Últimas

Sexta-Feira, 23 de Março de 2007, 08h:22 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

LEGISLATIVO

Envolvido em escândalo dá consultoria a Jaime

    O ex-assessor da senadora Serys Marly (PT), João Policena Rosa Neto, agora mudou de endereço de trabalho. Está lotado no gabinete do também parlamentar mato-grossense Jaime Campos (PFL). Policena é aquele que teve o nome envolvido na máfia dos sanguessugas como sendo, segundo os Vedoin, a pessoa do gabinete da petista que supostamente intermediara negociação de emendas.

   Um dos especialistas em matéria orçamentária, Policena já prestou assessoria para o ex-senador e hoje deputado federal Carlos Bezerra (PMDB) e depois passou a auxiliar no gabinete de Serys. Com o envolvimento do seu nome no escândalo, a senadora o afastou do gabinete. Agora, ele trabalha para a liderança do PFL no Senado e presta consultoria no gabinete de Jaime.

  Em julho do ano passado, durante depoimento ao juiz federal Jefferson Schineider, da 2ª Vara Federal de Mato Grosso, o empresário Luiz Antônio Vedoin citou o nome de Policena e também do genro da senadora Serys, Paulo Roberto, como supostos interlocutores de negociação de emendas. Vedoin havia observado que, à época, cobrou de Policena "o fato de não estar conseguindo fazer as licitações como havia combinado". O combinado teria sido com o genro da senadora. Vedoin afirmou ter pago R$ 35 mil a Paulo Roberto com a promessa deste articular a apresentação de emendas de Serys com vistas a compra de ambulâncias. Dois meses depois, Roberto e Policena, além de outros assessores da senadora, foram ouvidos pelo Conselho de Ética e Decoro Parlamentar. Negaram qualquer ligação com Vedoin.

  A ex-secretária da Planam, Maria Estela da Silva, em depoimento ao Conselho, disse que Policena ligava para o celular pessoal de Darci Vedoin que, junto com o filho Luiz Vedoin, liderava a chamada máfia dos sanguessugas. Policena revelou em seu depoimento que era ele o responsável pela formulação do texto das emendas orçamentárias assinadas por Serys, admitiu conhecer pessoalmente os Vedoin, mas negou que os empresários tenham feito cobranças a ele em relação à execução das emendas da parlamentar. Reconheceu, porém, ter encontrado Luiz Vedoin, filho de Darci, entre o final de 2005 e o início de 2006 nos corredores do Congresso, e que conversou sobre a não-execução das tais emendas.

   Por fim, o Conselho mandou arquivar as acusações contra a senadora Serys por falta de provas. Hoje, Serys processa cível e criminalmente os Vedoin pelas denúncias 'infundadas'.

   Reação

   O senadora Jaime Campos confirmou que Policena é seu consultor e o classifica como uma pessoa que 'entende bem de orçamento'. "Faço parte de várias comissões temáticas e sou relator de uma delas. É importante ter alguém com amplo conhecimento técnico para nos auxiliar", disse o parlamentar, há três meses no cargo.

    Jaime observou que João Policena é funcionário efetivo do Senado e que 'apenas está cedido para o gabinete e para a liderança do PFL'. Perguntado sobre o envolvimento do servidor no escândalo dos sanguessugas, o parlamentar mato-grossense esquivou-se: "Não sei disso. Juro por Deus que eu não sabia!".

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

EP vira "garoto propaganda" do HMC

emanuel hmc 400 curtinha   Emanuel Pinheiro (MDB) não se conteve e gravou um vídeo de um minuto e 35 segundos em que aparece em frente ao HMC. E, imitando a passagem de um repórter de TV, convida a população a conhecer o recém-inaugurado hospital. Enquanto fala, imagens mostram salas, equipamentos e a...

DEM "esconde" candidatos a vereador

beto 2 a 1 400 curtinha   O presidente do DEM em Cuiabá, Beto 2 a 1 (foto), secretário estadual de Governo, faz mistério sobre a chapa que está sendo montada para concorrer a vagas na Câmara de Cuiabá. Não esconde apenas o nome do vereador Marcelo Bussiki que, em março, deixa o PSB aproveitando...

Fávero e peso político em novo partido

silvio favero 400   A definição pelo presidente Jair Bolsonaro para que Silvio Fávero conduza a Comissão Provisória em MT da Aliança pelo Brasil, partido que só será criado oficialmente no próximo ano ou em 2021, representa peso político importante para o deputado de primeiro...

Prefeito estoura limite e TCE faz vetos

francis maris 400 curtinha   No sétimo e penúltimo ano de mandato, o prefeito cacerense Francis Maris (foto) segue na mesma toada, de que a administração precisa continuar "enxugando" a máquina, embora já tenha conseguido o equilíbrio fiscal e que quem o suceder receberá uma gestão...

Vice muda de partido e vai a prefeito

leandro felix 400 curtinha   O vice-prefeito de Nova Mutum e primeiro-suplente de deputado estadual, Leandro Félix (foto), pretende deixar o DC. Deve se filiar no Podemos ou no PRB. Vai depender da orientação política dos irmãos Adriano (Podemos) e Otaviano Pivetta (PDT), respectivamente, prefeito de Mutum e...

Câmara só regulamenta salário de EP

misael partido 400 curtinha   Ao fixar o salário do prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro em R$ 27 mil, a Câmara de Cuiabá, sob Misael Galvão (foto) não aumenta o subsídio de Emanuel de imediato, mas sim regulamenta o valor que já era pago desde dezembro de 2018. O imbróglio começou...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.