Últimas

Sexta-Feira, 02 de Março de 2007, 09h:46 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

JUDICIÁRIO

Ex-presidente do TJ agradece Riva e Bosaipo

Magistrado lamenta ter exonerado 300 devido à proibição do nepotismo 

   O desembargador José Jurandir de Lima, em discurso nesta quinta (1º) de despedida da presidência do Tribunal de Justiça, fez agradecimentos aos deputados José Riva (PP), Humberto Bosaipo (PFL) e também a Silval Barbosa (PMDB), hoje vice-governador. Disse que os três contribuíram para aprovação de leis que proporcionaram elevação de comarcas, criação de varas, implantação de subsídios e reajuste salarial aos servidores do Judiciário.

   Numa crítica indireta ao governo Blairo Maggi, o magistrado afirmou que os deputados tiveram posicionamento firme na questão relativa ao que chamou de "imposição aos demais Poderes e instituições do pagamento dos policiais militares por eles enfrentados". Segundo o ex-presidente do TJ, se o Executivo tivesse adotado a transferência das despesas,  'feriria de morte a Constituição Federal'.

   Milhares de pessoas acompanharam a solenidade de transmissão de posse, no Hotel Fazenda Mato Grosso, em que o desembargador Paulo Lessa assumiu a presidência do TJ. Jurandir de Lima fez agradecimentos ao governador Maggi, para quem manteve sempre as portas abertas do Palácio Paiaguás ao Poder Judiciário e observou que, dessa forma, prevaleceu a harmonia. Fez referências e agradecimentos também ao procurador-geral de Justiça, Paulo Prado, à Defensoria Pública e à OAB/MT. No caso da OAB, fez referência ao interior, espécie de recado ao presidente Francisco Faiad, um dos críticos de alguns atos do Judiciário. "Quero agradecer a OAB, principalmente do interior, que sempre soube reconhecer os avanços do Poder Judiciário na busca do aperfeiçoamento da prestação juridicional", disse o ex-presidente do TJ.

    Jurandir de Lima destacou também a atuação do presidente do Tribunal de Contas, José Carlos Novelli. Disse que o conselheiro possui um "extraordinário espírito de homem público e respeitador da política da boa vizinhança". Observou que Novelli 'soube lançar com precisão a necesidade do Judiciário ao ponto de permitir a construção da passagem subterrânea, ligando o TJ ao anexo desembargador Antonio de Arruda, antigo Fórum Criminal, cuja edificação passa sob o prédio da nova Escola de Contas do TCE'. Lembrou da reportagem da Folha de S. Paulo, que mencionou a obra por ter custado R$ 1,1 milhão.

    Questões administrativas 

   O ex-presidente do TJ disse que enfrentou inúmeras dificuldades desde o início da gestão. Atacou o criação do Conselho Nacional de Justiça, para quem 'veio enfraquecer a Justiça Estadual'. "Tudo porque ele (CNJ) é forte e abriga cerca de 14 mil juizes entre primeiro e segundo graus. Instalado o Conselho, tudo se confirmou, bastando, para tanto, assistir a uma sessão daquele Conselho para saber a repugnância que ele sente pela Justiça Estadual".

    Segundo o desembargador,  o CNJ proibiu o nepotismo e, com isso, o TJ/MT teve de exonerar mais de 300 servidores, 'muitos deles com vários anos de serviços prestados ao Judiciário'. Depois reclamou do subsídio, que nivelou os vencimentos da magistratura, passando, desde então, a ser feito em parcela única. "Extinguiu, com isso, o patrimônio maior do servidor público, que era o adicional por tempo de serviço".

   Jurandir de Lima lembrou também que sua gestão (2005/2006) foi prejudicada pela queda na arrecadação do Estado, consequência do insucesso do agronegócio. Por conta disso, comentou, houve retardamento da implantação 'do novo sistema, quando fomos alvos de pesadas críticas'. "Mesmo tendo convivido desde o início com a dificuldade e tendo sido chamado inclusive de administrador de crises, creio que estamos concluindo nossa gestão de forma satisfatoriamente positiva". O magistrado conta que instalou 10 comarcas nos seguintes municípios: Tapurah, Vera, Nova Ubiratan, Colniza, Matupá, Marcelândia, Campinápolis, Novo São Joaquim, Itaúba e Porto Espiridião. Dos 10 fórums, só o de Colniza foi edificado pelo governo estadual. Os demais foram viabilizados pelo Judiciário, em parceria com prefeituras e a comunidade. Jurandir de Lima enfatizou também que instalou 5 postos avançados dos juizados especiais, sendo eles em Castanheira, Conquista D'Oeste, São José do Xingu, União do Norte e Novo Mundo.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Prefeito coloca secretarias em alerta

emanuel pinheiro 400 curtinha   O prefeito Emanuel Pinheiro (foto) colocou em estado de alerta a Defesa Civil e as secretarias municipais de Obras e Serviços Urbanos por causa da chuva torrencial que caiu neste sábado em Cuiabá. Em vários locais, inclusive na região central, como em frente à praça...

Jovem prefeito à reeleição e os Maia

gustavo melo 400 curtinha   Em Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), o mais jovem dos 141 prefeitos mato-grossenses - completa 36 anos no próximo 26 de junho -, está disposto a buscar a reeleição pelo PSB. Mas carrega forte desgaste. O que traz certo conforto para Gustavo é o fato de Maia Neto, que comandou o...

Suposta delação tira sono de Alencar

alencar soares 400 curtinha   A notícia de que o STJ já teria homolagada delação de Sérgio Ricardo caiu como uma bomba. Mesmo depois do ex-deputado e hoje conselheiro afastado do TCE vir a público desmenti-la, assegurando não ter motivos para fazer tal colaboração premiada, os efeitos...

SD também deseja Taques ao Senado

pedro taques 400 curtinha   Empolgado com resultado de uma pesquisa interna, na qual estaria bem pontuado, aparecendo entre os preferidos ao Senado, mesmo após deixar o cargo de governador bastante desgastado, Pedro Taques (foto) passou a flertar não só com o Cidadania, conduzido no Estado pelo seu ex-secretário Marco...

Presidente do TJ-MT assume Codepre

carlos alberto tj 400 curtinha   O presidente do TJ-MT Carlos Alberto (foto) foi eleito presidente do Colégio de Presidentes dos Tribunais de Justiça (Codepre) do país. O cargo alça o membro de MT à liderança de discussões nacionais importantes. Dentre as atribuições do colégio...

Brecha pra futuro cassado ir à Justiça

kero kero curtinha 400   Wilson Kero-Kero (foto), ex-SD (socialista) que foi para ex-PSL (direita), anunciou ida para Podemos, mas permanecerá no partido direitista, é o relator do processo de cassação do colega Abílio Júnior, na CCJ da Câmara de Cuiabá. Na Comissão de Ética o...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.