Últimas

Terça-Feira, 12 de Fevereiro de 2008, 10h:26 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

RUMO A 2010

Em VG, Jaime tem 55% de aval para governador

  O nome do senador Jaime Campos (DEM) é o mais preferido para governador pelo eleitorado de Várzea Grande, onde ele já foi prefeito por três vezes. Se as eleições fossem hoje, o democrata teria 55% das intenções de voto no município, segundo maior colégio eleitoral de Mato Grosso.

   A pesquisa do instituto Mark foi realizada nos dias 6 e 7 deste mês, com 582 entrevistas em 46 bairros. A margem de erro é de 4% para mais ou para menos. A amostragem está registrada na 20ª Zona Eleitoral de Várzea Grande, sob protocolo 156/2008.

  Os pesquisadores fizeram a seguinte pergunta: "Em que o sr(a) votaria para governador do Estado se as eleições fossem hoje e os candidatos fossem estes?" Foram apresentadas duas simulações, um com seis virtuais concorrentes, uma incluindo o nome de Luiz Antonio Pagot (PR) e outra sem a participação do ex-secretário do governo Blairo Maggi e hoje diretor-geral do Dnit.

   Nas duas simulações, o nome de Jaime impõe uma ampla liderança. Chega a 55,2% na estimulada A. Com 8,8%, o nome do prefeito cuiabano Wilson Santos (PSDB) figura em segundo lugar na preferência dos várzea-grandenses. Em terceiro aparece a senadora Serys Marly (PT), que tem base eleitoral na Baixada Cuiabana. Seu nome é lembrado por 4%. Em 2006, Serys concorreu e foi derrotada ao Palácio Paiaguás.

   Pagot, um dos nomes preferidos pelo governador Blairo Maggi para o pleito de 2010, aparece apenas com 3,8% das intenções de voto. Os demais prováveis candidatos, como os deputados estaduais Otaviano Pivetta (PDT) e Percival Muniz (PPS) também figuram com percentuais insignificantes. O primeiro detém 1,5%, enquanto Muniz é citado por 0,5%. Se revelaram indecisos 18,6%.

   Num outro cenário - sem o nome de Luiz Pagot -, Jaime Campos também é o primeiro colocado entre os várzea-grandenses, com 55%, seguido por Santos (10%), Serys (4,6%), Pivetta (2,1%) e Muniz (0,5%).

    Rejeição

   O nome da petista Serys é o mais rejeitado pelo eleitorado de Várzea Grande tanto para uma eventual candidatura dela à reeleição (veja aqui) quanto à governadora em 2010. Perguntados sobre em quem não votariam de jeito nenhum para governador, 19,2% apontaram o nome de Serys. O segundo mais rejeitado é o prefeito rondonopolitano Adilton Sachetti, que também vive expectativa de, uma vez reeleito este ano, concorrer ao Paiaguás em 2010 pelo PR. Pivetta também tem 8,4% de rejeição.

   Jaime Campos (7,6%), Wilson Santos (7%) e Luiz Pagot (5,5%) surgem entre os rejeitados como virtuais candidatos a governador. Dos entrevistados, 28,5% não souberam responder, enquanto 10,1% optariam pelo voto em branco ou nulo. (Simone Alves)

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Miranda Muniz | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Prezado Romilson,
    Deixo aqui o meu protesto em relação ao instituto Marka pelo fato que o mesmo não ter incluído o nome da Professora Janete (PCdoB) nessa tal pesquisa para o Senado. Até parece que agiram de má fé, afinal, a Professora Janete foi candidata em 2006, alcançando cerca de 200 mil votos do Estado e sendo a segunda mais votada no município de Várzea Grande. Porque incluir nomes que nem mesmo manifestaram desejo em sair candidato ao Senado, como os deputados Carlos Abicallil e Wellinton e não inserir o nome da Professora Janete no rol de candidatos? Isso não é muito estranho? Com a palavra o Instituto Marka......

  • Antonio Carlos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Gente! Que q é isso? Acho que temos outros nomes para governador, sem ser esse politico profissional chamado Jaime Campos, pois o mesmo já teve sua chance e não mostrou a que que veio. Me parece que vcs estão querendo deixar esse fulano mais rico do que ele já é. Vamos ver se conseguimos eleger alguem da classe produtiva.

  • Anderson Cajango | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Não é de se espantar com essa pesquisa de intenção de votos que está absolutamente correta, haja vista que o Senador Jayme Campos possuí uma extensa folha de serviços prestados ao povo brasileiro e em especial ao Estado de Mato Grosso.

    Já governou nosso Estado nos anos de 1991 a 1995, tendo suas ações sempre pautadas no profissionalismo, transparência e trato ético com a coisa pública,sempre objetivando garantir os direitos dos cidadãos.

  • Luiz Antonio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É por essa razão que os políticos não gostam de dar educação para o povo, pois o povo se mantendo ignorante, continua votando nos maus políticos. Isso mesmo Jaime, pode se candidatar, pois de otários o Mato Grosso tá cheio, e com certeza vc é eleito.

Beco do Candeeiro só abrirá em abril

Carlina 400   A secretária municipal de Cultura, Esporte e Lazer, Carlina Jacob (foto), em visita ao Grupo Rdnews, revelou que a revitalização do Beco do  Candeeiro, que foi concluída em janeiro, será entregue à população em abril, nas comemorações dos 302 anos de...

Águas, expansão e investimentos

william figueiredo 400 aguas cuiaba curtinha   O diretor-geral da Águas Cuiabá, executivo William Figuereido (foto), disse, em visita à sede do Rdnews, quando aproveitou para conceder entrevista à tv web Rdtv, que a concessionária já distribui água para toda Cuiabá e que, em quase quatro anos...

Creci combate empresas irregulares

benedito odario 400 curtinha   O presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado, Benedito Odário (foto), aproveitou a operação desenvolvida na quinta, com apoio da Polícia Civil e da Decon, para enfatizar que não dará trégua àquelas empresas que, irregularmente,...

Cuiabá paga fevereiro aos servidores

emanuel pinheiro 400   A Prefeitura de Cuiabá quitou nesta sexta (26), último dia útil do mês, a folha de fevereiro. Desde quando assumiu o Palácio Alencastro, em janeiro de 2017, o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) tem conseguido pagar o funcionalismo dentro do mês trabalhado. Aliás, essa prioridade,...

3 deputados sob certa cordialidade

janaina riva 400 curtinha   Max Russi, Eduardo Botelho e Janaina Riva (foto), que mandam na Assembleia, demonstram entre eles um certo clima de cordialidade, mas chegaram a entrar em queda-de-braço até fechar um novo acordo político sobre a Mesa Diretora. Com a decisão do Supremo de veto a Botelho no comando do...

Expediente na AL só a partir do dia 8

max russi 400   Por causa do aumento da taxa de incidência de Covid-19 entre servidores e parlamentares, as atividades presenciais da Assembleia foram suspensas na quinta (25). O expediente só retoma em 8 de março. Neste período, estão sendo mantidas somente as atividades estritamente essenciais para o...