Últimas

Sexta-Feira, 02 de Maio de 2008, 12h:12 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:20

INVESTIGAÇÃO

Em nota, Chaparro nega esquema de cartelização

  O presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivado de Petróleo do Estado (Sindipetróleo), Fernando Chaparro, por meio de nota divulgada nesta sexta (2), diz que foi injustiçado e nega a existência de esquema de cartelização de combustíveis. Garante ainda que possui provas suficientes para comprovar que as acusações feitas pelo Grupo de Atuação de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) são falsas. "Posso afirmar com absoluta certeza que não autorizo e nem comando práticas que venham a conduzir atos de cartelização ou dumping", afirma.

   Chaparro se diz injustiçado, pois, segundo ele, não omitiu nenhum documento ao Ministério Público. "Os órgãos competentes verão que a direção do Sindicato foi injustiçada, mesmo porque nunca escondeu ou omitiu qualquer documento ao Ministério Público desde a chamada Operação Bagdá". Ele propõe ainda que haja uma reunião entre órgãos, instituições ligadas ao segmento de combustível e o MP para debater o ponto de equilíbrio para comercialização da gasolina comum. (Pollyana Araújo)

   Confira na íntegra as argumentações de Chaparro:

  "A Diretoria do Sindipetróleo vem a público esclarecer que em momento algum coagiu, ameaçou e, muito menos, incentivou proprietários de postos de combustíveis a elevarem o preço da gasolina. O valor de venda à varejo é amplamente divulgado no site da ANP, assim como pelo Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), que comprova a concorrência do mercado e a livre comercialização, tudo em conformidade com a Constituição Federal (artigo 170, §IV). A Diretoria do Sindipetróleo tem provas suficientes para comprovar o não envolvimento desta instituição que atua na defesa do segmento e que não concorda e até denúncia irregularidades e os ditos empresários informais. Pode-se afirmar com absoluta certeza que não autoriza e nem comanda práticas que venham a conduzir atos de cartelização ou dumping. Com essa mesma certeza, confia que ao final de toda a investigação (Operação Madona), será confirmada a inocência. Os órgãos competentes verão que a Direção do Sindicato foi injustiçada, mesmo porque nunca escondeu ou omitiu qualquer documento ao Ministério Público desde a chamada Operação Bagdá. Assim a Diretoria, que sempre esteve disposta a auxiliar qualquer investigação e informar a sociedade os custos que formam o preço praticado no mercado, reitera a proposta de reunir os órgãos e instituições ligadas ao segmento para, junto com o Ministério Público, debater o ponto de equilíbrio para comercialização da gasolina comum. Para finalizar, agradece a solidariedade dos proprietários de postos associados ou não ao Sindipetróleo".
Fernando Chaparro
Presidente do Sindipetróleo

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Pedro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

Sob arrogância, ataque e desrespeito

abilio junior 400 curtinha   O candidato Abílio Junior (foto), que disputa o segundo turno em Cuiabá com o prefeito Emanuel, chegou bastante nervoso e irritado para o debate nesta sexta, na TV Vila Real (Record). Demonstrando arrogância, ignorou o superintendente do Grupo Gazeta de Comunicação, Dorileo Leal, na...

Candidatos, tensão, debate e bate boca

antoniocarlos   Em debate tenso, na TV Vila Real (do grupo Gazeta) e, após troca de acusações sobre atos de corrupção e servidores fantasmas, os candidatos à Prefeitura de Cuiabá Abílio Júnior (Pode) e Emanuel Pinheiro (MDB) protagonizaram bate boca por mais de uma vez. O clima ficou...

Abílio contrata 400 fiscais para eleição

A campanha do candidato Abílio Júnior (Pode) decidiu contratar 400 fiscais para atuar nesta eleição de domingo. Isso derruba o discurso do candidato do Podemos de que todos atuam de forma voluntária em prol da sua vitória. Aliás, quando questionado sobre a grande estrutura que montou neste segundo turno, inclusive sobre a equipe de marketing, disse que todos são colaboradores. Na sua versão, ninguém recebe pelo trabalho,...

Entrando na briga à AMM muito tarde

maurao curtinha 400   Mauro Rosa, o Maurão (foto), que está encerrando o segundo mandato como prefeito de Água Boa, é o único candidato no duelo com Neurilan Fraga, que busca mais um mandato no comando da AMM, entidade que representa as prefeituras mato-grossenses. O problema é que Maurão entrou...

Com Paccola, Câmara terá polêmicas

paccola 400 curtinha   O vereador eleito pela Capital, tenente-coronel PM Marcos Eduardo Ticianel Paccola (foto), do Cidadania, promete levar muitas polêmicas para os embates que pretende travar no Legislativo. Ele é daqueles sem papas na língua. Defende, por exemplo, que a população tenha direito de se armar. Em...

Esposa de deputado na 2ª suplência

maria avalone 400   Não foi só o deputado estadual Wilson Santos que frustrou-se na tentativa de eleger membro da família à cadeira de vereador. O também parlamentar Carlos Avalone, presidente regional do PSDB, apostou todas as fichas na esposa Maria Avalone. Mas ela só chegou à...