Últimas

Sexta-Feira, 02 de Maio de 2008, 12h:12 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:20

INVESTIGAÇÃO

Em nota, Chaparro nega esquema de cartelização

  O presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivado de Petróleo do Estado (Sindipetróleo), Fernando Chaparro, por meio de nota divulgada nesta sexta (2), diz que foi injustiçado e nega a existência de esquema de cartelização de combustíveis. Garante ainda que possui provas suficientes para comprovar que as acusações feitas pelo Grupo de Atuação de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) são falsas. "Posso afirmar com absoluta certeza que não autorizo e nem comando práticas que venham a conduzir atos de cartelização ou dumping", afirma.

   Chaparro se diz injustiçado, pois, segundo ele, não omitiu nenhum documento ao Ministério Público. "Os órgãos competentes verão que a direção do Sindicato foi injustiçada, mesmo porque nunca escondeu ou omitiu qualquer documento ao Ministério Público desde a chamada Operação Bagdá". Ele propõe ainda que haja uma reunião entre órgãos, instituições ligadas ao segmento de combustível e o MP para debater o ponto de equilíbrio para comercialização da gasolina comum. (Pollyana Araújo)

   Confira na íntegra as argumentações de Chaparro:

  "A Diretoria do Sindipetróleo vem a público esclarecer que em momento algum coagiu, ameaçou e, muito menos, incentivou proprietários de postos de combustíveis a elevarem o preço da gasolina. O valor de venda à varejo é amplamente divulgado no site da ANP, assim como pelo Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), que comprova a concorrência do mercado e a livre comercialização, tudo em conformidade com a Constituição Federal (artigo 170, §IV). A Diretoria do Sindipetróleo tem provas suficientes para comprovar o não envolvimento desta instituição que atua na defesa do segmento e que não concorda e até denúncia irregularidades e os ditos empresários informais. Pode-se afirmar com absoluta certeza que não autoriza e nem comanda práticas que venham a conduzir atos de cartelização ou dumping. Com essa mesma certeza, confia que ao final de toda a investigação (Operação Madona), será confirmada a inocência. Os órgãos competentes verão que a Direção do Sindicato foi injustiçada, mesmo porque nunca escondeu ou omitiu qualquer documento ao Ministério Público desde a chamada Operação Bagdá. Assim a Diretoria, que sempre esteve disposta a auxiliar qualquer investigação e informar a sociedade os custos que formam o preço praticado no mercado, reitera a proposta de reunir os órgãos e instituições ligadas ao segmento para, junto com o Ministério Público, debater o ponto de equilíbrio para comercialização da gasolina comum. Para finalizar, agradece a solidariedade dos proprietários de postos associados ou não ao Sindipetróleo".
Fernando Chaparro
Presidente do Sindipetróleo

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Pedro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

CAA-MT fará vacinação contra H1N1

ittalo leite 400 caixa de assistencia   A Caixa de Assistência dos Advogados de Mato Grosso (CAA/MT), presidida por Ittalo Leite (foto), já deu início à Campanha de Vacinação Contra a gripe H1N1. Serão disponibilizadas seis mil doses da vacina para imunização contra a Influenza A e B,...

Governo compra 103 motos para PM

O governo estadual vai entregar nos próximos dias 103 motocicletas à Polícia Militar. Isso deveria ter ocorrido nesta segunda, mas foi adiado e ainda sem data definida. As motos serão utilizadas pelas equipes de policiais da Companhia Raio de Moto-Patrulhamento, Força Tática e pelo policiamento ordinário na Região Metropolitana de Cuiabá e em vários outros municípios. No primeiro lote, o governador Mauro...

Ex-prefeito, contratos e multa do TCE

jeovan faria 400   O ex-prefeito de Campinápolis, Jeovan Faria (foto), vai ter de pagar uma multa equivalente a 10 UPFs/MT, o que corresponde hoje a R$ 1,8 mil, como punição por contratação de pessoal por tempo determinado sem atender à necessidade temporária de excepcional interesse público....

Decon investiga "fura-fila" da vacina

O delegado Rogério Ferreira, da Especializada do Consumidor (Decon), instaurou o que se chama de Auto de Investigação Preliminar para apurar possíveis irregularidades no cumprimento da ordem de vacinação contra a Covid-19 dentro dos critérios estabelecidos pela Prefeitura de Cuiabá. Na prática, busca investigar possíveis situações de “fura-fila” e outras circunstâncias ilegais. Rogério...

Um assessor parlamentar no TCE-MT

carlos brito 400   Carlos Brito (foto), que já ocupou diversos mandatos eletivos, será nomeado assessor parlamentar do TCE, cargo ligado diretamente à presidência. Ali, em sintonia com o gabinete do presidente Maluf, terá a missão de regulamentar o processo de solicitação da Assembleia...

Covid mata 20º pastor da Assembleia

aparecido domingues pastor cidao 400   Morreu neste sábado mais um pastor da Assembleia de Deus em consequência da Covid-19. Aparecido Francisco Domingues, o Cidão (foto), que era vice-presidente em Paranaíta, é o 20º pastor da Igreja em Mato Grosso a vir a óbito, após ser infectado pelo novo...