Últimas

Terça-Feira, 11 de Setembro de 2007, 14h:30 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

EXECUTIVO

Ex-deputado Satélite é nomeado na Casa Civil

   O governador Blairo Maggi "ajeitou" emprego para mais um ex-deputado derrotado nas urnas do ano passado. Desta vez é para o empresário Pedro Inácio Satélite. Ele foi nomeado como assessor-técnico da Casa Civil, com o carimbo DGA-4. Passa a ganhar R$ 4 mil mensais. Foi um presente de aniversário ao ex-parlamentar, que nasceu em 8 de setembro.

   Para conseguir o emprego na máquina do governo estadual oito meses após deixar a Assembléia, Satélite fez um forte lobby junto ao deputado licenciado João Malheiros, atual secretário-chefe da Casa Civil. Este, por sua vez, se encarregou de fazer gestão ao governador. A estratégia deu certo. Desde o último dia 4, Satélite exerce o cargo comissionado na Casa Civil. Fontes da Casa Civil observam, porém, que Pedro Satélite terá dificuldades de cumprir expediente. Acontece que ele estava envolvido também com os negócios empresariais, principalmente em Guarantã no Norte (a 725 km ao Norte de Cuiabá), onde reside.

   Há outros dois ex-deputados que não se reelegeram nas urnas de 2006 e que foram lotados no governo Maggi. Um deles é José Carlos de Freitas (DEM), que cuida do financeiro da Empaer. O outro e Carlos Brito (PDT), secretário de Justiça e Segurança Pública.

   Pedro Satélite é ex-sócio-proprietário da Viação Satélite, uma das empresas que explora a concessão de linhas interestaduais. No ano passado, ele tentou a reeleição, mas os 19.452 votos obtidos garantiram-no somente a condição de terceiro suplente, atrás de Roberto França e de Wagner Ramos. Os dois viraram deputados, nos lugares de Gilmar Fabris e de João Malheiros, respectivamente. Satélite ficou na espera. Como tem apego ao poder público, bateu a porta do Poder Executivo. Foi acolhido.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Darli (Oficial de Justiça-Nova Monte Ver | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Aqui no nortão a única coisa que o senhor Pedro Satélite fez, foi aumentar sua frota de ônibus, que por sinal tiram o couro dos trabalhadores com os preços das passagens. Agora ele tá bem empregado. Tenha dó, né !!!

  • ELIFAS JOSE RIBEIRO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    E o pior é que ele não arrumou este cabide para o ex nobre deputado pelo "lindos" olhos é porque é mais um sulista empoleirado na maquina administrativa E VIVA O BRASIL

  • Junior Abeia | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Meu amigo esse Pedro Satelite é de sorte, quase nasceu no dia da Indepência dessa terra tão querida.
    Seu presente foi melhor ainda, um DEM (Deixa Eu Mamar) = DGA-4 = R$ 4 mil mensais.
    As vezes eu me pergunto, até onde vai essa farra com o dinheiro público, não é possivel...
    Esses atos é que nos deixa triste, a população não entende como pessoas iguais a esse cidadão Pedro Satelite, Jair Mariano e outros, ainda circulam pelos corredores do poder.
    Pois foram parlamentares e ninguém percebeu, ficam pulando de partido para poder suprir suas necessidades, faça-me um favor ex-deputados vão trabalhar...

  • Carlos Roberto de Aguiar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É duro conviver com mais uma noticia dessas, eu que trabalhei tantos anos tenho meu salario reduzido em razão do teto, so porque o governador é econômico e não aceita ganhar mais; mas para apadrinhar empresarios que não necessitam, para mais uma teta no governo o caixa tá abarrotado. Ora Governador faça o que quiser com a receita, mas aumente seu salario para que eu possa usufruir daquilo que adquiri com dignidade, invéz de ficar dando para parasitas abastados.

  • bruno carlos de arruda | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Blairo, a prática do empreguismo, clientelismo e protecionismo político foram tão condenados por ti no primeiro governo, e agora o senhor nomeia josé carlos de freitas e o pedro satélite, que não são técnicos e sim políticos já ultrapassados, reprovados nas urnas pela sociedade matogrossense. Vou repetir o que pivetta disse em Nova Mutum "o que está acontecendo com o seu segundo governo blairo?" há desmotivação, ineficiência e perda de foco, e tais nomeações são uma demonstração clara disso.

Direitistas encaram pedreira em 2022

gilberto cattani 400   O xadrez político rumo a 2022 se movimenta e a tendência é que os deputados de direita encontrem dificuldade para se reeleleger. Xuxu Dal Molin, Gilberto Cattani (foto), Elizeu Nascimento, Delegado Claudinei e Ulysses Moraes, nem todos defensores fiéis de Bolsonaro, devem buscar novo mandato em meio...

Mauro, desgastes e projeto à reeleição

mauro mendes curtinha   Não há como negar que o governo Mauro Mendes (foto) enfrenta forte desgaste por causa das medidas restritivas de combate à Covid e, principalmente, devido à exigência da sociedade de maior investimento e planejamento na Saúde. Por mais que o Executivo divulgue feitos e liste...

Thiago, respaldo da igreja e reeleição

thiago silva _curtinha_400   O deputado estadual Thiago Silva (foto) começa a labuta pela reeleição e não terá uma tarefa fácil pela frente. Thiago faz parte do grupo da Assembleia de Deus, que sempre prioriza o colega de Parlamento Sebastião Rezende, que vai tentar o sexto mandato. Curiosamente,...

2 suplentes já estreiam em Cuiabá

alex rodrigues 400   Com menos de quatro meses de mandato, dois dos 25 vereadores cuiabanos reeleitos no ano passado já pediram licença para abrir espaço a suplentes. Diego Guimarães (Cidadania) se afastou por 30 dias. Em sua cadeira está Maysa Leão, do mesmo partido. Marcrean Santos (PP) pediu afastamento...

Governista 2 e o desafio da reeleição

wilson santos 400 curtinha   Wilson Santos (foto), que conseguiu retornar à Assembleia "sangrando" nas urnas de 2018, impactado pelo desgaste pela defesa intransigente do Governo Pedro Taques, se prepara para atravessar outro purgatório no próximo ano, em busca de mais um mandato. O deputado tucano carrega desgaste...

Nobres chora a morte de ex-prefeito

flavio dalmolin 400   A pequena e turística Nobres, de 16 mil habitantes, parou neste Feriado de Tiradentes em comoção pela morte, por Covid-19, do ex-prefeito Flávio Dalmolin (foto). Um cortejo percorreu ruas e avenidas, parou em frente ao estádio municipal Balizão e à prefeitura, onde...