Últimas

Quinta-Feira, 25 de Outubro de 2007, 10h:44 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

VARIEDADES

Estudantes iniciam protesto nas ruas de Cuiabá

    Cerca de mil estudantes que se sentiram prejudicados com a restrição do uso do passe-livre, após uma manobra do prefeito Wilson Santos e de um grupo de vereadores, protestam neste momento nas ruas da Capital, mesmo com a chuva. Após uma rápida concentração na praça bispo Dom José, eles saíram em passeata e estão parados em frente à Câmara Municipal. Em seguida, seguem rumo à praça Alencastro, localizada em frente à prefeitura.

     A Frente em Defesa do Passe-Livre convidou os cinco vereadores (Enelinda Scala, Leve Levi, Lúdio Cabral, Luiz Poção e Domingos Sávio), que votaram contra o projeto de restrição do benefício aos estudantes para engrossarem a manifestação. O projeto foi vetado pelo prefeito Santos, mas, num combinado com a bancada, a Câmara o derrubou. Dessa forma, vale agora o passe limitado ao itinerário casa-escola e vice-e-versa.

    Representantes do Diretório Central dos Estudantes (DCE-UFMT), da União Nacional dos Estudantes (UNE), União Brasileira dos Estudantes Secundáristas (UBES) e Centros Acadêmicos estão acompanhando a passeata. Para contribuir com a manifestação a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) disponibilizou gratuitamente ônibus para os universitários. (Pollyana Araújo e Simone Alves)

(Atualização às 11h) - Estudantes estão agora em frente à prefeitura. Dos cinco vereadores tidos como aliados que receberam convite para engrossar o protesto, dois deixaram a sessão ordinária para aderir ao protesto, sendo eles Enelinda Scala (PT) e Domingos Sávio (PMDB).

(Atualização às 11h15) - Policiais militares tentam impedir que os manifestantes entrem no Palácio Alencastro, sede da prefeitura. Numa ato de revolta, eles queimam dois bonecos simbolizando o prefeito Wilson Santos e o presidente da Câmara, verador Lutero Ponce (PP).

(Atualização às 11h19) - Neste momento, os estudantes estão lavando a calçada da prefeitura. Segundo eles, o ato representa lavagem da sujeira. "O prefeito está jogando sujo", justifica o estudante Eilson de Oliveira.

(Atualização às 11h25) - Estudantes universitários condenam uso político do movimento por parte de alguns vereadores, principalmente de Levi de Andrade, que distribuiu panfleto confeccionado pelos acadêmicos. "Damos conta do movimento sozinhos", disse o membro da CLTP e universitário Jales Hornick.

(Atualização às 11h30) - O superintendente de Patrimônio da prefeitura Antônio Fernandes, deve servir de ponte entre o Executivo e os manifestantes. A vice-prefeita Jacy Proença (PSDB) e o secretário de Governo Andelson do Amaral pretendem representar o prefeito Wilson Santos que (PSDB) viajou para Brasília.

(Atualização às 11h44) - O secretário Andelson critica o ato público. Segundo ele, os estudantes estão agindo incorretamente, pois se compararem a tarifa de Cuiabá com a de Várzea Grande, onde os estudantes têm direito somente a meia passagem, os da Capital estão em vantagem. "Aqui eles recebem integralmente gratuito", enfatiza Andelson. Ele diz ainda que o protesto é uma propaganda "fora de época", numa referência aos vereadores e a pré-candidatos que aderiram a causa.

(Atualização às 11h51) - Sem obter resposta do Executivo, os manifestantes terminam o protesto, já que a ausência do prefeito Wilson Santos (PSDB) impossibilitou qualquer negociação. Como porta-voz de Santos, o secretário de Governo Andelson Gil do Amaral declarou que o passe-livre será mantido como está até o final da atual administração, que termina em dezembro de 2008.

(Atualização às 12h05) - Ao final do protesto, membros da Frente em Defesa do Passe-Livre definiram que se reunirão nesta sexta (26) para organizar uma campanha intensa. Eles pretendem conseguir 18 mil assinaturas para que a restrição seja anulada, a partir de um projeto de iniciativa popular. 

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Montalvão | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Quero parabenizar os estudantes pela iniciativa e elogiar a atitude do estudante Jales Hornik, que disse que o movimento é dos estudantes, não de populistas de plantão que querem tirar dividendos do ato. É isso aí, não deixe esses vereadores aproveitarem da situação, porque não fizeram um movimento antes?, tão é querendo pegar carona porque as eleições estão próximas, se não fosse por isso não estariam nem aí. Coragem rapaziada!

  • Flavio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Engraçado que um estudante condenou a atitude do Vereador Levi, alegando que eles não precisavam de politico, que davam conta do ato sozinhos, mas, por outro lado, eles convidaram vereadores para aderirem ao protesto. É muita incoerência. Será que é pq o Levi é do PP e não do PT?

    E mais, eu não aceito pagar passagem pra esses baderneiros. A minha passagem ta cara por culpa desses estudantes que só querem saber de baderna. Tem que ter passe só pra ir pra escola mesmo. Eles ficam usando pra ir ao cinema, shopping, eu tenho que pagar o meu.

  • Rafael Damian | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Parabéns aos colegas estudantes que muito bem nos representaram.

  • jonas ribeiro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Os estudantes não são bobos, e sabem que existem vereadores como o levi que quer apenas tirar vantagem política da situação, uma vez que como secretário nunca recebeu nenhum estudante, além de ter sido um péssimo secretário de meio ambiente, nada fez ,apenas esquemas.

Jayme incomodado com Flávio em VG

jayme campos 400 curtinha   A candidatura a prefeito de Várzea Grande do empresário Flávio Frical (PSB), principal aposta da oposição, passou a incomodar a família Campos, que apoia o ex-vereador Kalil Baracat, concorrente ao Executivo pelo MDB. Em uma noite que seria de festa, em comemoração...

Acordo com Euclides partiu de Allan

allan kardec 400   Otaviano Pivetta, vice-governador licenciado por 30 dias para cuidar de problemas de saúde, disse que nada tem a ver com o tal acordo "costurado" pelo presidente regional do PDT, deputado Allan Kardec (foto), com Euclides Ribeiro, candidato a senador pelo Avante. Explica que só apresentou Euclides para Allan e...

Família Maia tenta retomar o poder

martha maia 400   O ex-prefeito de Alto Araguaia por quatro vezes, Maia Neto, não entrou na disputa de novo ao Executivo, mas lançou a irmã Martha Maia (foto), cuja filha Sylvia Maia é vereadora. Filiada ao PP, Martha entra como principal candidata da oposição ao prefeito Gustavo Melo, que vai à...

Welinton fará grande ato em Barra

welinton marcos 400 curtinha   Welinton Marcos (foto) lança sua candidatura a prefeito de Barra do Garças, na segunda (28), em um grande ato. Mesmo pelo sistema drive-in, devido à necessidade de adotar medidas sanitárias contra a Covid-19, são esperadas na solenidade cerca de mil pessoas, num espaço amplo,...

Irmão de Riva está na disputa em Juara

priminho riva 400 curtinha   O irmão do ex-deputado José Riva, Priminho Riva (foto), filiado ao PL, será mesmo candidato a prefeito em Juara, posto já ocupado por ele por duas vezes (1997/2004). Priminho pertence a uma famíliade políticos. Além de Riva, que foi prefeito e deputado, é...

PSB deve ficar fora da aliança de EP

max russi curtinha 400   O PSB, presidido pelo deputado Max Russi (foto), pulou mesmo do barco de Emanuel Pinheiro. Deve formalizar apoio à candidatura de Roberto França ao Alencastro. O PSB não consta na lista oficial de siglas que estão com o prefeito, que busca à reeleição. Os 11 que estão...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.