Últimas

Terça-Feira, 08 de Dezembro de 2009, 16h:34 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:24

Alto Taquari

Ex-prefeito vai desembolsar R$ 14 mil por danos morais

   O ex-prefeito de Alto Taquari, Lairto João Sperandio (DEM), deve desembolsar R$ 14,1 mil, segundo determinação do juiz da Comarca do município, Wagner Plaza Machado Jr. Destes, R$ 4,7 mil referem-se ao pagamento feito pelo democrata a um credor, em 1990. Na época, Lairto retirou dos cofres públicos CR$ 250 mil para saldar uma dívida sem o uso de comprovantes, o que levou o juiz a sentenciar o ato como ilegal. Para indenizar a população local pelos danos morais sofridos, o magistrado determinou que o ex-prefeito pague R$ 9,4 mil. A decisão de Primeiro Grau é passível de recurso.

   Ao analisar os documentos juntados nos autos do processo nº 24/2008, o juiz conclui que ficou caracterizado o desvio de verba pública para atender despesas sem origem comprovada. “Não tendo sido comprovada a finalidade pública e muito menos a legalidade da despesa, é necessário reconhecer que o gasto configura ato de improbidade administrativa praticado pelo requerido quando da gerência da coisa pública”, argumentou o magistrado na sentença. Por ter sido eleito pela maioria do povo, Plaza Machado ainda reitera que "o fato da ocorrência a ato de improbidade, por si só, já acarreta no seio da sociedade a indignação de ter sido engambelada pela pessoa em quem foi depositada tamanha confiança, caracterizando, portanto, a existência do dano moral".

   O ex-prefeito tentou justificar-se afirmando que juntou a cópia da nota fiscal e da ordem de pagamento, mas não o fez quanto a uma nota de empenho, o que foi julgado pelo magistrado como uma contrariação à Lei nº 4.320/1964 (que dispõe sobre o controle de orçamentos e balanços dos órgãos públicos). Por isso, o município deve ser ressarcido. Lairto tentou novamente se defender, afirmando que o ato já havia prescrito, o que foi rebatido pelo juiz, que afirmou que o Código Civil fixa em 20 anos o prazo prescricional para ações de reparação de danos ao erário.

   Essa não é a primeira vez que o democrata se vê obrigado a pagar por atos irregulares. Há 6 meses, Lairto já havia sido multado pelo TCE em R$ 12 mil por atos de improbidade administrativa em processos licitatórios na construção de um centro de convivência para idosos - veja mais aqui(Lislaine dos Anjos)

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

PTB tem 25 e deve eleger 2 à Câmara

misael galvao 400 curtinha   O PTB lançou 25 nomes a vereador em Cuiabá. E a tendência é de eleger entre um e dois. As maiores apostas são os seus próprios vereadores: Misael Galvão (foto) e Adevair Cabral, respectivamente, presidente e primeiro-secretário da Mesa Diretora da Câmara....

Retorno à Câmara após 6 mandatos

fulo 400 curtinha   Figura bastante popular, especialmente na região da Vila Operária, Lourisvaldo Manoel de Oliveira, o Fulô (MDB), que foi vereador de Rondonópolis por seis mandatos, está de volta. Hoje suplente, ele assume provisoriamente nesta segunda a cadeira do titular Thiago Muniz, que pediu licença...

Bolsonaro nem aí para políticos de MT

nelson barbudo 400 curtinha   O cerimonial da Presidência da República deu de ombros para os políticos, inclusive para a bancada federal mato-grossense, na visita de Bolsonaro, sexta, em Sinop e Sorriso. Alguns tentaram, de forma insistente, tirar foto com o presidente. E até conseguiram. Mas o capitão preferiu...

Tião com Flávio e "pau" nos Campos

tiao da zaeli 400 curtinha   A maior bronca dos Campos em Várzea Grande hoje é com o ex-prefeito Tião da Zaeli (foto), que motivou o amigo e empresário Flávio Vargas, dono do frigorífico Frical, a entrar na disputa à sucessão municipal. E Flávio conseguiu construir um amplo arco de...

A única dos maiores fora da reeleição

rosana martinelli 400 curtinha   Seis dos 10 prefeitos dos maiores municípios de MT poderiam disputar a reeleição neste ano por estarem no primeiro mandato ou já tendo exercido outros não consecutivos. E, destes, somente Rosana Martinelli (foto), de Sinop, não se recandidatou. Percebeu dificuldades...

Poconé tem 4 no páreo; Euclides dança

euclides santos 400 curtinha   Em Poconé, o ex-prefeito Euclides Santos (foto) nadou e morreu na praia. Numa queda de braço dentro do PSDB, Euclides, que havia se mudado para Cuiabá e tem o filho na disputa para vereador, perdeu espaço e autonomia para a ex-prefeita Meire Adauto, presidente municipal da legenda tucana e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.