Últimas

Segunda-Feira, 03 de Setembro de 2007, 11h:30 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

INVESTIGAÇÃO

Expulsos de Juína, ambientalistas pedem justiça

    
Agricultores fazem vigília em frente ao hotel onde ambientalistas e jornalistas se hospedaram 

    As equipes de reportagens das ONGs Greenpeace e Operação Amazônia Nativa entregaram ao procurador da República em Mato Grosso, Mário Lúcio Avelar, cópias com duas horas de imagens que documentaram a expulsão e a censura imposta assim que chegaram em Juína no último dia 20. Eles foram barrados na tentativa de chegar à aldeia dos Enawene-Nawe, que abriga 510 índios numa reserva de 742 mil hectares.

     O fato considerado arbitrário partiu dos fazendeiros, teve a participação do prefeito Hilton Campos (PP) e do presidente da Câmara, Francisco Pedroso (DEM) e de outros vereadores. O vídeo mostra a recepção inóspita dos fazendeiros para com os ambientalistas e a intimidação feita pelo prefeito até a expulsão do grupo do município.

    No último dia 23, um dos ambientalistas, o coordenador do Greenpeace na Amazônia, Paulo Adário, fez um pronunciamento sobre o assunto durante reunião especial do Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama) que se realizava em Cuiabá, e pediu providências das autoridades estaduais e federais. A matéria está postada no site do Greenpeace Brasil.    

      Clique aqui e leia mais sobre o assunto.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Carlos Roberto de Aguiar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Não quero tomar partido nem de fazendeiro nem de ongueiro, mas como indios são tutelados pela união, e tem a Funai como orgão representativo, entendo que ong´s para adentrar em local de estrita fiscalização e tutela dA UNIÃO deveriam estar acompanhados de pelo menos um representante da Funai, mas em nenhum momento dos noticiarios sôbre o caso não ouvi mencionar qualquer representante da união, portanto se houve ameaça dos fazendeiros está errado é crime; mas se os representantes das ong´s tambem não tinham autorização federal para adentrar em terra indigena, para mim a situação é análoga, carecendo ambas as partes de legalidade.

  • gilmar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É,á sigla mudou de nome mas seus integrantes continuam á moda antiga, a ditadura já acabou Hilton Campos e compania.ese é o novo DEM.

  • Paulo Roberto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    olha aqui seo antonio carlos cuiabano,alias sera que voce realmente e cuiabano ou e so apelido, pois pois nos cuiabanos de tchapa e cruz somos bem informados, pois e so ler com mais atencao que sabera que o partido do prefeito Hilton Campos e o pp e nao do DEM do qual eu tenho uma grande satisfacao de fazer parte do quadro

  • Carlos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É inadmissivel o que aconteceu em Juina, depõem contra democracia e tudo que é mas sagrado, o direito de ir e vir, nós mato-grossenses estamos envergonhado, pedimos desculpa a essas pessoas, infelizmente no Mato Grosso ainda existe pessoas como essas que foram mostradas no video, isso envergonha não só a nós do Mato grosso como o País, acredito que o ministério público a Funai, tem que tomar alguma atitude, pois a revolta de uma minoria que usurpou dos indios o direito à terra e que teme uma nova demarcação é quase que natural, agora uma "revolta" oficializada pelo "poder Público" com o aval de autoridades é revoltante. Agora gostaria de fazer justiça, o prefeito de Juina Sr Hilton Campos, nada tem a ver com o senador Jaime Campos como algumas matérias tem veiculada, eles não são nem parentes eu acredito, as famílias campos são enumeras no Mato Grosso, mas nessa ai o Senador Jaime, que ja foi governador do estado, Prefeito de Varzea Grande, nada tem a ver com esse coronel do Noroeste do Mato Grosso, eles estão confundindo região Noroeste do Mato Grosso, com região do velho oeste, estamos no século 21, atitudes como essa são repugnantes, como li alguns cometários, acho que não se trata de que sigla partidária é esse Senhor Hiltom, trata-se do Estado, do Pais que esse senhor está envergonhando, já não basta a fama do Mato Grosso com relação ao meio ambiente - é revoltante

Nezinho, nova derrota e aposentadoria

nezinho 400   Aos 69 anos, o petebista Carlos Roberto da Costa, o Nezinho (foto), considerado da velha guarda política, tentou, mas foi reprovado nas urnas em Nossa Senhora do Livramento. Ele concorreu a prefeito em quatro pleitos. E já exerceu dois mandatos. Nezinho já foi secretário-adjunto de Fazenda do Estado,...

EP cresce 5; Abílio perde 3, diz Ibope

emanuel pinheiro 400 curtinha   Pelos números do Ibope, revelados nesta sexta à noite pela TV Centro América (Globo), Abílio Júnior (Podemos) oscilou negativamente 3 pontos percentuais em menos de uma semana, de 48% para 45% das intenções de voto. Já o emedebista Emanuel Pinheiro (foto)...

Sob arrogância, ataque e desrespeito

abilio junior 400 curtinha   O candidato Abílio Junior (foto), que disputa o segundo turno em Cuiabá com o prefeito Emanuel, chegou bastante nervoso e irritado para o debate nesta sexta, na TV Vila Real (Record). Demonstrando arrogância, ignorou o superintendente do Grupo Gazeta de Comunicação, Dorileo Leal, na...

Candidatos, tensão, debate e bate boca

antoniocarlos   Em debate tenso, na TV Vila Real (do grupo Gazeta) e, após troca de acusações sobre atos de corrupção e servidores fantasmas, os candidatos à Prefeitura de Cuiabá Abílio Júnior (Pode) e Emanuel Pinheiro (MDB) protagonizaram bate boca por mais de uma vez. O clima ficou...

Abílio contrata 400 fiscais para eleição

A campanha do candidato Abílio Júnior (Pode) decidiu contratar 400 fiscais para atuar nesta eleição de domingo. Isso derruba o discurso do candidato do Podemos de que todos atuam de forma voluntária em prol da sua vitória. Aliás, quando questionado sobre a grande estrutura que montou neste segundo turno, inclusive sobre a equipe de marketing, disse que todos são colaboradores. Na sua versão, ninguém recebe pelo trabalho,...

Entrando na briga à AMM muito tarde

maurao curtinha 400   Mauro Rosa, o Maurão (foto), que está encerrando o segundo mandato como prefeito de Água Boa, é o único candidato no duelo com Neurilan Fraga, que busca mais um mandato no comando da AMM, entidade que representa as prefeituras mato-grossenses. O problema é que Maurão entrou...