Últimas

Terça-Feira, 01 de Setembro de 2009, 16h:13 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:24

BARRA DO GARÇAS

Empresário investe R$ 2,8 bi no crescimento do Araguaia

   O empresário João Carlos Meirelles, primo do presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, e um dos acionistas do conglomerado Cluester de Bioenergia, visitou nesta terça (1º) pela manhã, as fazendas de plantação de cana-de-açúcar em Barra do Garças, no leste do Estado, onde vai funcionar a primeira de três indústrias instaladas pelo conglomerado no Araguaia. “Nós pretendemos colocar essa primeira indústria em funcionamento em 2012” prevê o empresário em entrevista ao RDNews.

   O empreendimento orçado em R$ 2,8 bilhões é um dos maiores de Mato Grosso e foi disputado por vários municípios de todo o país, explica Meirelles. A opção por Barra do Garças foi devido às condições climáticas, possibilidades ambientais e proprietários rurais parceiros, foram vantajosos para vinda do grupo.

   Nesta visita, Meirelles esteve com o prefeito de Barra do Garças, Wanderlei Farias (PR), vereadores e empresários, e depois seguiu acompanhado do empresário italiano Mário Buri, para fazenda São Carlos, onde já existe produção de biodiesel e fica a plantação de cana-de-açucar. As outras fazendas convidadas são a Paulistinha e a Eldorado/Marco, do suplente de deputado federal Eduardo Moura. Meirelles disse que o empreendimento vai gerar 14 mil empregos em 8 anos quando deverão estar funcionando as três indústrias: Barra (2012), Nova Xavantina (2014) e Água boa (2016).

   A Cluester vai transformar a cana-de-açúcar em energia elétrica com 270 mW (megawats) e 1 bilhão de litros de etanol para exportação. “Vamos aproveitar o bagaço hidrolisado para confinamentos de gado” completa. Meirelles disse que ficou contente em manter o empreendimento em Mato Grosso porque admira o Estado e destacou que ajudou a construir três cidades em Mato Grosso: Cotriguaçu, Juruena e Matupá. “O Araguaia será transformado com esse empreendimento” finalizou. Entre as regiões que pleiteavam essa usina, estava Rondonópolis, que mesmo com o apoio do governador, perdeu a disputa para o Vale do Araguaia, que aposta todas fichas nesse complexo para voltar a crescer. (Ronaldo Couto, de Barra do Garças)

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • THIAGO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Até agora não vi R$ 0,01 deste investimento por aqui até agora só midia e mais midia, quando teremos algo de concreto. Fala até papagaio fala quero ver é o dinheiro sendo investido.

  • André | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Quero primeiramente,comprimentar o Romilson e toda sua equipe,pelo espaço democrático e ético de nossos comentários,Barra do Garças merece crescer,o vale do Araguaia tem muito mais a contribuir com a renda e geração de emprego de nosso querido Mato Grosso,pedimos de coração que essa empresa que está chegando traga-nos o progresso,acompanhado do respeito ao meio ambiente,de projetos ambientais,sociais,para nossa comunidade crescer também.
    Desenvolvimento sustentável,palavras mágicas,porém reais,palpáveis,concretas,com possibilidades de fazer acontecer,espero de coração que aproveitem somente áreas degradadas,pastagens e que nos ajudem a proteger o CERRADO,o 2º bioma em biodiversidade,genética do mundo.
    EDUCAÇÃO,palavra forte,responsável,valorosa,façamos educação ambiental nas escolas,populações ribeirinhas,etc...Enfim espero e torço de coração,que essa empresa venha nos ajudar a construir uma vida melhor,com dignidade e responsabilidade social,plantando além da cana-de-açùcar,o respeito ao meio ambiente,a nossa natureza tão sofrida e principalmente o respeito e o amor a vida,abraço a todos e vamos torcer que dias melhores virão.

  • mariana damaziom cunha | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    nao podemos esquecer que quem abriu todas essas portas foi o ex~prefeito chaparral.

  • amanda xavier de figueiredo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Essa reportagem lembra aquele ufanismo desenvolvimentista dos governos militares e de agricultores sem responsabilidade sócio ambiental. que crescimento é esse se não pensar em meio ambiente? será que esse empreendimento vai dar lucro para alguns e vai socializar para todos os matogrossenses os prejuizos ambientais? que tipo de desenvolvimento interessa a mato grosso? será que preferimos o do tipo do milagre econômico do período militar de médice, a qualquer custo, sem se preocupar com o meio ambiente, deixando um enorme passivo ambiental, ou um desenvolvimento que seja equilibrado, sustentável, que mantenha os estoques preservados dos recursos naturais, a maior riqueza que uma sociedade pode ter? eu prefiro, e creio que a maioria da sociedade matogrossense, prefere a 2º opção, que é mais responsável com o presente e o futuro, a que preza pela sustentabilidade. se querem trazer investimentos para o estado, novas industrias, não tem problema, contanto que siga o rito da sustentabilidade e não sejam de tecnologia suja.

  • Heider | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    2012 ainda, ou seja, é melhor não nos intusiasmarmos muito. Não porque não acreditamos nos investidores, mas porque não confiamos nos políticos da região, que podem acabar afastando os empresários, aliás, como estão fazendo nos últimos 20 anos em Barra do Garças.

  • Tiago Montalvao Sanys | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O comentario do Sr Heider e muito generico, dizer que: ¨Nos ultimos vinte anos os politicos nao fizeram nada...¨isso nao e de tudo verdade. Se essas empresas estao vindo o exprefeito Zozimo Chaparral teve um papel fundamental, porisso nao podemos generalizar.
    Parabens RDNEWS pelas brilhantes materias.

Um novo embate entre Diane x Adair

diane alves 400 curtinha   Adair José Alves Moreira, que vinha atuando na assessoria do vice-governador Otaviano Pivetta, decidiu mesmo concorrer de novo à Prefeitura de Alto Paraguai. Ele já foi prefeito por duas vezes. Adair será o principal nome da oposição à prefeita democrata Diane Alves (foto),...

Taques ofuscado e sob mira do MPE

pedro taques 400 curtinha   Pedro Taques (foto) achou que o recall dos tempos de senador e governador, ajudando-o a se posicionar de forma razoável nas pesquisas, bem antes do início da campanha, o manteria como favorito na corrida ao Senado. Ledo engano. Não levou em consideração o alto índice de...

2 caciques não disputam Alto Garças

roland trentini 400 curtinha   Após décadas de rixas, de campanhas ostentadoras, rachas e brigas eleitorais intermináveis em Alto Garças, os ex-prefeitos Rolando Trentini (foto) e Júnior Pitucha resolveram não mais concorrer ao Executivo. Mas, um deles segue se movimentando nos bastidores. Pela...

Um ex-prefeito inelegível em Poconé

clovis martins 400   Dificilmente o ex-prefeito petebista Clovis Damião Martins (foto) terá registro de candidatura a prefeito de Poconé deferido pela Justiça Eleitoral. O promotor de Justiça, Mário Anthero, já pediu impugnação do registro do petebista por inelegibilidades. Clovis, que...

Briga em Sinop entre Juarez e Dorner

juarez costa 400 curtinha   Em Sinop, a briga eleitoral caminha para tensão e acirramento entre o emedebista Juarez Costa (foto) e Roberto Dorner (Republicanos). Hoje, o ex-prefeito seria eleito, mas Dorner vem crescendo nas adesões, com ajuda do vice de sua chapa, ex-vereador Dalton Martini (Patriota). O apoio da prefeita Rosana...

França elegível; CNJ desatualizado

roberto franca 400 curtinha   O advogado Rodrigo Cirineu, que assumiu a assessoria jurídica da campanha a prefeito de Cuiabá de Roberto França (foto), assegura que o ex-prefeito está elegível. Explica que o cadastro de inelegibilidades do Conselho Nacional de Justiça, constantando ainda o nome de...