Últimas

Terça-Feira, 23 de Junho de 2009, 18h:15 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:22

BARÃO DE MELGAÇO

Em panfletos, manifestantes pedem "cabeça" de Marcelo

   Com a possibilidade de cassação do mandato do prefeito eleito de Barão de Melgaço, Marcelo Ribeiro (PP), nesta terça (23) pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), mais de 60 manifestantes do Movimento Popular contra a Impunidade devem lotar o plenário do órgão para pressionar os magistrados a negar o recurso do progressista, que deixou o cargo após a cassação em primeira instância. A mobilização começou a partir das 16h, ainda em Barão de Melgaço, com a distribuição de panfletos com teor voltado à moralização na política e ao combate à impunidade. Em seguida, mais de 60 integrantes do movimento seguem para a sede do TRE em Cuiabá, onde também vão distribuir panfletos e CDs com a gravação de uma entrevista do então juiz responsável pela cassação de Marcelo, Lídio Modesto, à repórter Lucia Nascimento, da rádio Jovem Pantanal, de Barão de Melgaço. “Uma semana antes das eleições, na entrevista, o juiz Lídio Modesto já falava sobre prática da compra ordenada de votos e que estes políticos poderiam até ganhar nas urnas, mas não levariam por causa dos crimes eleitorais”, informou um dos líderes do movimento contra a impunidade, Argemiro Pereira Reis.

  • Clique aqui e confira o manifesto "Quem acredita na Justiça"

   Segundo Argemiro, só o suposto desfalque de R$ 6 milhões nos cofres da Câmara de Cuiabá, na presidência da então vereadora e atual deputada Chica Nunes (PSDB), esposa de Marcelo Ribeiro, justifica o temor da população com a possibilidade do TRE acatar o recurso do progressista. “Se eles fizeram este desfalque na Câmara de Cuiabá, imagina o que não irão fazer na Prefeitura de Barão de Melgaço. Não vamos agüentar porque a arrecadação daqui é bem menor. Sobrevivemos da pesca e um pouco do turismo. A população está carente”, alertou Argemiro. De acordo com ele, o ato em defesa da moralidade na política vai contar não apenas com manifestantes de Barão, como de Barra do Garças, Porto Alegre do Norte, Canarana, Nova Xavantina, Campinápolis, Tangará da Serra, Cáceres e Diamantino, além de membros de outras Organizações não governamentais.

  • Confira aqui o Movimento Popular Contra a Impunidade

   O recurso de Marcelo Ribeiro é o terceiro na pauta de votação do TRE. O placar, por enquanto, é favorável ao progressista em 3 votos a 2. A decisão está nas mãos do juiz-membro José Zuquim Nogueira. Se ele votar pela manutenção da cassação de Marcelo, o julgamento terá que ser definido pelo presidente do TRE, Evandro Stábile, no chamado voto-minerva. O relator do recurso, desembargador Rui Ramos Ribeiro, votou pela cassação. Ele foi acompanhado pelo juiz-membro José Pires da Cunha. Já Renato César Vianna Gomes divergiu do relator e apresentou voto favorável a Ribeiro. Teve o mesmo entendimento, pelo provimento do recurso, a juíza-membro Maria Abadia Pereira de Souza Aguiar e Yale Sabo Mendes. Eleito com 2.098 votos, Marcelo foi cassado por abuso de poder econômico e político, compra de votos. Também perdeu os direitos políticos por três anos. Atualmente, a prefeitura é comandada pelo segundo colocado nas urnas, Antônio Ribeiro Torres (PSB), que teve 1.607 votos. (Andréa Haddad)

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • TIMONEIRO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    POPULACAO DE STO ANTONIO FACA IGUAL O POVO DO IRAN VAI PRA RUA E PROSTETE,SEJAM RADICAL NAO ACEITE .

  • Alberto Silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • João Marcio Miranda Pinheiro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Acho que a população de Barão de Melgaço, deve se preocupar com a administração do prefeito dentro do municipio, afinal de contas ele foi eleito pelo povo daquele municipio e não de cuiabá, em uma demonstração clara de democracia. O Sr. Ribeiro, sequer conhece o municipio, apanrado por uma duzia de pessoas que se agrupam na surdina. infelizmente quem vai pagar com Marcelo ou com o tal Ribeiro, é a população sofida de Baraão de Melgaço, onde tenho grandes amigos que são verdadeiros HERÓIS, pode-se dizer assim. Tenho certeza que Marcelo Ribeiro, voltara a prefeitura e fara uma exemplar administração. Boa Sorte Marcelo.

  • Joana | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    JOÃO MARCIO VC TEM QUE APOIAR O MARCELO MESMO, POIS É FARINHA DO MESMO SACO, ESTÁ ACOSTUMADO VIVER DE CORRUPÇÃO. QUE EXEMPLO VC TEM DE ESTÁ FALANDO DESSAS PESSOA QUE APOIARAM O SENHOR ANTONIO RIBEIRO, ESSAS PESSOAS SÃO DIGNAS E TEM CARÁTER, SAI E ENTRA EM QUALQUER LUGAR DE CABEÇA ERGUIDA, NÃO TEM FAMA DE CORRUPTO E DE LADRÃO.

  • Antonio Silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Existe um ditado popular que diz: quem não teve berço não tem dignidade . Depois de tantos tantos documentos( compras de votos) e até notas fiscais falsas que eu chamo de corrupção politica, escandalos envolvendo a mulher e o ex marido ainda lutam para continuar ? Precisam nascer de novo, rasgar essa roupa suja que veste, amar e doar um pouquinho se caso ainda exista em seus corações a luz do Espirito Santo. Só ele é capaz de dar tranquilidade a suas familias que o povo cuiabano e Melgacensse conhece e que não tem culpa alguma pelos erros corruptos dos entes queridos.

  • magalhães | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Só uma pergunta quem votar a favor vai administrar os 6 milhões da Tia Chica?????Hoóóóóóóóó perguntinha dificio né.

  • TIMONEIRO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • TIMONEIRO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

Taisir coordena campanha de Eliene

taisir karim 400 curtinha   O ex-reitor da Unemat e uma das lideranças do PSD na região Oeste, Taisir Karim (foto), que chegou a se lançar de última hora como pré-candidato a prefeito de Cáceres, mas logo em seguida recuou, será o coordenador-geral da campanha de Eliene Liberato (PSB), atual...

Inaugurados 67 km de asfalto da 020

mauro mendes 400 curtinha   O governador Mauro Mendes (foto) inaugurou nesta 5ª a pavimentação de 67,5 km da MT-020, entre Paranatinga e Canarana. Essa estrada faz parte do pacote de obras que foi retomado e já concluído nesta gestão. Foram investidos R$ 45 milhões do governo estadual. O...

Saggin critica "ditadura" e apoia Raye

paulo raye 400 curtinha   O empresário e advogado Sandro Saggin, que desistiu da candidatura a prefeito de Barra do Garças e agora apoia Paulo Raye (foto), do Pros, explica que em nenhum momento os diretórios estadual e nacional do Podemos, de cujo partido é filiado, encaminharam qualquer orientação aos...

Pode abandona Raye e pune Saggin

sandro saggin curtinha 400   Sandro Saggin (foto) amargou outra derrota em Barra do Garças. Inicialmente, seria candidato a prefeito pelo Podemos. Mas resolveu, por conta própria, levar o partido para uma coligação com partidos de esquerda que lançaram o ex-prefeito Paulo Raye, apoiado pelo PC do B, PT e Pros. A...

Ex-vereador recua para apoiar primo

divino 400 barra do bugres   Ex-vereador, ex-presidente da Câmara e empresário bem sucedido, Chico Guarnieri (PTB) não será candidato a prefeito de Barra do Bugres nas eleições deste ano. Guarnieri, que disputou a prefeitura em 2016, até ensaiou, mas recuou ao ver que o primo, pedetista Doutor Divino...

3 ex-prefeitos viram cabos eleitorais

percival muniz 400 curtinha   Dois candidatos de oposição em Rondonópolis têm ex-prefeitos como principais cabos eleitorais. O empresário Luiz Fernando, o Luizão (Republicanos), conta com apoio de Adilton Sachetti, que já comandou o município e perdeu na tentativa de reeleição, e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.