Últimas

Segunda-Feira, 16 de Março de 2009, 16h:33 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:22

TRANSPORTE COLETIVO

Estudantes fazem pressão contra aumento da tarifa

Clique na imagem para ampliá-la   Representantes de movimentos estudantis decidiram protocolar judicialmente um abaixo-assinado contra o aumento da tarifa do transporte coletivo, de R$ 2,05 para R$ 2,35, conforme havia anunciado o prefeito Wilson Santos (PSDB). A decisão foi tomada nesta segunda (16), em audiência pública presidida pelo vereador Domingos Sávio (PMDB), na Câmara de Cuiabá. O parlamentar sugeriu aos estudantes que o documento seja anexado ao processo movido pelo Ministério Público Estadual que, por meio de liminar, impediu a prefeitura de reajustar o preço no início deste ano. Na tentativa de derrubar a liminar, o prefeito entrou com agravo de instrumento, mas não obteve êxito.

   “Vamos protocolar o abaixo-assinado e sensibilizar o Judiciário para que dê ganho de causa ao MP e não haja aumento da tarifa”, afirmou Sávio. O vereador anunciou ainda que vai apresentar projeto de lei para que o aumento no preço da tarifa seja submetido à apreciação dos vereadores. Atualmente, a definição do reajuste só passa pelo Conselho Municipal dos Transportes.

   Durante a audiência, líderes estudantis também defenderam a estatização do transporte coletivo na Capital. Eles entendem que esta é a melhor alternativa para diminuir o custo com transporte coletivo. “R$ 2,05 não é legal. Queremos já transporte estatal”, gritavam alguns estudantes. Segundo o advogado do Instituto de Defesa do Consumidor (IDC), Bruno Boaventura, é possível municipalizar o transporte com base numa lei de autoria do ex-senador mato-grossense Antero Paes de Barros (PSDB).

   “As empresas estão num limbo jurídico, por isso que não têm coragem de vir até aqui (audiência) para discutir”, criticou o advogado, devido à ausência dos empresários concessionários do transporte coletivo. Outro que não participou das discussões foi o presidente da Associação Mato-Grossense dos Transportes Urbanos (AMTU), Ricardo Caixeta. Ele encaminhou ofício dizendo que estaria viajando para São Paulo. Representante do prefeito Wilson Santos na audiência, o secretário de Trânsito e Transportes Urbanos, ex-vereador Edivá Alves (PSDB), foi criticado por não apresentar devidamente uma planilha com os custos das empresas de transporte. (Andréa Haddad) 

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • JOSÉ | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    EU JA DISSE E VOLTO A REPETIR CADA POVO TEM O GOVERNO QUE MERECE.AGORA GUENTA.

  • Kennedy MARQUES | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Parabéns ao Vereador Domingos Sávio pela iniciativa de luta pelo o não aumento do transporte público.

    Kennedy Marques- Presidente da Juventude do PMDB.

  • Junior | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Ediva Alves??? Secretário de Trânsito e transporte??? PIADA!!!
    Pra ficar melhor Wilson de novo? PIADA!!!
    Desculpem-me, mas com todo respeito o amigo está certo: O povo tem o que merece

  • Jefferson Oliveira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Agora eu, no momento em q estamos sou contra qualquer protesto e contra quem fala mal do prefeito exceto o vereador Domingos q esta fazendo seu papel como vereador os demais tiveram a oportunidade de votar em outro prefeito as eleições foram esses dias qdo tiveram oportunidade naum fizeram e querem fazer agora...como dizia a frase d um dos eleitores dele... ah da licença

  • ANTONIO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    JÁ VIMOS ESTE FILME ANTES, AUMENTAREMOS A TARIFA E TEREMOS UM TRANSPORTE MELHOR. UMA FROTA MAIS NOVA COM AR CONDICIONADO, MAIS ONIBUS E BLÁ, BLÁ, BLÁ, BLÁ............ ACABOU A ELEIÇÃO E AI MAIS, BLÁ, BLÁ, BLÁ...... GENTE ISSO NÃO PODE CONTINUAR, E O HOMEM VOLTOU A PREFEITURA E AGORA? QUER SER O PROXIMO G O V E R N A D O R, ELEITORES COM A PALAVRA SR. AGRIPINO : AH! DÁ LICENÇA........... HS,HS,HS,HS.........

Com certidão pra disputar 1ª suplência

dito lucas 400 curtinha   Filiado ao Podemos, Dito Lucas (foto), que entrou de última hora como primeiro-suplente da chapa ao Senado encabeçada por José Medeiros, assegura que vai apresentar novamente sua certidão junto à Justiça Eleitoral, de modo a provar que sua candidatura é legítima....

Um novo embate entre Diane x Adair

diane alves 400 curtinha   Adair José Alves Moreira, que vinha atuando na assessoria do vice-governador Otaviano Pivetta, decidiu mesmo concorrer de novo à Prefeitura de Alto Paraguai. Ele já foi prefeito por duas vezes. Adair será o principal nome da oposição à prefeita democrata Diane Alves (foto),...

Taques ofuscado e sob mira do MPE

pedro taques 400 curtinha   Pedro Taques (foto) achou que o recall dos tempos de senador e governador, ajudando-o a se posicionar de forma razoável nas pesquisas, bem antes do início da campanha, o manteria como favorito na corrida ao Senado. Ledo engano. Não levou em consideração o alto índice de...

2 caciques não disputam Alto Garças

roland trentini 400 curtinha   Após décadas de rixas, de campanhas ostentadoras, rachas e brigas eleitorais intermináveis em Alto Garças, os ex-prefeitos Rolando Trentini (foto) e Júnior Pitucha resolveram não mais concorrer ao Executivo. Mas, um deles segue se movimentando nos bastidores. Pela...

Um ex-prefeito inelegível em Poconé

clovis martins 400   Dificilmente o ex-prefeito petebista Clovis Damião Martins (foto) terá registro de candidatura a prefeito de Poconé deferido pela Justiça Eleitoral. O promotor de Justiça, Mário Anthero, já pediu impugnação do registro do petebista por inelegibilidades. Clovis, que...

Briga em Sinop entre Juarez e Dorner

juarez costa 400 curtinha   Em Sinop, a briga eleitoral caminha para tensão e acirramento entre o emedebista Juarez Costa (foto) e Roberto Dorner (Republicanos). Hoje, o ex-prefeito seria eleito, mas Dorner vem crescendo nas adesões, com ajuda do vice de sua chapa, ex-vereador Dalton Martini (Patriota). O apoio da prefeita Rosana...