Últimas

Domingo, 08 de Junho de 2008, 07h:30 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

JUDICIÁRIO

Em Cuiabá, mais 2 vereadores vão ser cassados


Parecer do MPE pede cassação de Lutero Ponce e de Eden Capistrano e a absolvição do suplente Dilemário Alencar

  Dos 478 processos por infidelidade partidária protocolados no TRE, 61 foram julgados e 110 extintos, restando até agora 309, dentre eles os que devem resultar na perda dos mandatos dos vereadores cuiabanos Lutero Ponce (PMDB), presidente da Câmara, d Éden Capistrano (PSDB), além do suplente Dilemário Alencar (PTB). O TRE já cassou 35 parlamentares, sendo 34 vereadores e o deputado Walter Rabello, que conseguiu uma liminar junto ao TSE para se manter no cargo até a publicação do acórdão que acontece nesta segunda (9).

  Lutero Ponce foi eleito pelo PP com 3.520 votos, mas em setembro de 2007 migrou para o PMDB. Pela regra pró-fidelidade a data permitida para troca de partido era até 27 de março. O TRE não te maliviado os infiéis. Até agora somente 21 foram absolvidos, entre eles os vereadores por Cuiabá, Chico 2000 (PR) e Helny de Paula (PR), que está licenciado para ocupar o cargo de presidente da MTGás. Ambos trocaram o PPS pelo PR, mas antes de março do ano passado. Já Deucimar Silva, que saiu do DEM e foi para o PP, acabou cassado. A suplente Márcia Campos (DEM) já ocupa sua cadeira desde esta sexta (6).

  O parecer do Ministério Público é pela cassação de Lutero e de Capistrano. No caso do peemedebista, curiosamente a vaga ficaria com o quinto suplente Ali Veggi (PP), porque foi o único da fila que não trocou de sigla. Aliás, foi o próprio Veggi quem pediu no TRE a perda do mandato de Lutero.

   Éden Capistrano (PSDB) também está na berlinda. Ele se desfiliou do PSB em 02 de outubro de 2007 e está no PSDB. Ex-secretário de Meio Ambiente da Capital, ele acabou entrando na lista dos infiéis. Caso Capistrano seja cassado, como deseja o MPE, a cadeira ficaria com Dilemário, desde que este seja absolvido, conforme propõe a Procuradoria Regional Eleitoral, já que o suplente deixou o partido de origem (PSB) antes da entrada em vigor da regra do TSE. (Alline Marques)

Parlamentares que perderam mandato por infidelidade

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • Marcos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Dilemario quer voltar pra que ? Não fez nada na oportunidade que teve quando assumiu ... um zero a esquerda !!! Tô fora ...

  • CARLOS ROBERTO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    TINHA QUE CASSAR TODOS.

  • valmir molina | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Segundo comentários de bastidores,,o vereador Lutero foi para o lado do partido do Governador na tentativa ou promessa de que este,com sua influÊncia,conseguiria mantê-lo no cargo.Será?

  • Cida galvão | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Eu Cida quero esperar sentada, ´duvido que esses dois serão cassados. Esse Lutero já fechou acordo com a turma da botina p. não ser cassado nós pobres mortais sabemos como funciona esse TRE, só p. a ralé cabe o rigor da lei, aos demais as benécias da lei.É uma vergonha se esses dois não forem cassados, e os mesmos estão esperando entrar o período eleitoral, pois segdo a imprensa qdo começar ñão serão mais apreciados os pedidos de cassação dos infiéis. É ver p. crer.

  • Marcio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Mas a vaga não é do partido??? Então, em caso de cassação do mandato do Eden, o Dilermário não poderia assumir, pois o mesmo está no PTB.

    ABRA O OLHO PSB!!!

  • Ana Maria Petrusquini | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    E ai TRE qdo sairá a cassação do Lutero e do Éden? o povo tá ansioso por justiça. Ou vcs irão ficar desmoralizados?

Setores vivem tensão e são castigados

Gilberto Figueiredo Artigo O governo acerta ao estender o horários de funcionamento dos supermercados. Afinal, desde que o decreto entrou em vigor, as filas se multiplicaram pela Capital, aumentando o risco de transmissão do novo coronavírus. Há a expectativa de que novas medidas possam ser tomadas diante do evidente colapso da...

Limpeza e obras no entorno da Arena 

Beto 2x1 400 curtinha   Apesar da Arena Pantanal ser um cartão postal do Estado, o entorno do estádio vive situação crítica com lixo nas ruas, episódios de esgoto à céu aberto e matagal. O secretário estadual de Esporte e Cultura, Beto 2 a 1 (foto), em visita ao Rdnews, assegura que os...

VI de R$ 18 mil garantida na Câmara

A verba indenizatória de R$ 18 mil para os vereadores da Câmara de Cuiabá está garantida, pelo menos por enquanto. Depois de diversas ações judiciais, derrubando a alta indenização por gastos do mandato, os vereadores implantaram o benefício novamente em dezembro. O Ministério Público entrou com nova ação para declarar a verba inconstitucional. Um dos problemas é a falta de prestação...

Efeito-Covid adia vinda de Michelle

michelle bolsonaro A primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro, e a secretária da Mulher, Luciana Zamproni, resolveram transferir para abril a agenda de 11 de março que teria como convidada a secretária nacional de Mulheres, do Ministério dos Direitos Humanos, Cristiane Britto e a primeira-dama do Brasil Michelle...

Governador entre a cruz e a espada

mauro mendes curtinha   Às vésperas da pandemia completar 1 ano em MT, o Estado vive o seu pior momento e o governador Mauro Mendes (foto) enfrenta uma verdadeira prova de fogo: liderar ações coordenadas em todo o território mato-grossense para evitar que o Estado viva cenas parecidas com as de Manaus e de Estados...

Câmara volta a realizar 2 sessões

juca 400 curtinha   A Câmara de Cuiabá, sob a presidência do vereador Juca do Guaraná Filho (foto), volta a realizar duas sessões semanais, nas terças e quintas. Por conta da pandemia, as sessões serão remotas. A resolução foi aprovada por unanimidade pelos parlamentares que vinham...