Últimas

Quarta-Feira, 20 de Maio de 2009, 18h:26 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:23

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

Em discurso na AL, Carlos Brito critica extinção da Rotam

   Em um dos seus primeiros discursos, o deputado estadual Carlos Brito, que assumiu a vaga do parlamentar licenciado, Otaviano Pivetta (PDT), usou a tribuna nesta quarta (20) para se posicionar contra a extinção da 2ª Companhia Independente Tática Metropolitana, a Rotam.  O parlamentar, ex-secretário de Segurança Pública na gestão Blairo Maggi, alertou ainda que o fim desta força policial será um “desserviço” à sociedade mato-grossense.

“Não é preciso extinguir a Rotam, que pode existir juntamente com a polícia estadual”, salienta Brito, ao apontar que o fim do grupo especializado é o único ponto divergente apresentado no pacote de Segurança lançado na semana passada, que será um apresentado na semana passada pelo governo. Segundo o deputado, a Força Tática estadual não é um batalhão e sim a junção de todas os agrupamentos policiais do Estado e não justifica o fim da Rotam. “Para o enfretamento da violência em Cuiabá e Várzea Grande, a Rotam é indispensável”.

   Fazendo coro, o deputado republicano Sebastião Rezende, mesmo sendo do mesmo partido que o governador, também defendeu a manutenção da Rotam. “Não há outra forma de tirarmos o bandido das ruas”, afirma. Já para o parlamentar Guilherme Maluf, do PSDB, o fim da Companhia representará um grande retrocesso. Sobre o pacote anunciado, o tucano ainda acha necessário os deputados participarem de forma decisiva na distribuição dos recursos do pacote aos municípios. Na próxima segunda-feira (25) a Assembleia vai realizar uma audiência para debater a segurança pública no Estado. (Sandra Costa)

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • Andréa Soares | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    QUANDO A ROTAM ESTAVA NAS RUAS OS MARGINAIS PENSAVAM DUAS VEZES ANTES DE COMETER CRIMES. HOJE ELES NÃO MEDEM MAIS NADA CERTOS DA IMPUNIDADE. JÁ FAZEM POUCO MAIS DE UM MÊS QUE ACABARAM COM A TROPA ROTAM E OS REGISTROS DE CRIMINALIDADE ATINGIRAM INDICES HISTÓRICOS EM CUIABÁ. UMA COISA É CERTA, CUIABÁ PRECISA URGENTEMENTE DA ROTAM DEVOLTA AS RUAS!!!!!!!!!!!

  • Marcelo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Não precisa de tantas discuções a respeito da extinção da ROTAM. Se foi ou não correta a decisão em acabar com este batalhão especializado, é só olharmos as estatisticas de armas apreendidas antes e após a etinção da ROTAM, ou seja, uma viatura de polícia que trabalha com quatro policiais treinados para fazerem abordagens, vai fazer com certeza um número muito maior de abordagem do que uma viatura com dois policiais. É uma pena!!!

  • Marco Antonio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É complicado dizer que se critica sem conhecimento de causa pois um dos criticos ja foi uinclusive Secretário e Segurança Pública, porém tudo gira em torno de vaidades, pis se criaram polícias dentro da PM, ademais o terinamento do efetivo da ROTAM é o mesmo a que foram submetidos os PPMM das Forças Táticas. O que aqueles não queriam é se misturarem com seus colegas de farda, ou seja estavam fazendo o mesmo que fizeram com eles os PPMM da COE... isso é lamentável , pois ao contribuinte não interessa a nomenclatura e sim a prestação do serviço condizente. A formação de grupos só enfraquece, sendo que na maioria das ocorrencias o primeiro contato é feito pela tropa ordinária (os comunzão...) e que já entrega a o serviço mastigado, mas que não são devidamente valorizados. É só o comandante da Força Estadual transferir os insatisfeitos (lideres negativos) para outras OPM da capital ou do interior (onde a realidade é outra) que o pessoal acorda pra realidade...

  • carlo silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É uma pena verificar que nossos parlamentares são tão despreparados. Sem ter a menos noção da besteira que está falando, quando eu achava que ele iria falar algo que preste... falou mais besteira dfo que já fez na SEJUSP-MT.
    As Polícias Civil e Militar são Forças Estaduais de Segurança.essa invensionisse de força estadual é mais uma faceta , manobra de um governo fraco,sem projetyo para o setor, que não respeita as suas instituíções.Essa força que eles inventaram é INCONSTITUCIONAL, ABSURDA,E IMBECIL!

  • MARCELO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O DEPUTADO CARLOS BRITO ESTA DE SACANAGEM, PORQUE NA GESTÃO DELE, FOI EXTINTO A POLICIA RODOVIARIA ESTADUAL, AMBIENTAL E TRANSITO, AINDA NA GESTÃO DELE IRIA ACABAR A ROTAM, AGORA ELE VEM DIZER QUE É CONTRA A EXTINÇÃO DA ROTAM, COMO MUDOU DE IDEIA RAPIDAMENTE, SERÁ QUE ELE PENSARIA ASSIM, CASO ESTIVESSE COMO SECRETARIO DE SEGURANÇA PUBLICA

  • dejango | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    NESSE PONTO O CARLOS BRITO TEM RAZÃO, A ROTAM É UM GRUPO QUE SE ORGULHA EM SER POLICIAIS, SÃO TREINADOS,CAPACITADOS PARA OPERAÇÕES ESPECIAIS E QUE OS VAGABUNDOS RESPEITÃO ESSE GRUPAMENTO. UM PONTO FORTE DESSE GRUPAMENTO É QUE VC NUNCA VIU UM INTEGRANTE ENVOLVIDO EM CRIMES.
    POR ISSO, ACREDITO E O GOVERNO COM ESSA MEDIDA ESTARÁ DESPRESTIGIANDO ESSES VALOROSOS HOMENS, TIRANDO-O DELES A AUTO ESTIMA DE PERTENCER A UM GRUPO SELETO DA POLÍCIA E QUE ESTIMULAVA TODO BOM POLICIAL A QUERER FAZER PARTE DESSE GRUPO.
    A VIATURA DA ROTAM QUANDO CHEGA EM ALGUM BAIRRO A NOTICIA JÁ RAPIDAMENTE CORRIA ENTRE OS VAGABUNDOS, INTIMIDAVA O CRIME, NÃO POR SER AGRESSIVA MAS SIM POR SER ENÉRGICA EM SUAS AÇÕES E SABIA ALI QUE ELA NÃO COMPACTUAVA COM AS MALEDICENÇAS.
    SENHOR GOVERNADOR SERIA DE MUITA GRANDEZA, RECONHECER O ERRO E TENTAR CORRIGIR ENQUANTO HÁ TEMPO.

  • Chacal | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Carlos Brito nao é mais o mesmo realmente. Aprovou a indicação de Campos Neto caladinho.
    Hehehehe.

Efeito-Covid adia vinda de Michelle

michelle bolsonaro A primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro, e a secretária da Mulher, Luciana Zamproni, resolveram transferir para abril a agenda de 11 de março que teria como convidada a secretária nacional de Mulheres, do Ministério dos Direitos Humanos, Cristiane Britto e a primeira-dama do Brasil Michelle...

Governador entre a cruz e a espada

mauro mendes curtinha   Às vésperas da pandemia completar 1 ano em MT, o Estado vive o seu pior momento e o governador Mauro Mendes (foto) enfrenta uma verdadeira prova de fogo: liderar ações coordenadas em todo o território mato-grossense para evitar que o Estado viva cenas parecidas com as de Manaus e de Estados...

Câmara volta a realizar 2 sessões

juca 400 curtinha   A Câmara de Cuiabá, sob a presidência do vereador Juca do Guaraná Filho (foto), volta a realizar duas sessões semanais, nas terças e quintas. Por conta da pandemia, as sessões serão remotas. A resolução foi aprovada por unanimidade pelos parlamentares que vinham...

Coronel linha dura morre ao 91 anos

Coronel Abid 400   Morreu   em Campo Grande (MS), aos 91 anos,  o coronel da PM aposentado Adib Massad (foto), considerado  um dos principais nomes  da Segurança Pública de Mato Grosso na década de 1970. À época, ainda com a patente de  tenente, foi comandante regional...

Mauro e vitórias na briga de decretos

orlando perri 400 curtinha   A estratégia do governador Mauro Mendes de articular com os Poderes a edição do decreto de toque de recolher vem dando frutos. O governo publicou decreto impondo toque de recolher das 21h às 5h, com fechamento do comércio às 19h. O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro,...

Prefeito é intubado e pode ir para SP

Prefeito de Tapurah Carlos Alberto Capeletti   É grave o quadro de saúde do prefeito de Tapurah (432 km de Cuiabá), Carlos Alberto Capeletti (PSD). Após piora, ele precisou ser intubado nesta quinta (4). Foi internado na terça (2), após testar positivo para Covid-19, em uma UTI no Hospital 13 de Maio, em...