Últimas

Quarta-Feira, 06 de Maio de 2009, 11h:55 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:22

CÂMARA DE CUIABÁ

Evangelista gasta R$ 300 a mais da verba de R$ 9 mil

  Sobe para 7 o número de vereadores que, gradativamente, começam a disponibilizar os dados referentes aos gastos com a verba indenizatória no site da Câmara Municipal de Cuiabá. Nesta quarta (6), foram revelados os balancetes de Antônio Fernandes (PSDB) e de Ivan Evangelista (PPS), que estrapolou o teto máximo permitido com a indenizatória, que é de R$ 9 mil. No caso de Ivan, suas despesas chegaram a R$ 9,3 mil em abril, ou seja, R$ 300 a mais. Já o tucano Fernandes declarou despesas orçadas em R$ 8,9 mil.

  Além de Fernandes e Evangelista, prestaram contas o presidente da Câmara, Deucimar Silva, e  Everton Pop (ambos PP), Toninho de Souza (PDT), Domingos Sávio (PMDB) e Francisco Vuolo (PR). Faltam tornar público seus gastos com verba indenizatória do mês de abril 12 vereadores cuiabanos. São eles: Roosivelt Coelho, o líder do prefeito Paulo Borges e Lueci Ramos (os 3 do PSDB), Lutero Ponce (PMDB), Lúdio Cabral (PT), Washington Barbosa (PRB), Adevair Cabral (PDT), Chico 2000 (PR), Levi Levi (PP), Ralf Leite e Néviton Fagundes (ambos PRTB), além de Júlio Pinheiro (PTB).

Vereador Ivan Evangelista   Ivan Evangelista declarou que gastou R$ 3,5 mil com combustível.  A fatura foi paga a Lidergás Transportes Comércio e Distribuidora. Ele relaciona despesas de R$ 2,9 mil com consultoria pagos à Lúcia Pereira Santos Consultoria e Gonçalo França Pereira Consultoria. As empresas, segundo ele, prestaram consultoria jurídica na análise das contas de 2007 do prefeito Wilson Santos (PSDB). O parlamentar preside a Comissão de Economia e Finanças, que emitiu parecer favorável à aprovação do balancete e que foi acatado pelos demais parlamentares - saiba mais aqui.  Evangelista pediu ainda ressarcimento de R$ 378 gastos com celular. Resta saber agora se a Câmara, que instituiu a obrigatoriedade de prestação de contas detalhada a partir de abril, pagará verba indenizatória além do limite estabelecido pela Lei Orgânica e Regimento Interno.

   Antônio Fernandes afirma que teve despesa de R$ 1,3 mil de sua verba indenizatória com combustível. Apresentou dois recibos, um da JGJ Comercio de Petróleos e outra da Transpetro Transporte Comércio de Combustível. Consumiu ainda ao custo do erário R$ 3,5 mil na confecção de material gráfico e ainda pagou R$ 2 mil a seu contador Lauro José de Souza. Cada um dos 19 vereadores recebem salário de R$ 9,2 mil. Além disso, tem direito a R$ 12,1 mil para pagamento de assessores. O duodécimo da Câmara é de R$ 1,7 milhão.  (Patrícia Sanches)

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • mario | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    como o evangelista conseguiu comprar uma fazenda pequnina la pelas bandas do mimoso?
    dificil responder com esse salario de vereador...

  • Heliio Silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Ivan é um vereador que trabalha muito,(em sua fazenda) este é o motivo dele gastar tanto combustivel.

  • Ronan Jackson Costa | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Quero cumprimentar os sete (7) vereadores cuiabanos que disponibilizaram os dados referentes aos gastos com a verba indenizatória no site da Câmara Municipal de Cuiabá-MT. Este ato demonstra o respeito a todos nós cidadãos-contribuintes! Parabéns senhores Vereadores! Que o exemplo de Vossas Senhorias seja seguido pelos demais Vereadores de nossa Capital.

  • elizeu | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    o interessante e que eles gastam o mesmo valor coincidencia né????????????
    quero ver é se estes serviços foram realmente executados??????????????
    e se as firmas que os vereadores apresentou as notas estão realmente habilitadas para tal.
    aí sim pode se falar em transparencia.

  • elizeu | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    porque não abastecer em um posto unico, e contador e consultores não são assessores??????????
    porque o pagamento separado, principalmente para analisar as contas da prefeitura uma vez que a camara tem tantos assessores juridicos e servidores de carreira capacitados.

  • arnaldo amorim | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Verdade seja dita : Tem que tirar chapéu para o vereador Ivan.
    Sim senhor, de militante pés no chão do PT a fazendeiro de mimoso, não é brincadeira, tem que ser competente nas articulações.
    Nisso ele é bommmmmmmmm !!!

MPE vê prefeita de Torixoréu inelegível

ines 400 curtinha torixoreu   Para o Ministério Público Eleitoral, a prefeita de Torixoréu, Inês Mesquita Moraes Coelho (foto), que se lançou à reeleição pelo DEM, está inelegível. Numa ação de impugnação de registro de candidatura, o promotor...

Candidato amarga derrota na Justiça

adilson gon�alves 400 curtinha   O candidato a prefeito de Barra do Garças, delegado Adilson Gonçalves (foto), tentou, sem êxito na Justiça, censurar o Rdnews na publicação de matérias sobre o pleito eleitoral no município. Numa ação impetrada junto à...

Com certidão pra disputar 1ª suplência

dito lucas 400 curtinha   Filiado ao Podemos, Dito Lucas (foto), que entrou de última hora como primeiro-suplente da chapa ao Senado encabeçada por José Medeiros, assegura que vai apresentar novamente sua certidão junto à Justiça Eleitoral, de modo a provar que sua candidatura é legítima....

Um novo embate entre Diane x Adair

diane alves 400 curtinha   Adair José Alves Moreira, que vinha atuando na assessoria do vice-governador Otaviano Pivetta, decidiu mesmo concorrer de novo à Prefeitura de Alto Paraguai. Ele já foi prefeito por duas vezes. Adair será o principal nome da oposição à prefeita democrata Diane Alves (foto),...

Taques ofuscado e sob mira do MPE

pedro taques 400 curtinha   Pedro Taques (foto) achou que o recall dos tempos de senador e governador, ajudando-o a se posicionar de forma razoável nas pesquisas, bem antes do início da campanha, o manteria como favorito na corrida ao Senado. Ledo engano. Não levou em consideração o alto índice de...

2 caciques não disputam Alto Garças

roland trentini 400 curtinha   Após décadas de rixas, de campanhas ostentadoras, rachas e brigas eleitorais intermináveis em Alto Garças, os ex-prefeitos Rolando Trentini (foto) e Júnior Pitucha resolveram não mais concorrer ao Executivo. Mas, um deles segue se movimentando nos bastidores. Pela...