Últimas

Domingo, 29 de Julho de 2007, 10h:00 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

Artigo

Eu, a golpista, e Tales

    O jornalista Tales Faria, diretor da Sucursal de Brasília do Jornal do Brasil, acha que sou uma golpista. Ele comentou em sua coluna que meu blog é golpista por iniciar a campanha "Vou vaiar Lula". É claro que não posso deixar de expressar todo meu contentamento ao ser chamada de golpista pelo diretor do JB em Brasília, mas, apesar do orgulho, isso é teoria da conspiração.

     Mas que coisa! Não se pode ser firme, convicta e declarada que essa turma vem logo dizendo que é golpismo contra um presidente operário, cuja mãe nasceu analfabeta, blablablá. Pois bem, golpe é gastar mais com a reforma da parte estética dos aeroportos e deixar de lado a segurança, colocando milhares de pessoas em risco. Golpe é encher as burras dos banqueiros como nunca antes "nestepaiz" e discursar contra as elites. Golpista não sou eu, golpista é quem mente para o povo com belos discursos e por trás rouba, mata.

     Vaio Lula por cada um dos mortos nos acidentes aéreos. Vaio Lula por cada mentira contada e por cada covardia cometida. Vaio Lula por cada gesto ou palavra obscena dos seus assessores. Vaio Lula por cada cidadão que morre pelo descaso com a saúde pública.

     Vaio e assumo.

     Mas como é difícil ter atitude neste Brasil!?! É impressionante como a falta de coragem aguça a imaginação de algumas pessoas. Bastou eu escrever que estava confeccionando adesivos dizendo que vou vaiar Lula para transformarem o que eu e um grupo de amigos fizemos é conspiração. "É uma ação partidária", disseram alguns com fértil imaginação.

     Gente, nunca fui e nunca serei mulher de esconder meus atos atrás de partidos, igrejas ou qualquer tipo de entidade. Faço e assumo cada ato meu, cada opinião que tenho. Sou uma cidadã e quero cada vez mais exercer os meus direitos. Erros?, cometo aos montes, mas se erro é pela ação, jamais pelo omissão.

    Não me coloquem, por favor, na vala comum dos covardes. Não me confundam com populistas sensacionalistas que batem e escondem a mão. Não contem comigo para agir na surdina. Sou transparente e como eu disse, passível a erros, mas por agir. No ano passado me expus ao defender a senadora Serys que estava sendo envolvida numa arapuca, mesmo ela sendo do PT. Fui criticada por muitos que me ligaram ou escreveram dizendo: "e se ela estiver mesmo envolvida"? Respondi a todos que se eu estivesse errada me retrataria com os leitores, mas a minha consciência mandava que eu me posicionasse. Ficou provado que era uma arapuca mesmo, pena vê-la hoje unida com seus algozes. Mas, cada um com sua consciência.

      Cada palavra que escrevo, cada projeto que encampo, podem ter certeza, só faço aquilo em que acredito. Ajo por paixão, por fé, por vontade própria. Por mais que isso possa incomodar, eu sou assim, e, convenhamos, já passei da hora de mudar. Sou intransigente com a transgressão, não compactuo com ela, venha de quem vier.

     Espero ter deixado claro aqui que os adesivos distribuídos por Cuiabá com o slogan "eu também vou vaiar Lula", saíram da cabeça minha e de um grupo de cidadãos comuns, independente de filiações partidárias, cidadãos indignados com os desmandos do Brasil. Se os outros não sabem exercer seu papel de cidadão, nós sabemos, sem que seja preciso ter por trás um partido, uma igreja ou uma televisão.

     Podem me criticar pelo ato, mas jamais me confundam com covardes, venham de onde vierem.

Adriana Vandoni é economista, especialista em Administração Pública pela Fundação Getúlio Vargas/RJ (blog: www.prosaepolitica.com)

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Comitê chama órgãos fiscalizadores

emanuel pinheiro 400 curtinha   Para colocar fim às críticas sobre suposta falta de transparência na aplicação dos recursos transferidos a Cuiabá pelo governo federal com vistas ao enfrentamento à pandemia, o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) determinou que seu secretário de Saúde, Luiz...

PT sob risco de não eleger ninguém

marcos viana 400 curtinha   Mesmo tendo cabeça de chapa para prefeito, no caso o ex-juiz federal Julier Sebastião da Silva, o PT dificilmente elege um vereador em Cuiabá no pleito deste ano. A chapa de pré-candidatos proporcionais é fraquíssima. O "grande" nome do partido é da professora Edna...

Único da família Oliveira pra vereador

luluca 400 curtinha   Na queda-de-braço entre irmãos, venceu, por enquanto, Luiz Arthur Oliveira Ribeiro, o Luluca (foto), que será candidato a vereador pelo MDB em Cuiabá, carregando o espólio político da família Oliveira. Irmão de Luluca, o ex-vereador Leonardo Oliveira, que procurou e...

2 nomes do DEM avaliam desistência

ivan evangelista 400 curtinha   A chapa de pré-candidatos do DEM a vereador pela Capital corre risco de sofrer duas baixas consideráveis. Os ex-vereadores Ivan Evangelista (foto), que atuou na Câmara por 13 anos, e Leonardo Oliveira, por dois mandatos, podem vir a desistir do teste das urnas. Mas, por enqanto, ambos garantem...

Sexto suplente na Câmara por um mês

aluizio leite 400 curtinha   Aluízio Leite (foto), filiado histórico do PV, tomou posse como vereador pela Capital na último dia 2. Mas vai ficar na cadeira por somente 31 dias, até o retorno do titular, delegado Marcos Veloso, que se afastou para cuidar de assuntos pessoais e hoje se encontra hospitalizado com...

No TCE pra tentar receber da prefeitura

flavia mesquita 400 curtinha   Flávia Mesquita (foto), da Luppa Administração de Serviços, pediu socorro ao TCE para tentar receber por serviços prestados à secretaria de Saúde de Cuiabá, alegando que o município está inadimplente há oito meses. E apontou quebra da ordem...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.