Últimas

Terça-Feira, 27 de Outubro de 2009, 18h:03 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:24

SAÚDE

Em resposta a Santos, secretário detalha investimentos

   Em contraposição às declarações do prefeito de Cuiabá, Wilson Santos (PSDB), que alega falta de recursos do governo do Estado para gerenciar o sistema de saúde da Capital, o secretário de Saúde Augustinho Moro detalhou nesta terça (27), em coletiva, os investimentos feitos no setor.

   Segundo ele, apenas do Fundo Nacional de Saúde a prefeitura deve receber R$ 125 milhões em 2009. “O teto inicial, em dezembro de 2005, era de R$ 63 milhões. O Ministério da Saúde aumentou em cerca de 100% o teto financeiro para Cuiabá nos atendimentos de média e alta complexidade”. O Estado também destina verba própria no valor de R$ 2,65 milhões ao mês para Cuiabá aplicar na manutenção de UTIs e custeio, fora os repasses da atenção básica.

   Em relação à matéria publicada pelo jornal Folha de S. Paulo, de que o governo não repassa para o setor os 12% exigidos pela legislação, Moro explicou que se trata de metodologias diferenciadas de cálculo. “O sistema de informações do Ministério da Saúde excluí as receitas de Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF), multas, juros de mora e da Lei Kandir para o cálculo dos 12% previstos pela Emenda 29”. O balanço geral do Estado, por sua vez, leva em conta essas receitas. Ele ponderou que a metodologia de cálculo é amparada pelo TCE.

   O balanço aponta que em 2005 o Estado aplicou 12,52% na saúde, enquanto no ano seguinte foram 12,28%. Já em 2007, esse percentual subiu para 12,8% e, no ano passado, foram destinados 12,39%. Segundo Moro, apenas no primeiro semestre deste ano, o Estado investiu 11,91% no setor - saiba mais aqui

-------------------------------
Moro admite que há dificuldades de
diálogo com o secretário Luiz Soares
-------------------------------

   Augustinho Moro admitiu que há dificuldades de diálogo com o secretário de Saúde de Cuiabá, Luiz Soares, ao lembrar que, até pouco tempo, se reunia semanalmente com gestores dos municípios para discutir os problemas da saúde da Capital e de Várzea Grande. “Sentávamos todas as sextas para discutir problemas técnico-operacionais. Embora a gestão seja plena, o Estado sempre atuou como mediador nos conflitos, mas depois veio a crise e este diálogo acabou”.

   Moro disse que procurou a secretaria de Saúde de Cuiabá a fim de buscar uma alternativa para o atendimento de urgência e emergência, mas não teve retorno. Diante da falta de comunicação, o Estado resolveu encaminhar os pacientes do Samu para o Hospital Geral Universitário. “Só vamos comunicar nossa decisão, já que eles não apresentaram alternativas”. Ele preferiu não entrar na polêmica envolvendo médicos e o secretário Luiz Soares. “O reajuste que os médicos reivindicam é justo, mas também não sei se o município tem recurso para pagar”, ponderou. (Andréa Haddad)

   Segundo ele, entre 2001 e 2008 o governo pagou 8% dos gastos da Capital com Saúde, enquanto a prefeitura foi responsável por 42% e a União por 50%. “É verdade que o Estado repassa 2,65 milhões por mês, conforme disse Moro, mas isso só representa 8% das despesas. A União entra com R$ 150 milhões, o que equivale a 42%”. O tucano avalia que o ideal seria o governo repassar 5,2 milhões e manter a verba da União. “Este montante estaria de bom tamanho”.

   Santos ponderou que não foi ele e sim o Tribunal de Contas da União e o jornal Folha de S. Paulo que apontaram repasse inferir aos 12% exigidos na legislação para a saúde. “E isso não acontece só em Mato Grosso. São 17 Estados com percentuais abaixo do que é exigido legalmente”. (Andréa Haddad)

-------------------------------------------------------------

Demonstrativo de cálculo sobre o
balanço geral do Estado desde 2003
2003 – R$ 214,8 milhões (8,44%)
2004 – R$ 355,4 milhões (12,59%)
2005 – R$ 387,1 milhões (12,52%)
2006 – R$ 395,9 milhões (12,28%)
2007 – R$ 460,9 milhões (12,8%)
2008 – R$ 531,7 milhões (12,39%)
1º semestre de 2009 – R$ 251 milhões (11,91%)

(18h31)Santos pondera que recursos do governo correspondem a apenas 8% 

   Em viagem a São Paulo para uma reunião com o governador José Serra (PSDB), o prefeito Wilson Santos disse que os dados apresentados pelo secretário Augustinho Moro só confirmam a necessidade de aumento de repasse do Estado para Cuiabá.

Postar um novo comentário

Comentários (12)

  • benjamin hapicca | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O hominho arrogante esse prefeito. E toma dinheiro pra propaganda.

  • Cesar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Wilson gosta tando de cuiabanos que agradeceu seus votos com a demissão de medicos de Cuiabá para a contratação de gauchos. Depois sua turma fica reclamando de botinudos. Me diz se eles não gostam?

  • Paulo Roberto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Há dois problemas que o secretario Moro(so) não cita com oobjetivo de manipular a opinião pública: Cuiaba é a unica capital do pais que nao tem um hospital publico estadual, o que sobrecarrega o sistema municipal e transforma os dois mulhões mensais em centavos. A saude no interior não funciona, Resultado todo mundo vem para a capital sobrecarregando ainda mais o sistema municipal. Se o estado investisse o minimo nointerio e consruisse o tao prometido hospital regional em cuiaba, a história seria outra, bem diferente.

  • MARCOS | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    AFINAL MORO, QUANTOS MEDICOS TEMOS NA AREA DA SAUDE ESTADUAL? AONDE ESTÃO? E QUANTOS HOSPITAIS ESTADUAIS TEMOS EM NOSSO ESTADO? VOCE JÁ VERIFICOU POR QUE O HOSPITAL REGIONAL ESTA DO JEITO QUE ESTÁ, E POR QUE? POR QUE NÃO REABRIR IMEDIATAMENTE O HOSPITAL DAS CLINICAS? ISSO JÁ VEM DE ANOS, MAS DOENTE NÃO DA VOTO SÓ PROBLEMAS NÃO É? VAMOS TRABALHAR UM POUCO A SUA PASTA NÃO TEM MOSTRADO MUITA ATUAÇÃO E INTERESSE NESSA AREA HOSPITALAR.

  • CARLOS ROBERTO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    TA VENDO, PREFEITO ?? ISSO É QUE É TER UM SECRETÁRIO COMPETENTE. COISA QUE O SENHOR NÃO TEM DO SEU LADO.

  • marcos moura | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    como a praça e a estrada do coxipo do ouro e a estrada e o terminal da ponte de ferro e a saude ,esses vassalos , com seus menestreis do prefeito, com dinheiro em caixa , com esses incompetentes, controem no dia à dia`, esse fracasso que tem sido essa prefeitura , sem falar dos escandalos , noticias nos jornais do país.

  • ZÉ DO PONTO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O que sai da F.de São Paulo,da bôca do Wilson Pinóquio e do rôlo de papel higiênico são símilares. Jornal sem a mínima credibilidade,nos últimos tempos,em franca decadência ,não inspira crédito. Acredito píamente nos números apresentados pelo Agostinho. Pelo menos é matematica,uma ciência exata. Do outro lado só palavras.palavras,as mesmas palavras. E mentirosas.

  • Cuiabano | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Ninguem consegue dialogar com esse cabeção, só o Wilson....
    Ja vi muita gente cair no governo por muito menos, o que sera que acontece que esse secretario e tão defendido pelo prefeito????
    Wilson, pelo amor de Deus cara, pede pra sair e some de Cuiaba, você é uma vergonha pra nossa cidade....

  • João do Povo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Na prefeitura é dificil de entender e saber quem mente mais, se é um narigudo ou um cabeção, ou melhor dois, pois o vice ja esta perto de assumir a prefeitura. Na entrevista ao jornalista vereador da rede gazeta o Narigudo disse que ja havia feito o contrato e os médicos estavam chegando; Agora o Cabeção disse que não éra um comtrato e sim um pré contrato. O Narigudo fala que não recebe do estado agora o secretario de estado desmente o Cabeção e o Narigudo dizendo que aumentou o recurso 100% a mais ja para 2010. Fica feio mentir , antigamente os cabeçudos eram vistos como pessoas inteligentes, EX : Rui Barbosa e outros e os narigudos KIKIKIKIKIKIKIK sempre pinóquio o mentiroso, não é atoa que nas suas propagandas politicas ele usa de má fé para com seus concorrentes Comite da MA....

  • TIMONEIRO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    a wilson pinoquio ve se aprende,laiga de mentira,pois como diz o ditado mentira tem pernas curta,agora foi para sao paulo,ve o que arruma com o zumbi morto vivo do jose serra,nao se supreenda se ele wilson pinoquio vier com outra masp so que desta vez a empresa vem la sao paulo,porque a que a ieda crusius enviou para tenta salvar o wilson pinoquio nao colou,eita partidinho de s.............  

Com Covid-19 e frequentando a AL

paulo araujo 400   O deputado Paulo Araújo (foto), do PP, está com reinfecção pelo Covid-19 e, mesmo assim, continua frequentando o prédio da Assembleia normalmente, como se não tivesse contaminado. Na primeira vez que foi infectado pelo vírus, também fez igual. Colegas parlamentares e...

2 abstenções e briga pela 4ª Secretaria

silvio favero 400   Dois deputados se abstiveram na eleição da Mesa Diretora da Assembleia desta terça cujo votação foi secreta. Nos bastidores, os comentários são de que as abstenções foram de Sílvio Fávero (foto), que se lançou à disputa e, sequer, teve...

Petista, incoerência e voto contrário

ludio cabral 400   O petista Lúdio Cabral (foto), daqueles parlamentares do morde e assopra, na tentativa de marcar posição, expõe cada vez mais suas incoerências em votação na Assembleia. Na sessão que antecedeu a eleição para a nova Mesa Diretora, provocada pela decisão...

Projeto sobre VI na Saúde está na AL

gilberto figueiredo 400 curtinha   Já está na Assembleia, para votação dos deputados, o projeto do governo que garante retomada do pagamento da verba indenizatória aos profissionais da Saúde que atuam na linha de frente do combate à Covid-19 nas unidades hospitalares, ambulatoriais e...

2 desembargadores vão para TRE-MT

carlos alberto tj 400 curtinha   O Pleno do Tribunal de Justiça define, na quinta (25), em votação secreta e por videoconferência, dois desembargadores que comporão os quadros de comando do TRE-MT pelos próximos dois anos. O ex-presidente do TJ, Carlos Alberto Alves da Rocha (foto), é um dos inscritos...

Primeira-dama pede retorno de auxílio

marcia_pinheiro_curtinha400 Primeira-dama de Cuiabá Márcia Pinheiro (foto), em visita à sede do Rdnews e entrevista ao Rdtv, pede que a bancada federal de MT se mobilize e vote favorável ao retorno do pagamento do auxílio emergencial às famílias em situação de vulnerabilidade. Márcia...