Últimas

Terça-Feira, 31 de Julho de 2007, 17h:36 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

INVESTIGAÇÃO

Ex-aliado de Renan cita propina para Bezerra

 

* Revista Veja traz nova denúncia contra senador
* Parlamentar de MT é acusado de levar R$ 150 mil
* Em nota, deputado nega e promete ação judicial

   Veja, maior revista do país que chega às bancas em Mato Grosso neste domingo, traz revelações que comprometem o senador Renan Calheiros, que já está prestes a perder o mandato, e também o deputado federal Carlos Bezerra. A revista se baseia em depoimento prestado à polícia pelo advogado Bruno Brito Lins, que foi casado com Flávia Garcia Coelho, funcionária do gabinete de Renan Calheiros e filha do lobista Luiz Garcia Coelho. Diz que Bruno Lins testemunhou de perto a articulação de negócios escusos do grupo e, segundo conta, chegou a transportar pessoalmente malas de dinheiro que eram entregues a políticos e funcionários do governo.

   A reportagem destaca ainda Renan negociou com um grupo de aliados do PMDB uma maneira de beneficiar o banco BMG no serviço de concessão de crédito consignado para os aposentados da Previdência. Em troca, o banco pagou propina aos envolvidos. Em seguida, a revista cita: "Entre os envolvidos na operação para beneficiar o banco estão o senador Romero Jucá e o deputado Carlos Bezerra, ambos do PMDB e aliados de Renan Calheiros. Ao deputado Bezerra, Bruno diz ter entregue 150.000 reais de propina".

    Nota

    Ex-governador e ex-senador, Carlos Bezerra, que foi presidente do INSS, nega as acusações. Em nota, o parlamentar mato-grossense refuta qualquer tentativa de associá-lo ao assunto. "Nunca tive contato com o senhor Bruno Lins. Sequer o conheço. Tomei conhecimento do seu nome através da imprensa", diz Bezerra, informando que tomará as medidas judiciais cabíveis contra qualquer tentativa de associá-lo a uma briga familiar que não lhe diz respeito.

     Na nota, ainda, Bezerra reitera que a Medida Provisória 130, que regulamentou os empréstimos consignados a aposentados e pensionistas, foi editada em 17 de outubro de 2003, quando ele ainda não presidia o INSS. A regulamentação ocorreu em 2004 por decreto da Presidência da República, expedida pela Casa Civil, sem qualquer participação do INSS. Ressalta, também, que a primeira instituição financeira a realizar convênio de empréstimo consignado foi a Caixa Econômica Federal e somente depois disso, mediante consulta e instrução no Banco Central, os serviços foram estendidos as demais instituições, seguindo o mesmo modelo de convênio inicial.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Antonio Carlos Cuiabano | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Depois da prisão do maior mafioso do brasil, o comendador Arcanjo, mato grosso mostrou sua cara: são tantas mafias que nimguem se espanta mais até hoje ninguem fala mais do escandalo da CAMED, CALCINHAS, GENOCIDIO, INTERMAT, MAFIA DO FISCO, O ESCANDALO DA PRIVATIZAÇÃO DA CEMAT, do BEMAT, A MERENDA AOS DEPUTADOS ESTADUAIS, A MAFIA DA CAMARA MUNICIPAL, A MAFIA DOS CONCURSOS PUBLICOS, O CRIME ORGANIZADO... etc. esta tudo sem respostas, os culpados estão ai no bom e no melhor... Corrupção virou sinonimo de coisa ética? ninguem é punido? so arcanjo ta preso, mas até quando?

  • Cansei | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É isso mesmo Antônio Carlos Cuiabano.....

    Os filhos da corrupção estão todos apodrecendo na cadeia..... mas os pais mal criados andam soltos.... isso tem q acabar......

  • Plinio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    eu não vi um ainda confessar. TODOS NEGAM.

Sessão, voto e namoro com cantora

ulysses moraes 400   Na sessão virtual da Assembleia desta segunda, o deputado Ulysses Moraes (foto), do PSL, estava demorando para computar o voto na apreciação de um veto do governador. O presidente Max Russi (PSB), então, cobrou agilidade do colega e brincou, dizendo que agora ele só tem olhos para a Maraisa....

Misal é reeleito para o 10º mandato

misael galv�o 400 curtinha   Após dois anos fora do comando do Shopping Popular, período em que respondeu pela presidência da Câmara da Capital, o ex-vereador Misael Galvão (foto) voltou à direção do empreendimento, que abriga 500 lojas. E, sob forte...

Oscarlino, Pros e "nocaute" em Gisela

oscarlino 400   Na queda-de-braço dentro do Pros por espaço político, o ex-sindicalista Oscarlino Alves (foto) nocauteou a ex-superintendente do Procon-MT, Gisela Simona. Ele foi um dos filiados que não aceitaram apoio a Abílio na disputa de segundo turno para prefeito de Cuiabá, se aliou ao projeto de...

Promotor recebe medalha do Exército

Mauro Zaque curtinha   O promotor de Justiça Mauro Zaque (foto) foi condecorado com a medalha do Exército Brasileiro na manhã desta segunda (19), no dia da instituição. A solenidade é considerada a segunda maior do Exército Brasileiro, foi reservada por conta da pandemia e contou com a...

Sema reabre os parques em Cuiabá

mauren lazzaretti sema 400   Fechados desde 1º de abril, em obediência às regras de decreto municipal, que suspendiam as atividades coletivas, os parques estaduais urbanos de Cuiabá reabrem nesta segunda (19) para utilização pelo público. Será possível acessar as tradicionais trilhas...

Pilha em Jayme pra disputar o Governo

jayme campos 400   Mesmo sabendo que Jayme Campos (foto) não entra em disputa onde percebe dificuldades para vencê-la e militando no mesmo partido de Mauro Mendes, o DEM, algumas lideranças políticas têm instigado o senador a se lançar ao governo estadual. Para tentar convencer Jayme, lançam...

MAIS LIDAS