empatia.

  • Fabiano Resende | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A engenheira florestal tem razão em não se expor, porque nesse país, quem denuncia atrocidades como essa acabam sendo perseguidos. Há uma inversão de valores; e no que se refere ao Secretário Luiz Daldegan, quem o conhece, sabe o quanto ele é mesquinho, vingativo. Ele pensa que o mundo conspira contra ele, e acaba atirando p/ todos os lados; fazendo generalizações. O pobre não tem discernimento,também, só ouve sua chefe de gabinete, sua fiel e leal escudeira, que certamente o levará para o buraco...
    Espero que alguem se compadeça da situação dos engenheiros florestais honestos, é preciso separar o joio do trigo.

  • LUIZA MARIA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A CASA(SEMA)ESTA UMA VERDADEIRA BAGUNÇA,TBM COM UM SECRETARIO DESSE NIVEL,O TRABALHO DELE É PERSEGUIR,onde esta a responsabilidade dele que tbm assinou projetos supostamente fraudulentos,por que o mesmo não foi vistoriar o projeto que o mesmo assinou??e ai??não vai detido tbm nun camburão da civil??essa justiça tem que tirar as vendas dos olhos e enchergar todos por igual.

  • fiedor slevenko | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Mais uma demonstração clara de que as atitudes desse cidadão que está a frente da Secretaria de Meio Ambiente é afoito, maniqueista e totalmente despreparado para exercer a função. O pior é o desgaste que o governo do Estado está tendo com tal situação. Digo isso, porque sabemos da seriedade do governador, que ao que tudo indica não está sendo devidamente informado sobre o que está acontecendo na Sema.

  • pedro luiz shitokan | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Enquanto isso na Sema corre solto o cabide de empregos. Os funcionários da casa são preteridos em favor de amiguinhos de infância do atual secretário que está loteando o órgão com pessoas do araguaia. É um absurdo o que está acontecendo naquela secretaria, pois os funcionários além de serem mal remunerados, além têm que se submeter a liderança de gente que entrou pela janela e nada entende de meio ambiente. è lamentável!

  • Emerson Marques | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O que mais chama a nossa atenção é que antes da Polícia e do Ministério Publico, fazer uma devasta na SEMA, nós nunca vimos vimos um Engenheiro nem um faxineiro reclamar de nada. Com quem esta a razao? Os funcionários, o secretario ou os fatos? Que cada faça seu juizo de valor.

  • antônio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    sim, é muito estranho ver alguem reclamando, pedindo ajuda, acho que ninguem se humilharia se não tivesse razão, a justiça do Brasil, é para os pobres, para os mais fragilizados, pois é bem certo que é sempre necessário mudar o "foco'.. Nosso Governador hj é um ecologista, um produtor de soja 100% correto em conformidade com o meio ambiente, desmatou MT no peito.. e quem se lembra disso?
    é .. acho que esses engenheiros devem sim recorrer a sociedade, para que tudo possa ser esclarescido.. pois já virou um oba oba das nossas policias ... Operações e mais operações, sem respeitarem o direito de defesa.. ridicula a justiça do Brasil, riduculo o tribunal de justiça, negar o direito de trabalho a pais de familias.... cuidado .. qualquer dia pode ser você, é você cidadão comum.... qualquer dia poderá ter a chamada "operação baguncinha"...

  • maria antonia | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    estou comovida com o apelo, pq, simplesmente neste país ficou mais fácil culpar outros doque simplesmente assumir os evidentes erros.

    quem assinou, quem aprovou tal projetos?

    de quem é o devr de fiscalizar?

    acho que o papel de um profissional é de elaborar projetos, mais o estado tem por obrigação fiscalizar, mesmo pq o engenheiro não deve responder por atos criminosos de seus clientes..e nem praticados de órgãos desorganizados.

Scheila assume APDM e cita projetos

scheila pedroso 400   Esposa do prefeito sinopense Roberto Dorner, Scheila Pedroso (foto), primeira-dama e secretária municipal de Assistência Social, passa a tocar, pelos próximos dois anos, a Associação para o Desenvolvimento Social dos Municípios de MT (APDM/MT). Ela promete juntar força com os...

Prefeito de Araputanga negocia praça

enilson rios prefeito 400 araputanga   O prefeito de Araputanga, Enilson Rios (foto), que ganhou as eleições do ano passado por uma diferença de apenas 56 votos sobre Joel Martins, com placar de 3.492 a 3.436, está no centro de uma polêmica. Ele aceitou uma proposta do Sicredi para utilização de um...

Barra recebe R$ 1,9 mi pra bancar UTIs

adison gon�alves 400   Em Barra do Garças, com 61 mil habitantes e 5.929 casos confirmados de Covid-19, inclusive com 207 mortes, incluindo 26 óbitos de indígenas em consequência da doença, o prefeito Adilson Gonçalves (foto) abriu crédito suplementar no orçamento de R$ 1,9...

De MT para USP; governo comemora

gabriel usp ribeiraozinho 400   O governador Mauro Mendes comemorou o fato do estudante Gabriel Rodrigues Ribeiro (foto), de 18 anos, morador de Ribeirãozinho, município mato-grossense com menos de três mil habitantes, ter conseguido ingresso no curso de medicina da USP, considerada a melhor universidade do país. Aos 18...

ICMS e R$ 150 mi a mais a municípios

rogerio gallo 400 curtinha   O secretário Rogério Gallo (foto), da Fazenda, assegura que o governo estadual já enviou para os municípios, no primeiro trimestre deste ano, R$ 150 milhões somente em ICMS arrecadado a mais do que estava previso na lei orçamentária. O valor é 8 vezes...

Fúrio, última ação no MPE e morte

celio furio 400   Célio Joubert Fúrio (foto), que morreu nesta sexta, aos 56 anos, vítima da Covid-19, foi um incansável combatente de atos de improbidade administrativa em MT e na defesa do patrimônio público. Integrava aos quadros do Ministério Público Estadual havia 29 anos. Ele atuou...