Últimas

Segunda-Feira, 13 de Agosto de 2007, 11h:10 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

LEGISLATIVO

Ex-presidente é cassado e denuncia os colegas

Inconformado, Orlandinho distribui gravações se auto-condenando e entrega vereadores por Barra do Bugres sobre esquemas de propina e notas frias    

   Por 6 a 3, a Câmara Municipal de Barra do Bugres (a 160 km ao Médio-Norte de Cuiabá) cassou o mandato do ex-presidente Orlando Cardoso Chaves, o Orlandinho (sem partido). Ele enfrentou uma Comissão Processante que, durante 90 dias, levantou uma série de denúncias feitas pelo morador Francisco Neurivan contra o vereador. O relatório foi à votação na última sexta (10) e acabou aprovado pela maioria dos parlamentares numa sessão tumultuada.

    Inconformado com a cassação do seu mandato, Orlandinho resolveu "botar a boca no trombone". Distribuiu gravações na qual ele se auto-condena, mas também compromete outros vereadores. Nas conversas gravadas, Orlandinho, então presidente da Câmara Municipal, cita nomes, admite esquemas de propina e de utilização de notas frias,  usa palavrões e, juntos com outros vereadores, dão até risadas, como espécie de deboche.

    Entre as acusações que pesam contra Orlandinho e levantadas pela Comissão Processante estão a compra de cerca de oito mil cartões para aparelho celular, aquisição de 17 mil litros de gasolina somente para um veículo da Câmara, a compra de quatro baterias em um mês também para o mesmo veículo, além de empenho de notas fiscais sobre as mesmas peças.

    O Ministério Público agora deve fechar o cerco tanto em relação ao vereador cassado quanto sobre os demais denunciados nas gravações. Orlandinho presidiu o legislativo municipal até dezembro do ano passado. Hoje a Câmara está sob Moacir Júlio Dias (PP).

     Este não é o primeiro escândalo envolvendo o parlamentar cassado. Na década de 80, Orlandinho chegou a montar uma operação para sequestrar o então deputado estadual Renê Barbour, um dos maiores pecuaristas do país e desbravador do Médio-Norte. De última hora desistiu do sequestro e ainda comunicou o fato ao próprio Barbour.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Francisco Neudivan | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A administração em nossa cidade está um caos, devido a corrupção, superfaturamento e até nepotismo.O MP do nosso município não está conseguindo cumprir o seu papel. Peço que a "autoridade competente" encaminhei mais um promotor para a nossa comarca e com isso consigam apurar todas as irregularidades que há em nossa cidade. É preciso acabar c/ esses "sange-sugas" que há em nosso município. Espero ATITUDE dos órgãos competentes.

  • Antonio Carlos Cuiabano | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Se a policia investigar, o MP denunciar e a justiça acatar vai dar mais 900 anos de prisão. Depois ainda dizem que não existe crime organizado.

  • Patrícia dos Santos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É necessário que o Promotor de Justiça Dr. Antonio Moreira, que tem relevantes serviços prestados para Mato Grosso e para a Comarca de Barra do Bugres, faça o mesmo que fez em relação a outros processos envolvendo autoridades, bem como o que fez na Comarca de Juína quando ali oficiou, afastando os vereadores corruptos. Acredito no Ministério Público, mas queremos que as medidas sejam mais rápidas.

  • Zélia de Almeida | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esperamos agora, que o Vereador Orlando Cardoso Chaves, o Orlandinho, cumpra o que prometeu e entregue ao Promotor de Justiça Dr. Antonio Moreira da Silva, no dia 11 de outubro deste ano (quinta-feira), dia marcado para seu interrogatório na Promotoria de Justiça de Barra do Bugres, as PROVAS que disse ter, por crimes contra a o patrimônio pública, que teriam sido praticados pelos demais vereadores de Barra do Bugres

Sorriso tenta aval para conceder RGA

estevam calvo 400   A Prefeitura de Sorriso quer pagar RGA aos servidores, mas não encontrou até agora respaldo legal para assim proceder, considerando a Lei Complementar 173/2020 que, no contexto da pandemia, proíbe reajuste no salário de servidores federais, estaduais e municipais até 31 de dezembro deste...

Ambulância doada pela CBF para MT

Aron Dresch 400   O governo estadual recebeu doação de uma ambulância da CBF como forma de reconhecimento à dedicação dos profissionais da Saúde e dos serviços que estão sendo prestados durante a pandemia. O Hospital Metropolitano, em Várzea Grande, foi escolhido para...

Fávaro, relatório e vacina sem Anvisa

carlos favaro 400   O senador mato-grossense Carlos Fávaro (foto), eleito na suplementar do ano passado, está comemorando a aprovação pelos colegas do seu relatório ao Projeto 1315/2021, que libera a importação de vacinas e insumos para o combate à Covid-19 no Brasil e sem depender do...

TRE intima deputado pra se defender

gilberto cattani 400   O TRE já citou o deputado Gilberto Cattani (foto) e o comando do PRTB para se manifestar sobre o pedido do suplente Emílio Populo, que quer a perda do mandato do recém-empossado por infidelidade partidária. O relator é o jurista Sebastião Monteiro. Cattani apresenta defesa na...

DEM tem derrotados em 2020 pra AL

anelise silva 400   Alguns filiados do DEM do governador Mauro Mendes estão se movimentando por conta própria, visando as eleições de deputado estadual no próximo ano, alheios ao comodismo do presidente regional do partido, ex-deputado Fabinho Garcia. Em Cáceres, por exemplo, dois são cogitados para...

Vereadores vão devolver a VI de abril

agostinho carneiro 400   Presidida por Agostinho Carneiro (foto), a Câmara Municipal de Ribeirãozinho, um dos menores municípios do Estado, com cerca de 2,5 mil habitantes, decidiu suspender o pagamento da verba indenizatória deste mês de abril de todos os seus nove vereadores. Com isso, os R$ 9 mil que iriam para o...