Últimas

Quinta-Feira, 01 de Fevereiro de 2007, 15h:06 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

VARIEDADES

Enock condena agressão e nega panfleto apócrifo

 

    O jornalista Enock Cavalcanti classificou de absurdas as agressões sofridas pelo sindicalista Gilmar Brunetto, um dos integrantes do Movimento Cívico de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE). Assegura que o material que seria alvo de apreensão não é apócrifo. Enock explica que trata-se de um jornal do MCCE, redigido e editado por ele próprio, retratando denúncias do Ministério Público contra deputados da Assembléia Legislativa. O material, destaca o jornalista, tem apoio e respaldo de vários segmentos, como da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/MT) e da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Enfatiza também que o MCCE foi criado com base na Lei 9.840 e está constituído nacionalmente - clique aqui e confira.

     Foram confeccionados cinco mil exemplares com denúncias contra parlamentares mato-grossenses. Militante do PT, Enock Cavalcanti observa que, primeiro, o MCCE levou as denúncias aos deputados, para os quais foram distribuídos cópias e disquetes com todo conteúdo das acusações do MP. Agora, numa segunda etapa, foi editado um jornal para distribuição à população. Ele acusa dois funcionários da Assembléia de agredir Gilmar Brunetto. Enock conta que quando chegou ao local encontrou Eduardo Jacob, que atua na Assembléia, e este interviu para que o caso fosse resolvido de forma pacífica. Disse que Jacob, no instante em que interceptava Brunetto próximo da Assembléia, afirmou que o deputado José Riva havia conseguido na Justiça um mandado de busca e apreensão do material.

     Brunetto foi detido é encaminhado à Delegacia Metropolitana, sob acusação de distribui panfletos apócrifos. Foi submetido a exames de corpo delito.  O MCCE manteve contato em busca de apoio com várias entidades e com o secretário de Justiça e Segurança Pública, Carlos Brito.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Deputado ajudou a enterrar Binotti

neri 400 curtinha   O deputado federal Neri Geller (foto), que se acha um grande líder político, ajudou a enterrar nas urnas o projeto de reeleição do prefeito Luiz Binotti (PSD), derrotado à reeleição. Perdeu para o ex-vice-prefeito Miguel Vaz (Cidadania), que contou com apoio do ex-prefeito e atual...

Euclides "torra" R$ 8 mi na campanha

euclides ribeiro 400 curtinha   O advogado milionário Euclides Ribeiro (foto), que tem na carteira de clientes grandes produtores rurais, registra R$ 8,2 milhões de receitas e despesas de campanha ao Senado. Concorrendo pelo Avante, Euclides só chegou a 58.455 votos. Ficou em nono lugar, à frente apenas de Reinaldo...

Fávaro é quem mais gastou ao Senado

carlos favaro 400 curtinha   O senador reeleito Carlos Fávaro (foto) foi o que mais gastou na campanha. Oficialmente, arrecadou R$ 11,7 milhões. As maiores contribuições financeiras vieram de empresários do agronegócio. Orcival Guimarães, dono de rede de empresas de implementos agrícolas, doou...

Beto deve repensar projeto a federal

beto farias 400 curtinha   A derrota nas urnas do seu afilhado político, vice-prefeito Wellington Marcos (DEM), que tentou o Executivo de Barra do Garças e ficou em segundo lugar, obtendo somente metade dos votos em relação aos atribuídos ao eleito Adilson Gonçalves, pode levar o prefeito Beto Farias (foto)...

Erros estratégicos e fim de mandato

niuan ribeiro 400   Niuan Ribeiro (foto) termina melancolicamente o mandato de vice-prefeito da Capital, marcado pela ambiguidade, erros estratégicos e vacilações. Logo no início da gestão, resolveu romper politicamente com o prefeito Emanuel, a quem passou a criticar, achando que se consolidaria como...

Retorno ao TCE ou cargo no governo

marcelo bussiki 400 curtinha   A partir de 1º de janeiro, com o fim do mandato de vereador pela Capital, Marcelo Bussiki (foto) retorna ao cargo efetivo de auditor do TCE-MT. Mas é possível que ele seja convidado por Mauro Mendes para compor o quadro de principais assessores do chefe do Executivo estadual. Bussiki foi...