Últimas

Domingo, 09 de Setembro de 2007, 07h:40 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

INVESTIGAÇÃO

Em sessão secreta, 3 senadores são pró-Renan

   Serys, Jaime e Jonas devem votar pela absolvição de Calheiros

    Os três senadores mato-grossenses - a petista Serys Marly e os democratas Jaime Campos e Jonas Pinheiro -, devem votar pela manutenção no cargo do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). A sessão secreta que definirá o destino do parlamentar está marcada para quarta (12), às 10h. Os senadores por Mato Grosso têm sido aos assessores que são partidários e, por isso, vão seguir orientação de suas legendas. Do total de 81 senadores, qualquer seja a tese vencedora (manter ou não Renan na presidência)), são necessários 41 votos.

    De acordo com o site do Senado, Democratas, PSDB e Psol detêm apenas 31 cadeiras na Casa, isso se não houver deserções. As maiores bancadas aliadas (PT, PMDB), sozinhas, somam outros 31. No meio do caminho estão PR, PC do B, PDT, PP, PSB e PTB: todos integrantes, em maior ou menor escala, do primeiro escalão da gestão Lula.

    Renan é acusado de pagar contas pessoais por meio de um lobista da construtora Mendes Júnior. Os pagamentos teriam sido feitos para a jornalista Mônica Veloso, com quem o senador tem uma filha de 3 anos. Pesam também contra ele suspeitas de ter utilizado laranjas na compra de empresas de comunicação em Alagoas e de ter negociado vantagens em transação com a cervejaria Schincariol.

   Apesar do PT não ter fechado questão para votar, Serys tem sinalizado no sentido de absolver o presidente do Senado. Quando o Conselho de Ética aprovou o relatório contra Renan, integrantes da bancada petista foram favoráveis à cassação, sendo eles Eduardo Suplicy (SP), Augusto Botelho (RR) e João Pedro (AP). Entretando, o próprio Suplicy já dava declarações em tom mais brando sobre o caso na última semana, depois que a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) decidiu encaminhar o processo à Mesa Diretora.

    A sessão deve ser fechada devido ao artigo 197 do Regimento Interno da Casa. O documento determina sessões sigilosas obrigatoriamente, quando o Senado tiver de se manifestar sobre os seguintes casos: declaração de guerra, acordo sobre a paz, perda de mandato ou suspensão de imunidade de senador durante o estado de sítio e escolha de chefe de missão diplomática de caráter permanente.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Maria do Carmo Silva de Oliveira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Pelo nível dos comentários feitos neste site fica claro que o povo não é mais o mesmo.
    O POVO ESTÁ DE PARABÉNS!!!
    Acompanhando e enentendo as armações da política e dos políticos.
    OS POLÍTICOS QUE SE CUIDEM...tratem de entender o povo, porque tjá está entendendo as artimanhas dos políticos. As mascaras estão caindo.

  • caroço da pracinha | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    EU NÃO ACREDITO QUE ISSO É NOVIDADE PRA ALGUEM. NÃO PRECISA DE NENHUMA BOLA DE CRISTAL PARA ADIVINHAR QUE A POSIÇÃO DA BANCADA DE MT SERIA ESSA. É CADA UM DEFENDENDO O SEU INTERESSE, E O PIOR DE TUDO, É QUE TEM O NOSSO AVAL, QUE FOI DADO NAS URNAS. AGORA SÓ RESTA CHORAR, E LEMBRAR QUANDO ESTIVER DIANTE DA URNA PARA VOTAR.

  • Juscelino Ribeiro da Silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Seria muito vergonhoso para o nosso estado de Mato Grosso, principalmente para nós, os eleitores da Baixada Cuiabana, saber que os Senadores citados estariam a favor da roubalheira que o Sr. Renan Calheiros tem aprontado.Fora Renan.

  • Walter .. | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vou pesquisar, se for verdade e se confirmar voto senador Jaime Campos, em desvavor ao povo que lá o colocou, é o fim dos votos aqui em casa para ele Jaime.

    Já deixamos de votor no Jonas e sua esposa, por não corresponder nossa espectativas.

    Esperamos que a vontade do povo esteja sobre a suas pessoais.

    Samos rádicais aqui em casa, não esquecemos em quem nos votamos, e não votamos em politicos que preiteam disputar outro mandato sem completar o atual.

    Estamos de OLHO.

    Walter tijucal

  • marcus mediato | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Será porque a Seandora Serys que sempre postou como supra-sumo da ética e da moralidade decidiu votar contra a cassação do Senador Renan Calheiros? Talvez essa mudança "repentina" de posição não é porque ele estaria "pagando a fatura" com o pessoal do PMDB que lhe inocêntou no caso dos SANGUESSUGAS?

Três derrotas do marqueteiro Antero

antero de barros curtinha 400   O ex-senador, jornalista e marqueteiro Antero de Barros (foto) não levou sorte nas campanhas eleitorais as quais coordenou nestas eleições. Em Lucas do Rio Verde, empurrou à reeleição o prefeito Luiz Binotti que, mesmo com o poder da máquina, perdeu para o...

Lideranças jogaram duro contra EP

carlos favaro 400 curtinha   Emanuel Pinheiro teve uma reeleição sofrida em Cuiabá. Lutou contra os principais líderes políticos, que se juntaram em torno da candidatura de Abílio, uns publicamente, outros nos bastidores. O governador Mauro Mendes, por exemplo, jogou pesado para tentar derrotá-lo....

Bezerra ignora filiado do seu filiado

carlos bezerra 400   Carlos Bezerra (foto), o "cacicão" do MDB, abandonou antes da hora o palanque de Emanuel Pinheiro, mesmo se tratando do filiado mais importante em representatividade partidária no Estado. Bastou a pesquisa Ibope mostrar que o prefeito da Capital estava atrás de Abílio nas intenções de...

Sob ataques e humilhação e vitorioso

emanuel pinheiro 400 curtinha   Emanuel Pinheiro (foto) se emocionou ao falar com a imprensa neste domingo, pela primeira vez como prefeito reeleito. Lembrou que foi atacado não só neste período eleitoral, mas desde o início do mandato. Destacou a aprovação popular, com 86% de avaliação...

PT na oposição independente do eleito

edna sampaio 400   Independente de quem ocupar o Palácio Alencastro, a partir de janeiro, a professora Edna Sampaio (foto), única eleita pelo PT à Câmara de Cuiabá, fará oposição ao prefeito. E dá sinais de que será uma parlamentar bastante atuante. Neste segundo turno, como o seu...

Secretário não consegue eleger Fred

fred gahyva 400 curtinha   O vereador licenciado e secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, foi um cabo eleitoral incansável pela candidatura de Fred Gahyva (foto) a vereador pela Capital. Ele liderou reuniões nas unidades de saúde, reforçando pedido de voto para o aliado e amigo de...

MAIS LIDAS