Últimas

Sábado, 17 de Maio de 2008, 18h:05 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:20

Artigo

Escândalos, mentiras...

   Em seu artigo na “Folha de S. Paulo”, na sexta-feira (16), Nelson Motta lembrou que o drama dos cronistas sempre foi o assunto: “Mas hoje, embora eles abundem, parece que todos embarcam sempre nas mesmas canoas. Começa a ficar bem chato e previsível. Tudo sempre parece girar em torno do Governo, do oficial, do institucional, para o bem e para o mal, como se o mundo em volta não existisse”.
Ele até assinalou que grandes cronistas, como Rubem Braga e Fernando Sabino, também tinham seus problemas com os assuntos, mas encontravam em seu talento e sua sabedoria as formas de entreter e divertir o leitor.

   “Mas, se escrevessem hoje, coitados, como todos nós nessa árdua atividade, seriam quase obrigados a comentar os escândalos políticos, as falcatruas, mentiras e sem-vergonhices que explodem todos os dias nos jornais, rádios, TVs e blogs”, destacou.
Faz sentido. Se tivesse assunto melhor, eu evitaria falar, por exemplo, da cassação do mandato de Walter Rabello pelo TRE, semana passada. Deixaria de citar que o deputado do PP transpareceu que não estava nem aí para o que pudesse ocorrer na sessão do órgão, na terça-feira 13 (faltou só ser uma sexta). Com efeito, naquela noite, como foi divulgado, o político estava a centena de quilômetros de Cuiabá, atuando como cantor sertanejo, uma de suas múltiplas faces.
Não citaria, aliás, que, após tomar conhecimento do resultado “trágico” (para ele, claro), o (ainda) parlamentar reassumiu seu lado demagógico e disse que, por tabela, a Justiça Eleitoral estava cassando o povo. Nem lembraria que o povo não tem nada a ver com as papagaiadas de Rabello e que ele pagou, sim, pelos seus próprios pecados, ao dispensar uma boa assessoria (optou por puxa-sacos) e desafiar, acintosamente, a Justiça, como se detivesse o monopólio da verdade e da honestidade.

   Caso tivesse um assunto interessante, eu não registraria que Maksuês Leite e Júlio Campos, pré-candidatos a prefeito de Várzea Grande, estão no olho do furacão. Nem recordaria que deu o que falar a entrevista em que o jovem deputado do PP acusou o “velho” político do DEM de montar uma suposta “Operação Mordaça”, que resultou na demissão do parlamentar da TV Rondon.

    Não assinalaria, ademais, que a denúncia de Maksuês repercutiu, até porque muita gente associou o nome e a imagem de Júlio a práticas políticas condenáveis, como negociatas, perseguições, coronelismo e, claro, jogo sujo. Não alertaria que, para o democrata, isso é muito mau, até porque a nova geração de eleitores da Cidade Industrial já pinta uma imagem nada abonadora do ex-governador. Também deixaria de lembrar que o ex-conselheiro negou ter algo a ver com o peixe.

    Houvesse coisa mais importante, tampouco importunaria minha meia-dúzia de eleitores com a observação de que a demissão de Maksuês da TV Rondon, apesar de ser um direito dos proprietários, pegou mal pela maneira como se deu: sem uma “justa causa”, exceto a alegação de que atenderia a uma recomendação que a Justiça Eleitoral não fez. Não destacaria, inclusive, que esse fato levou o deputado José Riva (PP) a dizer aquilo que muitos gostariam de ter dito: essa emissora não oferece nenhuma contribuição em matéria de serviço ao público. De fato, se transformou num imenso palanque eleitoral. Não arremataria, observando que uma TV que tem o ex-deputado Lino “Sanguessuga” Rossi como maior estrela deixa muito a desejar.

   Tivesse um assunto melhor, eu não registraria a maneira extremamente irônica como leitores receberam a notícia, publicada em um site, de que o empresário Roberto Dorner (PDT) comprou em leilão, por R$ 1,5 milhão, na quinta-feira à noite, o Amazônia Clube, que tem 23 mil metros quadrados de área e está localizado no centro de Sinop. Não explicaria que a ironia é pelo fato de o caixa-alta de Sinop – que, aliás, é pré-candidato a prefeito – ter sido acusado por Maksuês Leite de, no dia anterior à compra do imóvel, ter rifado o programa do deputado na TV Rondon, supostamente por R$ 2 milhões.

    Nelson Motta tem razão quando aborda o sério problema da falta de assunto (não seria excesso de assunto?): “Hoje, há cronistas por toda a parte, cada um pode ter o seu próprio blog. Mas os melhores e os piores se aproximam quando todos escrevem variações sobre o mesmo tema: escândalos e baixarias no país da piada pronta”.
Mas, convenhamos: está mesmo cada vez mais difícil mudar de assunto.

   Antonio de Souza é jornalista em Cuiabá (af-souza1957@uol.com.br e asouza80@hotmail.com)

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Para presidente, BRT é ultrapassado

juca 400 curtinha   Numa sintonia política com o prefeito Emanuel, o novo presidente da Câmara de Cuiabá, vereador Juca do Guaraná (foto), disse ser contra a decisão do governo estadual de "enterrar" o projeto do VLT, cujas obras estão paralisadas desde 2014, para implantar o modal BRT na Região...

Prefeito vai homenagear 2 ex-aliados

ze do patio 400 curtinha   O ex-vereador, ex-deputado estadual e hoje prefeito de Rondonópolis, Zé do Pátio (foto), que está no terceiro mandato, vai homenagear dois aliados que faleceram recentemente, sendo eles o ex-vereador de três mandatos Juary Miranda, que foi líder do Executivo na Câmara...

Maluf deve consultar STF sobre Teis

guilherme maluf 400 curtinha   Assim que retornar de férias, o presidente do Tribunal de Contas do Estado, Guilherme Maluf (foto), dará prosseguimento à análise do pedido de aposentadoria de Waldir Teis, que está afastado do Pleno há três anos e cinco meses, assim como outros três conselheiros...

Novo líder de Pátio na Câmara de ROO

reginaldo santos 400 curtinha   Reginaldo dos Santos (foto), que assume vaga na Câmara de Rondonópolis pela quarta vez, é o novo líder do prefeito Zé do Pátio, com a missão de fazer o trabalho de articulação e defesa do Executivo junto aos colegas do Legislativo. Na legislatura passada,...

Agro sugere Daniella de volta no Indea

daniella bueno 400 indea   Representantes do setor produtivo e um grupo de servidores sugeriram ao governador Mauro o nome da médica-veterinária e servidora de carreira Daniella Bueno (foto) para reassumir a presidência do Indea-MT. Aproveitaram a vulnerabilidade no cargo do presidente Marcos Catão Dornelas, denunciado...

Aumento para vereador só em 2022

Alguns vereadores em Cuiabá, tanto novatos quanto aqueles reeleitos, ficaram surpresos quando informados pela Mesa Diretora de que o aumento salarial de R$ 15,1 mil para R$ 18,9 mil, aprovado agora no final de dezembro, só começa a valer a partir de janeiro de 2022. Não entra em vigor de imediato, mesmo se tratando de nova legislatura, por causa da pandemia, que levou o governo federal a estabelecer, em lei, veto a qualquer tipo de reajuste para servidores até...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.