Últimas

Sexta-Feira, 25 de Abril de 2008, 12h:36 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:20

COBRANÇA

Estado não repassa recursos federais a hospitais

 Atraso no repasse de recursos federais aos hospitais, via Estado, vem causando protesto em razão da precariedade pela qual vem passando as unidades. De acordo com denúncias, os 97 hospitais do interior estão sem receber a verba oriunda do Ministério da Saúde que totaliza R$ 9 milhões referente a fevereiro deste ano. O montante é distribuído pela secretaria estadual de Saúde, sob Augustinho Moro, conforme o número de atendimentos realizados pelas unidades hospitalares. O faturamento fecha no dia 15 de cada mês e, após essa data, o governo federal deposita o valor na conta da secretaria. Até agora, porém, o repasse não foi feito.

  Outro lado

  Questionado sobre a postergação do pagamento, o secretário Augustinho Moro alega que não tinha conhecimento do atraso e sugeriu que a suposta falha fosse verificada com o superintendente de Planejamento e Finanças da pasta, Donizette Vilas Boas. O superintendente, por sua vez, garante que os pagamentos referente aos meses de janeiro e fevereiro já foram devidamente efetuados. Segundo ele, o vencimento de março foi depositado. Chegou a citar que o crédito tenha ocorrido no dia 20. Detalhe: deu num domingo.  Por causa disso pode não ter sido creditado ainda na conta dos hospitais.

    "Cumprimos rigorosamente o calendário do Ministério da Saúde", disse. Donizette conta que há uma demora, pois após o fechamento do mês, a secretaria recebe os relatórios e os confere. Só depois disso o dinheiro é liberado. (Pollyana Araújo)

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • MARCOS VELAZQUEZ | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    - SE ISSO ESTA ACONTECENDO É UM CRIME E O MINISTÉTIO PUBLICO DEVERIA PROCESSA LO, POIS É FACIL CULPAR AONDE A CORDA QUEBRA MAIS FÁCIL, UM VERDADEIRO ABSURDO....

  • valmir molina | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O governo do estado tem que tomar vergonha e construir um hospital público de urgência e emergência em nossa capital,por sinal,a única do país onde o estado é ausente.Esse negócio de repasse não funciona,o pronto socorro de cuiabá atende além da capital, todo Mato Grosso e as vezes pessoas até de outros países.Abre o olho Maggi saúde ér coisa séria!

  • MARCOS VELAZQUEZ | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    - CAD~E O HOSPITAL REGIONAL?? QUE TODO O CANDIDATO QUE QUER SER ELEITO, VOMITA QUE VAI INAUGURA LO...E DEPOIS O DEIXA DE LADO. CADÊ ????????

  • Amancio Leite | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse Donizete não é aquele não fazia nada na Seduc, foi levado pra lá pela Ana Carla e depois foi tomar conta do transporte escolar, fez um monte de convênios ao seu bel prazer, meteu os pés pelas mãos e depois foi acusado de Supostamente ter ficado com o erário e depois fugiu?

  • ronaldo barros | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    parabens romilson
    o ses: augustinho sabia e sabe
    dos constantes atrasos ,fica
    dizendo desculpas de que não
    sabia. ora conta outra lorota
    essa pecha é do lula. vamos
    ver este mes...

  • MEDEROVSK | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    KAMARADA ZAQUEU, NÃO ESQUEÇA OS MANDAMENTOS DO BOM POLICIAL:

    O BOM POLICIAL:

    01 Não deve estar sozinho na viatura; no mínimo deve ter outro companheiro como parceiro.

    02 Ao efetuar prisões, deve estar em superioridade ao número de pessoas que está detendo.

    03 Não transitar jamais desarmado e sem a carteira de identidade funcional.

    04 Deve relutar em cumprir ordens errôneas ou ilegais, devendo sempre exigir, neste caso, que as ordens que lhe forem confiadas sejam feitas por escrito.

    05 Jamais algemar o detido com as mãos à frente do corpo.

    06 Nas diligências destinadas à busca de marginais ou suspeitos de crimes, contar sempre com a cobertura de outros colegas.

    07 Ter por princípios nunca menosprezar qualquer diligência, pois sua missão considerada simples, pode se tornar perigosa pelas circunstâncias.

    08 Ao ser chamado a atuar nos casos de conflitos de interesse entre cidadãos, ouvir com atenção e isenção os depoimentos dos envolvidos e das testemunhas, declinando de tecer opinião em favor de quaisquer das partes.

    09 Na execução da atividade, ser sempre firme e sério, jamais arrogante e autoritário, principalmente se estiver lidando com pessoas humildes e sem cultura, pois essas geralmente ignoram os seus direitos.

    10 Sempre estar atualizado com as leis, regulamentos e portarias ligadas à atividade do policial.

    11 A missão deve terminar com a entrega do relatório à autoridade competente. Mesmo sabendo que a mesma teve respaldo legal, deixar que a responsabilidade do ato recaia sobre a autoridade que a determinou.

    12 Não fazer nem solicitar que colegas quebrem galhos para infratores.

    13 Mesmo na adversidade não entregar sua arma a ninguém. Aguardar uma oportunidade ou descuido do marginal para agir.

    14 Fazer uso da arma só quando necessário, nunca ameaçando alguém para intimidá-lo. A arma quando sacada é para ser usada sempre em legítima defesa.

    15 Verificar sempre o estado e o bom funcionamento da arma.

    16 A conduta como cidadão comum deve ser marcada pela cordialidade, seja junto aos colegas, seja para com a população inclusive cultivando um clima de boa vizinhança no local aonde residir.

    17É princípio básico da educação tratar com urbanidade e atenção as pessoas com quem trabalha, bem como aquelas que o procuram no serviço. Trate-os como gostaria de ser tratado.

    18 Trajar adequadamente, sem exibir a arma. Ninguém precisa saber que você é policial. Mantendo-se discreto pode-se colher melhor resultado nas investigações.

    19 Não beber quando em serviço e quando ingerir bebida alcoólica, em nenhuma hipótese participar ou executar trabalho policial.

    20 Nunca usar de medidas precipitadas para resolver os problemas. É sempre bom e conveniente ouvir alguém mais experiente, pois todos os casos têm solução.

    21 Evite beber bebida alcóolica e se tiver que fazê-lo, não o faça nos bares próximos de casa. É importante preservar a boa imagem. Você é o espelho da corporação.

    22 Sob efeito de bebida alcóolica nunca dirigir veículos.

    23 Não advogar em causa própria.

    24 Ter sempre por lema: coragem, união, cooperação e lealdade.

    25 Ser policial é trabalhar com dedicação em prol da sociedade demonstrando amor pela vida dos cidadãos.

Taisir coordena campanha de Eliene

taisir karim 400 curtinha   O ex-reitor da Unemat e uma das lideranças do PSD na região Oeste, Taisir Karim (foto), que chegou a se lançar de última hora como pré-candidato a prefeito de Cáceres, mas logo em seguida recuou, será o coordenador-geral da campanha de Eliene Liberato (PSB), atual...

Inaugurados 67 km de asfalto da 020

mauro mendes 400 curtinha   O governador Mauro Mendes (foto) inaugurou nesta 5ª a pavimentação de 67,5 km da MT-020, entre Paranatinga e Canarana. Essa estrada faz parte do pacote de obras que foi retomado e já concluído nesta gestão. Foram investidos R$ 45 milhões do governo estadual. O...

Saggin critica "ditadura" e apoia Raye

paulo raye 400 curtinha   O empresário e advogado Sandro Saggin, que desistiu da candidatura a prefeito de Barra do Garças e agora apoia Paulo Raye (foto), do Pros, explica que em nenhum momento os diretórios estadual e nacional do Podemos, de cujo partido é filiado, encaminharam qualquer orientação aos...

Pode abandona Raye e pune Saggin

sandro saggin curtinha 400   Sandro Saggin (foto) amargou outra derrota em Barra do Garças. Inicialmente, seria candidato a prefeito pelo Podemos. Mas resolveu, por conta própria, levar o partido para uma coligação com partidos de esquerda que lançaram o ex-prefeito Paulo Raye, apoiado pelo PC do B, PT e Pros. A...

Ex-vereador recua para apoiar primo

divino 400 barra do bugres   Ex-vereador, ex-presidente da Câmara e empresário bem sucedido, Chico Guarnieri (PTB) não será candidato a prefeito de Barra do Bugres nas eleições deste ano. Guarnieri, que disputou a prefeitura em 2016, até ensaiou, mas recuou ao ver que o primo, pedetista Doutor Divino...

3 ex-prefeitos viram cabos eleitorais

percival muniz 400 curtinha   Dois candidatos de oposição em Rondonópolis têm ex-prefeitos como principais cabos eleitorais. O empresário Luiz Fernando, o Luizão (Republicanos), conta com apoio de Adilton Sachetti, que já comandou o município e perdeu na tentativa de reeleição, e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.